Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

MONTE DE AFIFE, É PARAISO PARA OS POLUIDORES



A área mais a montante de Afife tem servido para a deposição de todo o tipo de lixos, provenientes dos mais variados sectores, tanto industriais como domésticos. O problema já não é novo e uma vez que ainda não foi detectado qualquer infractor a situação repete-se quase diariamente. As situações mais críticas situam-se na área envolvente da estação arqueológica da Cividade, onde continua a ser atulhado com resíduos de obras da construção civil um caminho de acesso a boiças em mais de cem metros.

Caminho de acesso a boiças junto á Cividadede dia para dia o entulho de obras aumenta

no caminhode acesso ás boiças, junto á Cividade, o entulho continua a ser aí depositado por tactores que  o caminho está intransitavel em mais de 200 metros, sem que contudo  so seus depositores tenham parado as deposições, o que sucede há mais de tres meses.

Nos  caminhos em redor a situação repete-se com lixos ensacados varios.

Há tambem electrodomesticos e lixos provenientes de obras demolidas, como no caso madeiras de tectos em estafe.

O mesmo sucede a partir da Revolta e até aos acessos a Ancora, onde na berma do caminho são depositados electrodomésticos, ferros velhos, materiais da construção civil e vegetação de jardins, como palmeiras e outras árvores.

No acesso de Afife a Carreço a partir do Penedo da Saudade, a situação não é melhor, pois encontra-se lixo de toda a espécie em quantidades industriais, que vai desde pneus de automóvel a portas e janelas de madeira, materiais de pichelaria, tintas e muitos outros de porte muito variado.

No caminho  que liga o Penedo da Saudade a Carreço , há de tudo, lava loiças, pneus, portas, lçatas de tintas, tabuas, material de lectricidade, canalização e muito mais.

A colocação do lixo nestes locais, é feita sempre na calada da noite e ventila-se mesmo, apontando o dedo a tractoristas que fazem fretes e depois livram-se da carga em qualquer sitio sem olhar ás consequências, tendo em linha de conta que estas deposições são proibidas e punidas por Lei. A situação torna-se ainda mais gravosa, já que se trata de uma área de protecção florestal. Alertadas para estes casos, foram já as diversas entidades oficiais, que conjuntamente com a autarquia, estão atentas a estas movimentações, para que os infractores sejam descobertos e identificados.

Há ainda televisões, computadores, animais mortos, tecidos    e  ferros velhos.

Toda esta situação se deve a uma falta de fiscalização, que muito embora as deposições se façam na calada da noite e por vezes não são denunciadas por que as vê, até porque não seria dificil detectar os infractores, até porque durante a noite os caminhos do monte são muito movimentados.

16-02-08

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub