Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

...

AFIFE DIGITAL 

-

 

SEMANÁRIO ON-LINE DE AFIFE

EDIÇÃO ACTUALIZADA AOS SÁBADOS PELAS 21H30

EDITADO POR AFIFE NOTICIAS

ENVIE-NOS NOTICIAS PARA Email    :

 

afifenoticias@sapo.pt

+ Viaduto da Cabriteira, já vai a meio da linha   

+  Junta, faz limpeza na area do cemiterio.    

+ .

+Afifense continua a perder em casa.

+ .

 

+ Molok da Casa do Povo, sempre com lixo a mais.  .

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

*******************************************************************************

 

A EDIÇÃO DE HOJE SERÁ        LANÇADA PELAS 23H30M        

 

FALECEU O PRESIDENTE DA JUNTA DE    FREGUESIA DE AFIFE, ACOMETIDO DE     DOENÇA SUBITA, FALECEU AO FINAL DO DIA (de quinta feira 30-10-08) O PRESIDENTE DA JUNTA DE              FREGUESIA DE AFIFE. MANUEL FERNANDO VALE.

Este foi encontrado já sem vida pela esposa por volta das 21h15, junto a um tapete rolante onde normalmente fazia exercicio fisico, sofria de diabetes, segundo fonte que contactamos , o execesso de exercicio fisico poderá  ter contribuido para o acontecimento, no entanto só a autopsia confirmará a razão possivel.

O corpo foi transportada por volta das quatro da manhã desta sexta feira, para o hospital de Viana, depois de todas as diligencias que foram efectuadas pela policia criminal.

 

 

Manuel Fernando Xavier do Vale, era presidente da Junta de Freguesia de Afife desde 1994, altura em que foi eleito por maioria e a partir daí venceu sempre os varios actos eleitorais para os quais concorreu. Tinha 57 anos e faria 58 no proximo mes de Dezembro. Assim este era o seu quarto mandato á frente da autarquia Afifense.

Era coordenador do conselho directivo da delegação da Anafre de Viana do Castelo.

 

 

O seu funeral vai-se realizar este sabado ás 11h00, da casa Mortuaria. 

 

REGOS FUREIROS POR LIMPAR:        

            

Aqui, as aguas não conseguem escoamento para o mar...

Chamam-se de regos fureiros e em tempos eram limpos pelas pessoas de Afife, sempre em Setembro e em dia previamente estabelecido pela Junta de Freguesia. Agora chamam-lhe de matagais e não são limpos nem pelas pessoas de Afife, nem pela autarquia. Os regos fureiros não são mais que linhas de agua, por onde estas encontram o trajecto mais directo de escoamento para o mar. Acontece que estes espaços por onde as aguas em tempo de chuva se movimentam, tem que estar limpos e desobstruídos para que o escoamento das aguas se faça com normalidade e não venham a prejudicar outros espaços adjacentes. Agora que se aproxima a época das chuvas, vemos que os regos fureiros passaram á historia, porque , muitos são substituídos por canalizações subterrâneas, que não se sabe se vão cumprir a sua missão, enquanto que outros estão por limpar, obstruídos e até entulhados, que assim impedem a circulação as aguas.

    

Rego fureiro de Fonte Pedrinha...

 

Fonte Pedrinha, as aguas vão passar por cima desta passagem.

O rego fureiro que vai ter á Fonte Pedrinha, está em tal estado, que já nem sequer dá para entender se é uma passagem de aguas, se é um bosque.

       

 

             Fonte Pedrinha, por onda vai passar a agua.

Aqui quando houver uma enxurrada, certamente que vão ser os terrenos vizinhos a sofrerem as consequencias, certamente com estragos, em muros e terrenos desmoronados.

         

O rego fureiro da Ínsua, está bloqueado, sem saída, já que foi tapada e que vai certamente deixar uma vez mais as leiras ficarem submersas na época das chuvas.

          

O rego face ao caminho da veiga a norte da estrada da praia, esta obstruído e certamente que se nada foi feito, as aguas vão circular pelo caminho, como já é habitual.

        

O Rego a sul do parque de estacionamento junto ao charco, sofre do mesmo mal e vai ser difícil as aguas circularem, será uma vez mais o caminho a servir de linha de agua.

             

A ponte do Fial, obstruida...

O rio de Afife, sofre do mesmo mal, já que a ponte do Fial, está obstruída cheia de restos de arvores, o que vai fazer com que as aguas venham a passar por cima desta.

Ponte do Fial, por onde vai parras a agua, quando vierem as chuvas???

Na ponte do Xisto, a situação é a mesma e até no inicio do ano, as cheias destruíram o terreno em volta, devido á obstrução dos canais da ponte. Estes são só apenas alguns dos muitos casos que se verificam em Afife, já que não se segue o Código de Posturas, onde as pessoas tinham que participarem na limpeza dos regos fureiros. Certamente que este costume obrigatório, já não se adequa aos nossos dias, mas também não surgiu nenhuma proposta para aprovação, em que a autarquia viesse a cobrar uma taxa aos moradores, em que essa verba conseguida fosse direccionada para os trabalhos de limpeza dos regos fureiros e assim resolvia-se este problema. E´que assim, nem moradores, nem autarquia, querem saber dos regos fureiros que há na Freguesia, apenas se lembram em alturas de cheias ou enxurradas, quando as pessoas dizem "se tivesse sido limpo a tempo, nada disto acontecia".

Ou será que os antigos nem sequer tinham razão, quando íam limpar os regos, numa época em que haviam ainda poucas casas. Mas vejamos que as linhas de agua, eram uma preocupação dos povos primitivos, tanto na sua limpeza, como na sua construção, senão vejam aquilo que acontecia no povoamento que viveu na Cividade, onde as linhas de agua eram traçadas com grande cuidado.

-

25 de OUTUBRO de 2008

 

 

MAMOA, VOTADA AO ABANDONO

MAMOA DE EREIRA, ESTA EM DEGRADAÇÃO ACENTUADA.                

            
Esquecida, abandonada e entregue ao seu proprio destino, é assim que se encontra a mamoa de Ereira em Afife, situada no monte do Medorro, na entrada norte de Afife á face da estrada nacional 13. Segundo a versão das entidades que tem responsabilidades nesta área, a falta de verba, é apontada para que nada se possa fazer para a preservação destes monumentos de grande interesse cultural e histórico. Não estão previstas quaisquer acções que visem a protecção, ou preservação desta mamoa, muito embora as entidades oficiais sejam conhecedoras do seu estado de conservação. As escavações para a descoberta deste monumento funerário, foram patrocinadas pela Câmara de Viana do Castelo, que na altura até vedou toda a área para evitar a entrada abusiva no local. Mas a partir daqui, nada mais foi feito e nem a manutenção do local mereceu qualquer atenção das entidades.

            

Agora encontramos aquela área, totalmente coberta por infestantes que vão destruindo as estruturas e toda a área envolvente. A vedação degradou-se e apodreceu, apenas ainda se pode observar a placa indicadora do monumento, em acentuada degradação. Para se descobrir a área posta a descoberto, também não é fácil, já que grande vegetação. Essencialmente de infestantes, cresce por tudo quanto é sitio, tapando os caminhos que por ali existiam.

            

Este é um dos muitos casos que não tem merecido a atenção das entidades competentes e caminha certamente para um estado que pode mesmo contribuir para a sua destruição, perdendo-se assim uma parte da nossa história.

       

-

25 DE OUTUBRO DE 2008

 

andebol

ANDEBOL
Campeonato Nacional de Andebol da Segunda Divisão, zona norte.

       
O Afifense mantêm a tradição de não conseguir vencer em casa, desta vez perdeu por 25/26, frente á Académica de S. Mamede. Esta foi a derrota mais difícil de digerir, já que o Afifense foi a melhor equipa em campo e os últimos 45 segundos, ditaram o resultado final. Uma partida incaracterística, já que na primeira metade o Afifense falhou demasiado e cometeu varia falhas técnicas no ataque permitindo ao adversário uma vantagem de quatro golos. Na segunda metade, tudo foi diferente, já que o Afifense acertou agulhas e logo equilibrou o marcador, numa grande exibição, quem só deu Afifense, no entanto os 45 segundos finais, deitaram tudo a perder, já que uma falha no ataque, que podia decidir o jogo, fez com que no contra ataque a Académica de S. Mamede fizesse o golo e assim garantiu os três pontos.

         

No cômputo geral foi uma boa partida de andebol, onde o Afifense não merecia sair derrotado e assim continua a manter a tradição de ainda não ter conseguido vencer qualquer jogo em casa.

No final do Jogo, Cábé, treinador do Afifense, disse-nos que  custa sempre perder desta maneira, já que o Afifense podia ter conseguido os tres pontos, por tudo aquilo que fez na segunda parte, mas as falhas da primeira parte e os quatro livres de sete metros falhados  foram fundamentais para o resultado final. No entanto a equipa sai moralizada por tudo aquilo que fez, até porque defrontou uma poderosa equipa.

Quanto ao tecnico da Academica de S. Mamede, Arlindo  Fernandes, disse que foi um jogo dificil, porque o Afifense trazia a lição bem estudada, considera que a sua equipa esteve melhor na primeira parte e considera que foi um resultado justo. Questionado sobre o Afifense, considerou uma forte formação com muita qualidade, diz que mais forte que em anos anteriores e onde vai ser dificil a qualquer equipa vir a pontuar no seu reduto.

Nota-se no entanto um crescente de forma na equipa do Afifense e com a inclusão do Ricardo Oliveira, a adaptar-se muito bem na equipa, onde começam a aparecerem jogadas estudads e de grande recorte tecnico. Agora só falta quebrar o enguiço das derrotas caseiras, o que esteve hoje bem perto de acontecer.

 

Sábado, o Afifense desloca-se ao recinto do Callidas, em jogo marcado para as 20h30m.

Classificação
1º-ISAVE---------------------19
2º-Santo Tirso----------------18
3º-Academico do Porto-------18
4º-Acd. S. Mamede------------18
5º- F C de Gaia----------------16
6º- Santana -------------------14
7º- Leça------------------------12
8º- Gondomar------------------12
9º- Afifense-------------------12
10-Fermentões-----------------11
11- Callidas---------------------9
12-F C de Infesta------------ 9

 

RESULTADOS
Callidas 25   ISAVE---30
Fermentões—24   Leça—16
Gondomar---26   Infesta 26
Gaia—24--   Santana—24
Afifense—25    Acad S. Mamede-25
S. Tirso-37    Academico do Porto 27

-

25 de OUTUBRO de 2008


MURO DE SUPORTE Á LINHA.

CONSTRUÇÃO DO MURO DE SUPORTE NAS BAGANHEIRAS, ESTÁ ATRASADA. 

            
A construção do muro de suporte á via-férrea nas Baganheiras, ainda não tem data marcada para o seu arranque, já que há a necessidade de se proceder a algumas formalidades que passam por aprovações superiores e que demoram o seu tempo. A Junta de Freguesia diz que já enviou toda a documentação relativa a esta construção, para os organismos competentes, mas falta ainda a aprovação por parte da Refer, que diz que parte o caminho lhe pertence. Havia um acordo entre a autarquia e a Refer, quanto ás obras a efectuar por aquelas bandas, já que a Refer recuperou o talude das Baganheiras e a autarquia, ficaria com a responsabilidade de fazer o muro em betão de suporte entre o caminho e a via férrea.

      

Da parte da autarquia tudo foi feito com vista ao estudo de como esta obra se iria executar, orçamentos e outros pormenores. Agora faltam algumas autorizações de outras instâncias, que demoram o seu tempo, a Junta de Freguesia neste momento, não adianta com qualquer data para o arranque das obras, mas diz que esta é uma obra que vai para a frente. Quanto a nós esta obra, assim como o arranjo do caminho, vão mesmo terem que ser executadas, já que depois os carros de recolha do lixo, vão ter que passar por aqui, pois a Câmara tem aprovadas baterias selectivas e contentores, junto ás construções que em fase adiantada se encontram para os lados das Baganheiras e como se trata de habitações de luxo, terão que lhes serem dadas todas a condições, senão a venda destas, será muito mais difícil. Até porque o melhor acesso para transportes pesados, é precisamente por este lado.

-

25 DE OUTUBRO DE 2008

 

CONTENTOR DO DESCONTENTAMENTO.

CONTENTOR DAS BAGANHEIRAS.        

              

O SITIO, ESTÁ LÁ, FALTA É O CONTENTOR QUE FOI PARAR A S. ROQUE

Este é o contentor do descontentamento, já que as pessoas e passado que foi mais de um ano da sua retirada, não se conformam com a desculpa dada pelos serviços de recolha, quando referem que o caminho não tem condições para a circulação de um veiculo pesado. Acontece que as pessoas vêem passar por ali diariamente vários camiões carregados, que circulam normalmente e dizem que ainda nenhum resvalou para a linha, como terá acontecido ao carro da recolha do lixo, que por tal motivo originou que não mais se fosse fazer a recolha ao contentor das Baganheiras. Segundo se constou na altura, em que se dizia que o condutor estaria com a taxa de alcoolemia mais elevada, porque se assim não fosse que não teria caído á linha e até um delegado na Assembleia de Freguesia, adiantou o mesmo e dizendo que eram vistos parados na estação de serviço ali perto, durante a noite. Os serviços de recolha, foram ao local e com o secretario da Junta, que tentou contrariar as suas ideias, mas tomaram a decisão, sem certamente analisarem o acontecimento em profundidade como se impunha. Para os serviços, esta foi a maneira mais fácil de resolver o assunto para o descontentamento dos  moradores desse local. A situação, continua na mesma e desagrada os moradores em que ouvimos  a sua versão e nos diziam que  " Quem decidiu por esta atitude, deve ser um iluminado, ou um conjunto de iluminados"

Adiantando que este contentor estava em S. Roque, quando foi atribuído e passou para as Baganheiras, porque em S. Roque, dizem que ninguém o queria, já que os restaurantes protestavam, então os serviços resolveram coloca-lo nas Baganheiras e passados alguns anos volta de novo a S. Roque, só que desta vez parece que não há protestos, pela sua colocação perto dos restaurantes e não são eles assim tão poucos naquele local.

A Junta de Freguesia tem feito esforços para fazer voltar o contentor ao seu local e tudo pode acontecer, logo que seja feito o muro de suporte á via férrea e o arranjo do caminho. Mas como se trata de uma obra publica que terá que ser aprovada pela Refer e outros, tudo leva a crer que vai demorar o seu tempo.

-

25 de OUTUBRO de  2008

 

VIADUTO VAI AVANÇANDO

VIADUTO AVANÇA, PARA O SEU SITIO.
O viaduto da Cabriteira, continua a avançar a um ritmo acentuado e a estrutura em betão construído fora, está já colocada por baixo da linha-férrea. A obra terá atrasado um pouco, já que foi encontrada uma laje de granito que foi necessário partir para que a estrutura pudesse ser colocada no seu sítio. Os trabalhos tem sido executados, tanto de dia como de noite na área do viaduto e devido aos trabalhos que ali vão decorrendo, os comboios tem que passar por este local a velocidade reduzida, dada a fragilidade que existe no local com o decorrer das obras. Os trabalhos dos acessos, também estão a decorrer com mais incidência na parte poente, enquanto que o lado nascente, a obra está mais parada, muito embora aqui os trabalhos sejam de menor envergadura. Na parte poente, estão a ser colocadas condutas de escoamento das águas pluviais. Tem sido muitos os curiosos que tem passado pelo local para verem como se empurra o viaduto para o seu sitio, assim como para presenciarem o avançar da obra. Todos são unânimes em adiantar que esta é uma obra importante e que vai beneficiar a parte norte da Freguesia, só que o descontentamento fica só pelo facto de os acessos não serem feitos até á estrada Pedro Homem de Mello. No entanto e no futuro, tudo leva a crer que os acessos vão acabar por serem feitos até essa estrada, porque o movimento assim o vai exigir, já que agora e como vai ficar, os acessos, são de largura reduzida que não permite a passagem de um carro pelo outro, assim como é muito difícil a passagem de um camião.

-

25 de OUTUBRO de 2008

 


JÁ SE PODEM FAZER QUEIMADAS.

TERMINOU O PERIODO PROIBIDO A FOGUEIRAS.  
No passado dia 15, terminou o período onde era proibido fazer fogueiras e queimadas, em qualquer local, mesmo em residências particulares. Este período que se inicia em meados da Primavera e vai até meados do Outono, visa essencialmente evitar os incêndios florestais que tem dizimado grande parte da nossa floresta e deixando efeitos nefastos para o meio ambiente. Assim e finalizado este período, foram muitos aqueles que aproveitando o tempo a ameaçar chuva, que resolveram fazerem as suas queimadas, que já estavam preparadas e só faltaria chegar o fósforo. Assim Afife parecia que estava com fogueiras em tudo o que era sitio e o fumo saia de todos os lados logo no dia 16. Estas fogueira, são na sua grande maioria para queimarem os restos da limpeza efectuada em campos e leiras, de modo a prepara-las para novas sementeiras e é que os restos da fogueira até servem para adubar a terra. Este período em Afife, foi respeitado, até porque na sua grande maioria do tempo, não foram registadas muitas quilatadas, até porque detectadas, os infractores incorrem em pesadas multas. Em termos de incêndios, o ano em Afife foi positivo porque não foram registados grandes incêndios, embora já em Outubro se tenha verificado um incêndio em área de monte no Lugar da Bandeira que queimou uma parte de mato e pinheiros. Esta foi a única situação verificada na Freguesia durante a época quente, o que também muito terá contribuído alguma chuva que se fez sentir nos meses de verão e que deixou o monte com alguma humidade. Outro ponto que se destaca no monte, é que este está a ser coberto por vegetação infestante e os pinheiros e eucaliptos, estão a desaparecerem. O combate aos incêndios, tem sido levado em atenção pela Junta de Freguesia que se apetrechou com uma cisterna para o tractor e mais recentemente foi-lhe atribuído um kit de combate a incêndios, que está adaptado a uma carrinha de todo o terreno e que pode em caso de incêndio, ser uma mais valia, logo que este esteja no seu inicio. Tal não foi o que aconteceu no incêndio verificado em Afife, visto este ter deflagrado de noite.

-

25 de OUTUBRO de  2008

 

CAMINHO DO BARRIDAL.

QUEREM FAZER DO CAMINHO DO BARRIDAL, UM RIO...

                             

Só com as preimeiras   chuvas, a situação ficou desta maneira.

O Caminho do Barridal em Afife, em tempo de chuva, mais parece um rio que um caminho por onde as pessoas possam passar sem molharem os pés. Tudo isto se deve a questões antigas e que nunca foram resolvidas, já que aquando a pavimentação a cubo do troço deste caminho junto á passagem de nível, não houve o cuidado de ter em linha de conta o decaimento das aguas e por tal os níveis do rego de escoamento não foram devidamente tirados e por tal as aguas ficam por ali, cobrindo o caminho, impossibilitando que qualquer pessoa ali passe sem molhar completamente os pés. A situação foi por varias vezes alertada na Junta de Freguesia, que até chegou a fazer uma intervenção, que não resultou, pois não foi feita devida inclinação para o escoamento das aguas. Agora acontece que para ali se poder passar em dias de chuva, só mesmo de botas de agua. Mas como se esta situação não bastasse, agora outro espaço da via fica num lago, precisamente junto á curva deste caminho, pois o proprietário do terreno, como não quer que as aguas lhe entrem por este dentro, resolveu fazer uma elevação em cimento e assim as aguas como não tem para onde irem, ficam a cobrir mais um ponto deste caminho. Ora esta situação em tempos antigos, tinha ali mesmo um rego fureiro, que recebe as aguas da outra parte do caminho, enquanto que do lado agora obstruído, tina uma escoamento de agua para o rego que passa ali mesmo. Na passada terça feira em que a chuva se fez sentir, veio então a confirmar-se aquilo que já se suspeitava, o caminho ficou coberto de agua, mjá que esta não encontrou o escoamento, que até há bem pouco tempo existia.

-

25 de OUTUBRO de  2008

JUNTA ANDA NAS LIMPEZAS.

JUNTA FAZ LIMPEZA NA AREA DO CEMITERIO.
A Junta de Freguesia de Afife está a proceder á limpeza da área adjacente ao Cemitério, com vista a que tudo esteja devidamente limpo e asseado no dia de Todos Os Santos, 1 de Novembro. Assim como é habitual os trabalhadores da autarquia são nestas alturas dirigidos para esta área, no entanto a lavagem ao Cemitério, só é feita na sexta feira, ou seja no dia anterior ao 1 de Novembro e nesse dia á tarde o cemitério fica fechado para que os trabalhadores possam fazer a limpeza com a utilização de produtos químicos e assim não venham a provocar efeitos ás pessoas que por ali pudessem estar. A Junta de Freguesia nesta altura, está virada para a limpeza na Freguesia, já que não está a levar por diante obras, muito embora brevemente possam arrancar o muro de suporte á linha férrea nas Baganheiras, assim como outros trabalhos que estão em fase de conclusão, como o caminho de Linhares que havia sido interrompido e outros. A Junta já tem em actividade o novo tractor e recentemente foi recuperada a antiga carrinha, que assim fica adaptável ao novo tractor. Os trabalhos da autarquia passam ainda pelo corte de arborização em alguns locais da Freguesia, sendo feito o aproveitamento do material proveniente desse trabalho para lenha.

-

25 de OUTUBRO de  2008

 

...

AFIFE DIGITAL 

-

 

SEMANÁRIO ON-LINE DE AFIFE

EDIÇÃO ACTUALIZADA AOS SÁBADOS PELAS 21H30

EDITADO POR AFIFE NOTICIAS

ENVIE-NOS NOTICIAS PARA Email    :

afifenoticias@sapo.pt

devido a um problema informatico, temos a edição de hoje com algum atraso, a todo o momento esperamos a actualização de todas as noticias...

+ Viaduto da Cabriteira, já vai a meio da linha   

+ .Agora já ninguém limpa os regos fureiros de Afife.    

+ CASINO AFIFENSE, PREPARA PROGRAMAÇÃO DE INVERNO.

+Afifense, sofre derrota pesada, que não corresponde á verdade do jogo.

+ .Golfinho arrojado á praia de Afife, foi retirado pela Junta de Freguesia.

+EDP Faz melhorias na rede electrica de Afife em media tensão

+ .

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

*******************************************************************************

FONTE PEDRINHA, ABANDONADA E A DEGRADAR-SE.

                   

 

  Fonte e lavadouros de fonte pedrinha, estão, como um autentico bosque.

 

 

A Fonte Pedrinha, datada de 1885 no lugar com o mesmo nome, em Gateira, está votada ao abandono, esquecida e apenas não está ainda pior, já que alguns moradores, faziam pelo menos o corte da vegetação.

            

Embora perdida, a agua brota na fonte em tempo seco.

Esta fonte e segundo dizem os mais conhecedores, nunca seca, mesmo em alturas de um verão, mais seco e até o comprovamos no local, que muito embora  as aguas andem de certa maneira perdidas neste momento, mas é facto que estas  brotam e até dizem que são de óptima qualidade.

             

Esta fonte datada de 1885, era coberta por um vinhedo que percorria a linha de agua, a que chamavam o rego fureiro de Fonte Pedrinha e onda haviam ainda vários lavadouros, em que as gentes deste lugar lavavam a roupa, á sombra da latada. 

     

Os lavadouros, estão coberto por esta vegetação e de terra, pedras e outrs lixos, arrastados pelas cheias de há tres anos atras.

Acontece que nos últimos anos e porque já ninguém lava a roupa  nos lavadouros, nem tão pouco se vai buscar a agua á fonte como em outros tempos, esta caiu no esquecimento, a vinha foi cortada, a sombra desapareceu e com as cheias que arrastaram consigo pedras e terras, desde a Perre e outros locais, cobriram por  completo os lavadouros em granito e a própria fonte ficou igualmente no meio de toda esta entulheira. Ali encontramos na visita que efectuamos, depois de alertados por moradores, para o estado de degradação em que este local se encontra, uma fonte que só com um guia se lá chega, os lavadouros, nem sequer os conseguimos ver, dado a quantidade de terra e pedras que os cobrem, os suportes da latada em granito e figura triangular, estão tombados e a sua área envolvente, mais parece um bosque.

 

 

 

 

        

O suporte de granito, está caido e quem sabe se qualquer dia não vai desaparecer, como tantos outros.

 

Ora trata-se do nosso património cultural e tal como referenciamos na ultima edição, está esquecido, abandonado e entregue ao seu próprio destino. Aqui a fonte Pedrinha, junta-se ao longo rol do património cultural de Afife, que ninguém quer sequer saber e até nem sequer pomos de parte a ideia que um dia esta seja destruída e a linha de agua canalizada, para construir aí, uma qualquer estrada.

             

 A linha de agua que por ali passa, está obstruida, coberta de vegataçaõ e este era um rego fureiro que se limpava sempre que em Setembro se alertavam as pessoas para tal.

             

-

19 de OUTUBRO de  2008

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONTADOR

Contador Gratis

Favoritos

Links

.

  • .

.

  • .

.

  • .
  • .

.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

on line


contador de visitas