Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

30 ANOS DEPOIS, HÁ PAVILHÃO

 AFIFE DIGITAL   semanario informativo  digital

 ENVIA  SUAS SUGESTÕES PARA afifenoticias@apo.pt

  informe-nos dos problemas da sua terra

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

saiba de todas as noticias em cima da hora------

-CLIK EM-----------  NOTICIAS EM TEMPO REAL

**********************************************************+

       AFIFE INAUGURA PAVILHÃO

         
È este domingo pelas 17h00 que vão ser cortadas as fitas do novo pavilhão que até já é municipal e se vai chamar de, Pavilhão David Meira Freitas, ou seja o tão esperado pavilhão de Afife, pelo qual os Afifenses esperaram durante três décadas, sem nunca esmorecer e com grande persistência acreditaram até ao fim.

David Freitas, foi aquele que mais acreditou  na concretização do sonho que agora se transforma em realidade, foi o presidente da associação e sempre que havia necessidade punha dinheiro do seu proprio bolso, pois a ADA era a menina dos seus olhos.

 Era a associação que queria ver crescer com o pavilhão, com um objectivo  de dar  uma vida sã e saudavel a todos os jovens através da pratica do desporto, para assim não envergarem por outros males da sociedade, missão essa que passou para os seus seguidores, que com o mesmo empenho vão seguindo os mesmos objectivos.

Esta obra orçada em 1 milhão de Euros, valor esse que foi acrescido já depois da obra feita, porque se chegou á conclusão que este equipamento precisava de ventilação e ar condicionado.

                

Este equipamento vai servir a Associação Desportiva Afifense, para as modalidades de andebol, atletismo e tiro com arco, que somará muito perto de duas centenas de atletas oriundos de Afife e Freguesia vizinhas.

                                              

 Este equipamento, situado nos antigos barreiros da Rocha e onde já houve um campo de voleibol, está apetrechado com todas as valências para a prática de variados desportos oficiais, possui ginásios, salas médicas entre outros espaços. Alem da ADA, este equipamento vai ainda servir os alunos da escola de Afife e outras Freguesias, tanto no desporto escolar como na educação física.

                          

 A inauguração vai acontecer este domingo pelas cinco da tarde, onde vão estar presentes entidades representativas do Governo, da Câmara entre outras.

                               

Do programa resalta a actividade desportiva que se inicia logo da parte de manhã, com ginastica, andebol e outras, da parte da tarde vai haver um jogo de seniores, entre o Afifense e o Fafe. Havera um desfile de todos os atletas da ADA.

Pelas 17h00, será feita oficialmente  a inauguração, haverá uma largada de pombos pelos colombofilos Afifenses.

Presentes, vão estar as entidades do governo  camararias e inumeros convidados.

                       

Será prestada homenagem aos tres socios fundadores já falecidos, David Freitas, Boaventura Alves e Cesar Silva, será ainda descerrada uma placa alusiva a inauguração.

                

 

na proxima edição teremos uma informação pormenorizada deste acontecimento , onde contaremos todos os pormenores informativos.

                                               ******* 

                                       *****************

 

Os Afifenses tiveram que esperar quase tres decadas  (27 anos) para verem concretizado um sonho antigo, por quem muitos lutaram uma vida. O pavilhão não temos duvidas que chega atrasado, porque a ADA tem há varios anos centenas de atletas em competição nas varias modalidades, mas esperemos que não tenha chegado tarde demais e que venha a ser  um espaço onde os atletas Afifenses e não só possam evoluir na modalidade que gostam e conseguir os voos mais elevados que sempre se desejaram. O Afifense já mostrou ter formado atletas de grande valor em varias modalidades, como o Zé Rui que saiu do Afifense para o Benfica, entre muitos outros que sairam para grandes clubes de topo nacional. Isto só no andebol, pois que no atletismo a ADA, tem atletas formados no clube que hoje representam clubes de destaque nacional e com resultados de destaque, como o Jorge Pinto, que tem obtidos marcas senssacionais, tanto no País como no estranjeiro, alem dos varios records nacionais e regionais que ultimamente se tem conseguido.

De qualquer maneira e como diz o povo, mais vale tarde que nunca, e pode ser que os mais novos possam ter onde se desenvolverem desportivamente, para uma vida sã como era objectivo dos fundadores da ADA. Para que a obra nascesse, um grupo de Afifenses, ligados  ao desporto de alguma maneira, constituiram a Associação Desportiva Afifense, em Cerveira, no entanto tres desses já partiram sem verem a obra por que tanto lutaram concluida. A Associação Desportiva Afifense foi criada numa altura em que havia inumera juventuda a praticar desporto sem ser a nivel de clube, mas sim organizações pontuais para jogos de futebol entre Afife, Carreço, na Sarrosa, Afife  Ancora, no campo do Ancora entre outros.  Afife foi desde tempos idos, uma terra onde o desporto está no sangue, pois há referencia de  nos anos 20 haver um praticante de atletismo que David Freitas referenciava, quando haviam torneios,  eram sempre muitos aqueles que queriam participar e havia ainda uma flange de apoio bem grande, que ainda hoje se nota nos jogos de andebol, pois o Afifense é o clube que mais gente tem no pavilhão a apoiar. Havia ainda varias equipas de Afife que se constituiam para os torneios de futebol de salão em Ancora e Viana, o que arrastava sempre consigo inumeros apoiantes e estas eram sempre forte ebem organizadas. Houve ainda uma equipa de futebol da Casa do Povo de Afife na gerencia de Juventino, que disputou o campeonato do INATEL. Formou-se aí ainda a equipa de atletismo  na gerencia de Antonio Almeida e Jose Poçço, que ainda hoje tem continuidade no seio da ADA. Penso e não andarei muito enganado que até pode ter acontecido que a criação da ADA e o sonho do pavilhão tenha nascido a partir de um grupo de jovens de Afife, que a partir dos anos 70  jogavam futebol quase diariamente junto aos lavadouros da Bandeira e que começaram aos domingos a fazerem jogos com equipas de Ancora, da Lage, Carreço e outros tanto no campo do Ancora, como na Sarrosa. O grupo era coeso e unido durante muitos anos, vai daí resolveram fazer um peditorio pela Freguesia para comprar equipamentos e bolas. (Horacio Faria, Jose Carlos, Agostinho Torres, Antonio Torres, Julio Carvalho, Manuel Carvalho, Constantino Fernandes, Jose Placido, Alfredo Silva, Simão Amorim, Jose Agostinho, Carlos Fenta, João Luis, Hermes Pereira e outros que não foram referenciados por esquecimento de nomes.)

O peditorio foi iniciado pela parte de Afife e poucas pessoas contribuiam, então fomos para Gateira e batemos na casa do David Freitas, que na altura trabalhava nos armazens do Eugenio Pinheiro. Era um Domingo e nós ja sabiamos que  ele era um entusiata do desporto, não perdia um jogo do Vianense e passava sempre pelo Casino para levar quem quisesse ir ver a bola. Sabiamos tambem que era portista e nós quase todos benfiquistas, tinha-mos um certo receio em dizer que queria-mos comprar uns equipamentos à benfica. Era já perto do meio dia, este estava a chegar dos trabalhos da lavoura, logo de pronto nos atendeu e contamos-lhe que queriamos comprar equipamentos e andava-mos a fazer uma angariação de fundos, ele logo quiz saber todos os pormenores da então organização desportiva que tinhamos baptizado de Grupo Desportivo Afifense. Qual não foi a nossa alegria que o David Freitas depois de nos ouvir prontificou-se logo a oferecer-nos camisolas com numeros, calções meias e ainda meias de encher, ou seja o equipamento completo, que era camisola e meias vermelhas e calções brancos, à benfica. De momento ficamos sem palavras sequer para agradecer, pois nunca pensamos em tão grande dadiva e acontece que quando regressamos, viemos todos a correr  com tanta alegria que mais parecia uma prova de atletismo e só paramos na Casa do Povo. Não demorou uma semana a que estes nos fossem entregues. Então e para apresentação dos equipamentos, agendou-se um jogo com os de Ancora, colocou-se panfletos nos varios pontos de Afife e foram muitos os Afifenses que nos foram ver jogar, inclusive o David Freitas, que sempre que faziamos jogos era sempre presença assidua, assim como o Senhor Ribeiro, que era guarda fiscal que prestou serviço no posto de Afife, que igualmente nunca falhava um jogo e depois ainda nos apontava as falhas e nos dizia como deviamos jogar, este senhor era sportinguista. O David Freitas nesse primeiro jogo que assistiu veio-nos dar os parabens e até se ofereceu para nos trazer de volta a Afife, pois era habitual irmos e virmos a pé fosse sol ou chuva.

Pois nessa altura o David Freitas deu uma enorme alegria a esses jovens que certamente nunca esquecerão e falava que se iria arranjar um campo de futebol em Afife para aquela juventude não ter que ir a pé para Ancora para jogar à bola. No entanto o campo deixou de ser ideia e passou a ser objectivo o pavilhão, por tal e porque o David Fretas sempre nos contactava para saber quem ganhou e como ia a equipa, não se põe de parte que este grupo de então tenha sido entre outras uma das razões que levaram estes Afifenses corajosos a avançar e nunca desistir de um sonho agora concretizado, mas que começou hà tres decadas atrás.

Dos fundadores, há que destacar aqueles que já partiram e que deram o seu melhor à associação, como o Boaventura Alves,  o Cesar Silva e  o David Freitas, que foi presidente e que  a ADA e esta era a menina dos seus olhos, lembro-me de com orgulho me dizer que finalmente a obra iria começar, pois tantas vezes o intervistei e sempre mantinha a esperança em relação à obra e ainda levantava a moral aos seus colegas que iam caindo no canssaço de tanto recuo e avanço num projecto que nunca mais viam concretizado.

O pavilhão tem o nome do então presidente David Meira Freitas, que foi aprovado em assembleia da ADA e por proposta do actual presidente Jorge Meira, que refernciou que o David Freitas  nunca em vida aceitaria que dessem o seu nome ao pavilhão, nas é  geral a aceitação desta proposta, porque quer se queira ou não este foi um homem do desporto e que só queria dar uma vida saudavel á juventude da sua terra e não só. Há no entanto um nome que tambem vai estar ligado a esta construção que é de um homem que não sendo Afifense, mas que tem residencia na Freguesia, muito tem contribuido para aquilo que por vezes são as necessidades da Freguesia e mesmo de outras, é  Jeremias Neves, um senhor do Porto e que ouvi muitas vezes  o David Freitas referenciar o seu empenho para desbloquear a construção deste equipamento.

 

jose carlos silva

29  de  MARÇO   de 2008


MAR DESTROI DUNAS DE AFIFE

   DUNAS DAS MÒS DESAPARECEM 

                     

As dunas da área das mós e porto em Afife , sofreram uma redução substancial, devido ás ultimas marés mais vivas, que arrastaram consigo muitas toneladas de areias, deixando ainda mais fragilizada toda a duna, numa extensão de 400 metros.

             

Estas dunas tem sido as mais sacrificadas de toda a área dunar de Afife , pois é mais que evidente nesta área a subida das aguas do mar que levam consigo as areias, bem assim como os ventos, muito devido à falta de vegetação nas dunas, que as torna vulnerareis. Segundo a versão dos mais idosos e alguns entendidos, lembram que estas situações passaram a verificarem-se nesta área, desde a construção do portinho de Vila Praia de Ancora, no entanto o mar tem ameaçado, mas pouco se fez para suster as areias, apenas um pequeno ripado na zona do porto e nada mais. Como referencia do diminuir da duna, basta ter em linha de conta que há pouco mais de 10 anos, o marco geodésico, situado entre esta duna das mós e a do porto, distava 20 metros entre si e o final da duna, enquanto que agora está a uns escassos 3 metros, o que dá certamente que pensar.

                 

A zona agora devastada, vai desde o porto até para norte do passadiço da carrasqueira, onde há uma área em que a duna ficou quase destruída num local onde desaguam regos fureiros , em que agora o mar tem mais facilidades em entrar e destruir o resto desta fragilizada duna.

             
 Já anteriormente e devido a marés vivas, o mar entrou pelo rego fureiro da Insua e chegou mesmo ao caminho, não passando para as leiras, só porque no caminho o rego esta obstruído .

                           

Há poucas semanas esta duna chegava ao alinhamento das pedras do fundo, agora esta recuada mais de  5 metros.

           

As associações ambientalistas já por varias vezes alertaram para estas situações que a todos preocupam, até porque nos anos 50 e 60, era obrigatório aos Afifenses semearem o feno para suster as areias da força dos ventos e protegiam-se  estas áreas sensíveis , mais que o que hoje acontece com a subida substancial do nível das aguas do mar.

 

                       29  - de MARÇO  de  2008                        .

AFIFE QUEIMOU O JUDAS

 O JUDAS  FOI QUEIMADO EM NOITE DE FRIO

                                  


Tal como manda a tradição, o Judas foi queimado na forca colocada junto à Mesa do Cruzeiro, juntamente com a saca dos trinta dinheiros, mas antes deixou para ser lido o testamento, afim de arreliar umas quantas pessoas e entidades locais. A tradição que foi recuperada e tem sido mantida pelo NAIAA , acontece sempre ao sábado de Aleluia e depois de acabar a Missa na Igreja Paroquial. A princípio a tradição era iniciada ao meio-dia, onde as pessoas se juntavam em redor da Mesa do Cruzeiro para presenciarem o enforcamento que ali ficava pendurado na forca até à leitura do testamento e a queima, acto sempre muito participado. Agora as coisas são um pouco diferentes, já que a forca, essa foi colocada antes do meio dia, mas o Judas só foi colocado instantes antes de ser queimado, tudo porque há tempos a esta parte começaram a roubar o boneco, numa acção reprovável e a organização tinha que fazer outro para na altura certa ser queimado. Este facto veio a tirar um pouco do tradicionalismo a este costume que foi trazido para a Freguesia, por um senhor morador no Lugar do Cruzeiro que era do Porto “o Senhor Bandeira” e que recolheu esta tradição na cidade Invicta em finais dos anos 60, inícios de 70.

Assim este ano a forca foi colocada ainda da parte da manhã embora o tempo fazia prever chuva e vento forte, mas as coisa lá se foram compondo.

 

À noite enquanto uns foram para a Missa, outros ficaram pelo café a ver o Sporting perder a Taça e a fazerem tempo para verem o Judas a arder em noite fria. Já pouco faltava para as onze da noite, quando o cerimonial se iniciou, vai daí que aparecem os organizadores com o Judas debaixo do braço e lá foi colocado na forca improvisada para

o efeito.

              

O testamento começou a ser lido na presença de muitos encolhidos pelo frio, mas com muita atenção aquilo que em jeito de rima galhofeira era pronunciado para a risota dom pessoal, que mesmo de vela na mão e muita atenção seguiam tal como o Manuel Domingos.

                     

 

Enquanto que no alto da escadaria do Cruzeiro nada ficava ao acaso e porque tudo estava a ser gravada ao pormenor.

            

Até o António Barbosa que directamente de Andorra, não quis perder a tradição, j á que ele foi igualmente e durante muitos anos um dos organizadores desta e de outras tradições Afifenses , agora até filmou para mais tarde recordar.

               

Finalizado o palavreado do testamento e depois de muitos roerem as unhas, lá se teve que atirar fogo à peça, que neste caso até era o Judas. Em outros tempos era utilizada a palha para queimar o Judas, mas em tempos de gasolina barata, este combustível foi o escolhido para atear a fogueira e assim se iniciou o incêndio .

                            

Só que a corda era frágil e ardeu primeiro que o Judas e este caiu mesmo de joelhos a pedir perdão pelos pecados cometidos.

               

Depois de tudo consumido pela fogueira que ainda deu para aquecer as mãos, foi altura de deixar tudo como estava, feita a limpeza do local, foi altura de regressar a casa que embora o frio que se fez sentir, ainda foram muitos aqueles mais resistentes que não quiseram perder nada da tradição.

 

                          29- de MARÇO - de  2008

MAIS UM VIADUTO

MARCADOS OS ACESSOS AO VIADUTO DA CABRITEIRA

local onde está previsto o viaduto lado nascente

Afife, vai ter mais um viaduto ferroviario, a norte da estrada da praia e por aquilo que diz a REFER, vai estar concluido este ano, dentro do seu programa de eliminar as passagens de nivel no Concelho de Viana do Castelo.

              

 Já foram feitas as devidas marcações no terreno para os acessos ao viaduto que vai ser construído no Lugar da Cabriteira e entre a passagem de nivel desse lugar e a do Reboque. Depois de ser definida a localização do viaduto, foram agora feitas as marcações para os acessos da parte poente,  "já que a outra parte já o havia sido" onde vai ser construída uma rotunda de acesso à nacional 13.

lado poente de acessos á praia,rotunda e viaduto

Estes acessos vão ocupar uma área significativa das leiras a norte da actual estrada da praia e onde os proprietários já foram informados, para não fazerem sementeiras nas áreas marcadas, uma vez que as obras devem ser iniciadas brevemente, pois vão estar concluídas até final do ano. Com esta rotunda a implantar na nacional 13, será desactivado o actual cruzamento para a praia a partir da estrada 13, bem como será eliminada a passagem de nível automatizada da Cabriteira.

             

Agora que as marcações para a obra e as definições do terreno estão concluídas, tudo está quase pronto para que as obras arranquem no terreno.

                         29-de-MARÇO  de 2008                                     . 


CASA MORTUARIA ESTÁ CONCLUIDA

CASA MORTUARIA CONCLUIDA NO DIA 27 DE ABRIL



A Junta de Freguesia de Afife, apontou já o dia 27 de Abril, para que a Casa Mortuária de Afife, seja apresentada ao público como obra concluída e pronta a ser utilizada. A obra esteve a cargo da Junta de Freguesia e foi projectada e construída por gentes de Afife e a verba para tal saiu quase na sua totalidade dos cofres da autarquia, tendo havido um pequeno apoio da Câmara de Viana. Esta está construída dentro dos parâmetros que são exigidos para este tipo de estrutura em vários Países europeus e que mais tarde ou mais cedo vai acontecer em Portugal, respeitando todas as normas exigidas. Neste momento o edifício já possui iluminação exterior com luzes a partir do solo e dois candeeiros que foram oferecidos à autarquia pelo Eng. Pinheiro Torres, pessoa que sempre tem colaborado com as obras que se fazem na Freguesia, especialmente nos casos da iluminação.

O terreno onde se encontra esta estrutura, havia já sido adquirido pela autarquia com este fim e ainda é objectivo da Junta fazer a aquisição de um outro terreno confrontante, para fazer um acesso entre o parque do cemitério e a Casa Mortuária e mesmo as traseiras do Casino. Esta obra no seu início estava orçada em 30 mil contos em moeda antiga, mas que veio a ver este valor acrescido. Esta obra era apontada para Afife como prioritária, embora se tivesse em tempo andado num impasse quanto à sua localização, pois apontavam-se diversos locais para a possível implantação e seria a Junta então a avançar, embora muitos tivessem opinião que este não seria o melhor local para este equipamento, pois ficava entalado entre o Casino e o Pavilhão gimno-desportivo, locais que só por si geram enorme barulho em dias de actividade.

Mas é certo que a obra foi crescendo e esta concluída depois de pouco mais de um ano do seu início. A sua parte exterior frontal é revestida a granito e iluminada e no interior tem espaços que podem ser divididos para mais que um velório, possui ainda um espaço refrigerado designado por tumulo e que é obrigatório com as novas Leis Comunitárias. Possui ainda casas de banho normais e adaptadas, uma copa e um espaço comum mobilado. A autarquia vê a obra concluída com ligeiro atraso em relação aquilo que era esperado, já que era apontado o passado mês de Janeiro para a sua conclusão, pois a obra tinha sido estimada a sua construção em um ano. Agora e para o dia 27 de Abril, está agendada uma visita a este equipamento, a acontecer no final da Missa de domingo, onde será dada informação pela autarquia dos pormenores da estrutura, bem como dos seus modos de funcionamento. A Junta já havia aprovado anteriormente as taxas a cobrar, que são de 50 Euros sem limites de ocupação, no entanto há situações que podem ser apreciadas em caso de famílias que mostrem carências financeiras, onde esta taxa pode vir a ser diminuída ou mesmo isentada.

 

           29 - DE  março  DE  2008                 .                                  


MAIS UM MOLOK EM AFIFE

                  MOLOK NA CASA DO POVO

             
 
Foi colocado um novo Molok em Afife , no jardim da Casa do Povo, tal como estava prometido e já pode ser utilizado. Estes receptores subterrâneos para a deposição dos resíduos domésticos, vem substituir os contentores que ali perto se encontram, são mais higiénicos , não deixam que o lixo fique visível, mas também exigem uma correcta utilização, já que tem uma abertura de recepção do lixo, bem inferior aos contentores tradicionais.

                 

Por tal os utilizadores devem utilizar o saco de lixo normalizado e respeitar as indicações visíveis no local. Estes moloks , tem uma capacidade de armazenamento igual a três contentores normais e a recolha é feita com a periodicidade da dos contentores, de maneira a que não se registem acumulações. Esta rede de moloks , ainda não está concluída, pois estão previstos mais dois para a Freguesia, e implantar em S. Roque e um selectivo junto à Capela da Senhora da Nazaré, no Largo Tomas Fernandes Pinto.  Este ultimo será um molok selectivo para recolha diferenciada, vai ser em inox, devido a este ser um local central da Freguesia que vai ter um arranjo condizente. enquanto que todos os outros, são de plástico com ripado em madeira, um modelo utilizado nas Freguesias.

Já havia sido colocado um outro junto aos jardins de Empostalha e que se encontra em perfeito estado de utilização, conferindo ao local uma imagem mais condizente com o espaço, já que deixou de ver os contentores cheios e lixo por tudo quanto era sitio.

    

Agora e no caso deste instalado junto à Casa do Povo, certamente que vai deixar de haver a exposição de lixo com que se deparavam aqueles que por ali passavam, já que os contentores vão desaparecer do local. Embora este local seja um pouco problemático , já que por ali aparecem lixos que  são inadequados a estes contentores e muito menos aos moloks , pois é habitual verem-se por ali colocados sempre na calada da noite, ferros velhos, maquinas, camas, sofás, colchões e tantos outros de grande volumetria, a que os carros de recolha não os levam. Neste local onde foi colocado este molok , foi feito o arranjo para ao lado serem colocados os vidrões, enquanto que a Junta vai fazer um passeio, no local onde estavam os contentores e vidrões.

Vai ser plantada uma sebe em volta do molok e dos vidrões de maneira  a camuflar estes equipamentos entre o jardim.

Há no entanto a recolha de materiais mais pesados e volumosos no seio da Freguesia em datas fixadas mensalmente, já que a Câmara faz deslocar a Afife um carro de recolha desses mesmos materiais. A Junta de Freguesia d á informações em relação a estes serviços que ocorrem duas vezes por mês em Afife e pode ajudar os Afifenses   no transporte do mesmo, para tal os interessados devem contactar  a autarquia no horário normal de funcionamento.

           

 

              29  de MARÇO de 2008




ANDEBOL

Campeonato Nacional de Andebol da Segunda Divisão, Fase de Apuramento.



O Afifense Ancorensis prepara-se para o início da fase de apuramento que começa a 4 de Abril e na primeira jornada tem uma deslocação ao reduto do  F C de Infesta. Esta fase vai ditar aqueles que vão descer de divisão, em que as equipas partem com metade dos pontos conquistados na fase anterior. Assim o Afifense parte arranca com  22 pontos que lhe conferem o quinto lugar, está  a 6 pontos do primeiro que é o Ginásio de S. Tirso, e as perspectivas são boas, já que a equipa tem praticado um bom andebol e encontra-se num óptimo momento de forma, o que à partida se espera uma fase tranquila, até porque a equipa já vai fazer os seus  jogos no novo pavilhão de Afife e certamente que vai contar como muito mais apoio da sua massa associativa. O Afifense está numa posição confortável , mas  não vai poder descorar esta situação porque nesta fase há equipas que se reforçaram para não descerem de divisão e serão certamente os aflitos a complicar a vida aos do meio da tabela. O Afifense , tem agora que se adaptar ao novo pavilhão, já que vai mudar do piso sintético do Municipal de Vila Praia de Ancora, para o piso em madeira do seu novo pavilhão e esta situação pode levar algum tempo para uma adaptação perfeita. Mas por outro lado vai ter um maior apoio por parte do seu publico, já que assim as pessoas não tem deslocações  e há muitos Afifenses que gostam desta modalidade e outros certamente passarão a gostar.

A estreia da equipa em casa, no primeiro jogo oficial, só vai acontecer a 12 de Abril, mas é logo com um grande jogo, já que nessa data recebe o Ginásio de S. Tirso, que comanda esta fase e com quem o Afifense perdeu nos dois jogos a fase anterior.

Esta fase arranca com a classificação ordenada da seguinte maneira:

1º-   Ginasio de S Tirso--------28

2º-   Academico do Porto ------27

3º-    Fermentões --------------26 

4º-    F C  de Gaia--------------23

5º-     Afifense --------------- 22  

6º-    F C Infesta--------------21

7º-    Senhora eda Hora--------19

8º-    Callidas  -----------------15

9º-    Macieira  ----------------13

10º-   F C Boavista--------------12  

               29-Março  de 2008

CAMINHO DOS BURROS, PAVIMENTADO

MAIS UM PEQUENO CAMINHO PAVIMENTADO

            

A Junta de Freguesia de Afife , está a proceder à pavimentação  do Caminho dos Burros, junto aos Cortiços. Assim a autarquia seguindo a sua politica de fornecer materiais aqueles que se propõe pagar a mão de obra para arranjo e pavimentações de caminhos e outros na seio da Freguesia , colabora  uma vez mais com os moradores nestes arranjos.

O mesmo sucede num outro pequeno acesso a um caminho no cimo da subida de S. Roque, em que está a ser alvo de pavimentação e regularização do piso.

                       

A autarquia diz-se disponível para colaborar com os moradores, seguindo esta politica do fornecimento de materiais e assim tem conseguido em vários pontos melhorar pequenos arruamentos, que vem a beneficiar os seus moradores.

Há outros projectos que partem da Junta para a pavimentação de outros caminhos de maior dimensão que estão em agenda para o presente ano, bem como o largo do Casino que era apontado pela Junta como obra prioritária , mas que está a ser feita pela Câmara Vianense, obra esta que vai estar concluída dentro de duas semanas.

 

                           29 - de MARÇO  de   2008

CAFE DA ESTAÇÃO RENOVADO

    ESTABLECIMENTO RENOVADO

          

O café da estação, o mais antigo da Freguesia de Afife , adquiriu uma nova imagem, depois das obras que os proprietários tiveram que efectuar, afim de estar de acordo com as novas normas para este tipo de estabelecimento. O espaço ficou agora mais funcional, com uma esplanada mais ampla e onde os clientes se vão sentir bem neste novo espaço acolhedor da parte central de Afife .
As obras que aí foram realizadas e agora concluidas , tiveram como objectivo elevar o pé direito da area comercial, bem como melhorar todo o espaço interior e exterior. Neste foi aumentado o espaço da esplanada para o dobro,  assim como vai beneficiar de mais entradas.

Este foi o primeiro estabelecimento de Afife a vender revistas e jornais, tal como ainda hoje sucede e é nesta altura o café mais antigo de Afife sempre em actividade.

                 

 

              23- de Março - de 2008

ESTA SEMANA

o nosso mail---afifenoticias@sapo.pt     conte-nos aquilo que ver em noticia

  TRABALHA-SE AINDA PARA A INAUGURAÇÃO

Esta manhã ainda se trabalhava forte e feio para  que o pavilhão David Freitas esteja pronto para pelo menos poder ser mostrado aos curiosos e foram já muitos aqueles que esta manhã por  lai foram espreitar. No entanto os trabalhos vão continuar, porque ainda há muita a fazer, neste momento colocam-se as indicações do pavilhão e no exterior são as maquinas que não param um minuto.

É que o que tem que ser  mostrado amanhã, tem que ser feito hoje.

 

 

29-03-08

12h011

 

*

PAVILHÃO VAI SER INAUGURADO ESTE DOMINGO

 

Afife vai este domingo inaugurar o pavilhão gimno-desportivo que se vai chamar "Pavilhão David Meira Freitas" em homenagem ao homem que deu possiblidades a muitos jovens de praticar desporto, um lutador pelo pavilhão, o homem das associações, o historiador e jornalista entre muitas outras actividades em que estava inserido. A data da inauguração coincide com o dia em que se David Freitas fosse vivo, completava 81 anos.

O pavilhão é um sonho que demorou demasiados anos a concretizar, mas as pessoas sonham e a obra acontece, foi o que se passou com uma equipa de homens que partiu com um objectivo e foi levado até ao fim. No entanto, há três deles que  por forças do destino não puderam ver concluída a obra pela qual lutaram uma vida. Já que a vida é feita pelos que cá estão, ainda há uma boa equipa directiva da qual se incluem fundadores e esses podem ser considerados os bravos do desporto Afifense .

A inauguração acontece domingo pelas 17h00, havendo nesse dia e a partir da manhã inúmeras actividades desportivas, como ginástica , andebol e outras demonstrações.

Haverá ainda largadas de pombos e um jogo de seniores entre o Afifense e o Fafe.

                      OBRAS DA JUNTA

A junta de Freguesia de Afife está a proceder à pavimentação de um caminho no Lugar de Gateira, tem ainda em agenda outra pavimentação  no Lugar da Revolta. A autarquia vai poder contar com mais dois moloks, que serão instalados no Largo do Casino e em S. Roque. Neste Lugar é uma prioridade já que os habitantes  não se conformam com a retirada do contentor das Baganheiras para S. Roque e dizem que pagam tanto como os outros e por tal continuam a depositar o lixo no antigo local, sendo a Junta a retirar o mesmo do local.

CAMPEONATO NACIONAL DE ANDEBOL FASE DE APURAMENTO

A ADA inicia dia 5 de Abril a fase de apuramento, jogando em Infesta, no sabado seguinte recebe no seu pavilhão o Ginasio de S. Tirso primeiro classificado.

 

ATLETISMO

Este domingo a equipa de atletismo da ADA vai participar com varios atletas seniores e veteranos, na Meia Maratona do Cego do Maio, na Povoa de Varzim. A equipa parte desfalcada devido a lesões de ultima hora

Pág. 1/5

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONTADOR

Contador Gratis

Favoritos

Links

.

  • .

.

  • .

.

  • .
  • .

.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

on line


contador de visitas