Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

...

AFIFE DIGITAL 

 

 

SEMANÁRIO ON-LINE DE AFIFE

EDIÇÃO ACTUALIZADA AOS SÁBADOS PELAS 21H30

EDITADO POR AFIFE NOTICIAS

ENVIE-NOS NOTICIAS PARA E-mail: 

 

afifenoticias@sapo.pt

 

 

 

 

*  Viaduto da Cabriteira, está quase comcluido .

*  Este domingo, Afife, vai a votos para o referendo, as secções de voto, funcionam na escola, até ás 19h00.  

* Afifense empatou, com uma arbitragem, que influenciou o resultado final e fez com que Jorge Freita, deixasse de ser treinador, descontente com os arbitros, que tem prejudicado a equipa. Esta foi sem duvida a pior arbitragem de sempre, num jogo do Afifense, que foi roubado na sua propria casa. 

*  Estação de bombagem do saneamento da ponte, continua a deitar esgotos para o rio, sem que haja vontade de resolver este problema. 

*  Junta já arrancou com a construção de passeios, até á Senhora do Alivio. 

 

*   Maresia, faz-se sentir, já há oito dias.

 *    ADA, já tem carrinha nova de 16 lugares..      

***********************************************

 

                         *********

 

 

 JUNTA VAI COLOCAR MAIS UM MOLOK..           

            
A Junta de Freguesia de Afife, dentro da sua politica de ambiente, vai fazer a colocação de mais um molok na parte central de Afife. Desta vez vai ser no acesso da Estrada Pedro Homem de Mello para a estação, ali mesmo á face desta via. Para tal vai a autarquia ter que retirar do local uma das árvores que ali se encontram, já que este é o único local que oferece condições para a colocação desta unidade de recolha de lixo doméstico.

                  

 O molok a colocar, vai ficar situado pelos lados onde se assinala a vermelho.

Aqui e porque se trata de um espaço central da Freguesia, a colocação deste tipo de recipiente de recolha, é o mais adequado, já que sendo utilizado devidamente, não provoca cheiros e não se vê o lixo, como acontece nos habituais contentores, que por sinal até existem um pouco mais abaixo do local onde vai ser colocado este molok. Como é um local onde os contentores existentes, normalmente não demonstram grandes quantidades de recolha, certamente que este molok será suficiente para toda a recolha dos lixos domesticos desta area.

Em tempos havia sido dado como local provável para a colocação deste tipo de equipamento um espaço logo a seguir á Capela da Senhora da Nazaré,  mas este ficou logo fora de questão, já que por ali passam diversas linhas de telecomunicações e por tal era de todo impossível fazer qualquer escavação para a colocação deste molok. Assim a autarquia com esta colocação, elimina os contentores que estão colocados ali perto e que são menos higiénicos que estes moloks, até porque em tempo de época alta, estes contentores acumulavam algumas  quantidades de lixo  que por vezes quase superam á capacidade dos contentores colocados no local. Este será o terceiro molok em Afife, no entanto a autarquia pretende alargar esta rede e fazer a colocação de moloks em outros locais, como será o caso de S. Roque, junto ao pavilhão e outros.

      

Há no entanto um dos pontos críticos na deposição do lixo, que se situa na área norte especialmente na zona a nascente da Casa do Povo e onde as pessoas colocam o seu lixo no molok que se mostra quase diariamente insuficiente para a quantidade de lixo produzida. É normalmente visível os amontoados de lixo em redor deste molok, devido a este estar cheio em dias normais da semana, para não falar já em fins de semana, altura em que ao domingo não é efectuada a respectiva recolha. Aqui os amontoados já se tornaram normais e com uma imagem que nada dignifica nem o local nem o ambiente que se pretende preservar e conservar da melhor maneira. Aqui a situação torna-se ainda mais desagradável, já que este molok está situado mesmo em frente a uma casa de turismo de habitação e que recebe durante o ano inúmeros turistas de varias nacionalidades, que certamente irão com imagem negativa de Afife, já que ao saírem da porta, deparam com todo o tipo de lixo mesmo ali em frente. Há que ter ainda em atenção que muitas vezes aqueles que depositam ali o lixo também são culpados, pois muitas vezes ali se encontram lixos inadequados a este tipo de molok, já que por ali se encontraram pneus, fogões, frigoríficos, ferros velhos, materiais de jardinagem e até restos de materiais de obras. Há ainda empresas de jardinagem, que depois de efectuarem o seu trabalho, vão depositar neste molok, todo o tipo de ramagem e de ervas, que enchem logo o molok. Esta situação, não é legal  e está sujeita a coima, já que estes locais são apenas para a recolha de resíduos domestico e não os industriais.

          

 Contentores de Agrela, sempre muito utilizados para a colocação de lixo...

Neste momento em Afife os locais mais criticos, ou seja onde é depositado mais lixo e onde os contentores se mostram insuficientes, são o Molok da Casa do Povo, que todos os dias se encontra cheio e com amontoados e os contentores da Agrela, onde se verifica a mesma situação. Tudo isto acontece, já que estes são os locais onde há mais pessoas a depositarem o lixo, que vem desde os aglomerados populacionais da Revolta Tilias, Cutelo, Cruzeiro, Tomenga, Casinha, Fonte Nova e outros.
Afife possui ainda a recolha de lixos mais pesados, como é o caso de ferros velhos, electrodomesticos, moveis, madeiras e muitos outros, onde é feita a recolha atraves de um veiculo apropriado para o efeito, que se desloca á Freguesia. Para aqueles que tem este tipo de lixo mais pesado, devem contactar a Junta e Freguesia que dará todas as indicações, como até costuma ir fazer a recolha destes, junto das casas dos Afifenses.    

24deJANEIROde2009                 

afifenoticiasinformação                                                               

 

 

ESGOTOS PARA O RIO..

  ESGOTOS, DE NOVO PARA O RIO…                

                  

 As chuvas dos últimos dias, fizeram elevar o caudal das águas do rio de Afife e também fizeram com que a central de bombagem do saneamento, situada junto á ponte, voltasse a despejar os esgotos para o rio. Esta situação, já é habitual, sempre que chove um pouco mais, onde se dá como explicação para tal, a infiltração de aguas da chuva, na rede de canalizações dos saneamento e como o caudal aumenta significativamente, a central não tem capacidade para bombear, é obrigada a abrir a torneira para o rio. 

 É bem visível de quem passa na estrada Pedro Homem de Mello, verificar toda aquela descarga poluente, que origina logo uma coloração nas águas do rio, com muita espuma e tudo aquilo que as pessoas deitam para o saneamento. Acontece que as pessoas já se habituaram a esta situação e já tudo parece normal, muito embora na altura que se construiu esta central, tivessem sido muitas as vozes discordante, porque temiam já estas situações, no entanto e por parte daqueles que vieram a Afife, debater este caso, diziam que só muito dificilmente aconteceria a situação de a central ter que despejar os esgotos para o rio, o que não é isso que se vê agora, pois volta e meia, lá tem que ser o rio de Afife a fazer de estação de tratamento de aguas residuais. Acontece, que há algumas pessoas e são aquelas que normalmente nos alertam para estas situações, que não compreendem, porque é que quem polui o rio de Afife, não tem que pagar nada por isso e dizem que a central de bombagem é de alguém responsável. Voltamos dos mesmos a ouvir, que não se compreende, porque  é que um Afifense que foi apanhado a lavar uns pincéis num rego fureiro, que na altura tinha um caudal significativo, teve logo um processo em cima, assim como uma multa que importava em bem mais que cem contos em moeda antiga. Até porque o produto da lavagem dos pincéis, era logo diluído pelo caudal, agora apontam o dedo a essas mesmas entidades que superintendem a área do ambiente, por nada fazerem sobre esta situação, em que são dias seguidos a despejar esgotos para o rio.

Confirmamos, que durante três dias, desde o final do dia de terça-feira, que os esgotos saiam pelo tubo de descarga da central de bombagem para o rio, com m caudal muito significativo, muito embora por vezes esse caudal viesse a diminuir, certamente nas horas de menor utilização dos serviços domésticos.

-

24 de JANEIRO de 2009

afife noticias informação

 

 

 

ANDEBOL

 

AFIFENSE FOI ROUBADO EM CASA , MAS AINDA CONSEGUIU UM EMPATE..

 

 

AD-Jorge  este empate.......

JF_Nos fomos roubados sem qualquer tipo de duvida, estes árbitros estiveram como tu vistes a falarem antes do inicio do jogo com os dirigentes do Callidas sobre os nossos jogadores isto estava feito e  também não tenho duvida nenhuma, eu normalmente não sou assim hoje vou ser assim porque isto é que é a verdade as coisas são para se dizerem ao arbitros são de Braga, o Callidas é de Braga e roubaram-nos indecentemente, entregaram o jogo de qualquer maneira ao Callidas, eu não vi a ficha do jogo mas tivemos aí umas dez ou doze exclusões e eles não tiveram uma única, livres de sete metros era só para eles, as faltas atacantes, davam logo exclusão para os nossos atletas, não quem resista a uma coisa destas. Eu já tenho alguma idade , não estou para isto , vou-me despedir do clube e vou-me despedir dos jogadores, vou deixar-me destas coisas porque eu tenho a minha profissão tenho que trabalhar e tenho que perder uma data de horas por dia  e é extremamente desgastante, são muitas horas na ADA e depois chegar aqui ao sábado e ser gozado  por dois miúdos que podiam serem meus filhos , isso eu não vou permitir e antes que as coisas piorem eu vou deixar destas coisas , porque já não tenho feitio para isto.

AD-O Afifense até jogou bem, mas sempre que se aproximava no marcador, aconteciam sempre faltas  e casos duvidosos de arbitragem.

JF- Foi uma arbitragem encomendada,  tendenciosa e tudo, eu a mim até me podem irradiar, porque eu não vou  treinar mais, estou-me marimbando, as pessoas que estão ligadas ao andebol é que tem que terem atenção, se nos querem por a descer de divisão, mais vale dizer escusam de andarem a gozar connosco, mandem-nos para a terceira divisão, ou para os regionais, agora não venham para aqui gozar connosco, sempre que é uma equipa do Porto, os árbitros são do Porto, Sempre que a equipa é de Braga vem árbitros de Braga, eu já há muitos anos que ando dizer isto, eu não percebo  quem é que faz as nomeações, os responsáveis pela associação de andebol de Viana também não dizem nada acerca disto, porque é que quando jogamos com uma equipa de Braga não vem uma equipa do Porto, de Aveiro ou Leiria, e quando jogamos com uma equipa do Porto a mesma coisa, isto naõ é normal e por isso tem que haver atenção a estas coisas. nos fartamo-nos de nos esforçar em treinos em jogos e depois somos gozados desta maneira.

 -

 

 

 24 de JANEIRO de 2009

 

 

 

 afife noticias informação

 

 

 

 

 

 

 

ANDEBOL

 

 

O Afifense, empatou a 32-32, no seu reduto, frente ao Callidas, numa partida em que o seu treinador, afirmou ir despedir-se dos jogadores e deixar de ser treinar a equipa, dado as arbitragens que tem prejudicado o Clube. Para Jorge Freitas, treinador Afifense, diz que não se compreende porque é que sempre que se joga com equipas do Porto, os árbitros são sempre do Porto e quando as equipas são de Braga, os árbitros são de Braga. Assim, sente que nunca o Afifense vai conseguir os seus objectivos, já que a equipa tem sido sistematicamente prejudicada pelas arbitragens. Este foi mais um jogo que aqueceu os ânimos e o descontentamento do público para uma equipa de arbitragem, sem qualquer experiência e demasiado jovem, fez-se sentir ao longo da partida. O Afifense entrou mal e esteve a perder por sete golos de diferença, no entanto e embora nunca conseguisse estar á frente do marcador, foi equilibrando a partida e o empate só foi conseguido nos derradeiros instantes da partida. Tudo fazia crer que o jogo não iria ser  fácil para o Afifense, até porque esta equipa de arbitragem era de Braga e o Callidas de Vizela, antes do jogo se iniciar, árbitros e director do Callidas, conversavam no campo sobre os jogadores do Afifense, numa atitude pouco elegante. Acabando ainda por não se compreender porque é que  quando as equipas a são de Braga, os árbitros tem que serem de Braga e quando as equipas são do Porto, os árbitros tem que ser do Porto, seria mais conveniente que se  mudasse estas nomeações, o que certamente não suscitaria tantas duvidas. Mas quanto ao jogo visto ao pormenor, até aos 15 minutos tudo decorria com normalidade, o Afifense perdia por 9-2, aos 25 minutos o Afifense conseguiu uma aproximação no marcador e ficou a dois golos do Callidas, aqui começam as exclusões, Sandro, é excluído duas vezes, Couto, outras tantasHenrique não lhes fica atrás, começam a haverem lances para sete metros não assinalados e ainda em situações em que a falta era a favor do Afifense o arbitro apitava ao contrario. O Afifense chega a intervalo a perder 11-14.

 

 

No segundo tempo o Afifense entra decidido a marcar até porque marcou 21 golos, enquanto que o Callidas, só conseguiu 18, mas os casos do jogo voltaram a acontecer, com exclusões, cartão vermelho a Jorge Freitas, depois a Hugo, ainda amarelos a Márcio e Couto, e até o Afifense esteve a jogar com menos dois jogadores em campo, enquanto que da parte do Callidas, apenas foram mostrados dois cartões amarelos e nenhuma exclusão. O Afifense pode  queixar-se da actuação de um dos árbitros, com influencia directa no resultado, numa partida onde o Afifense ainda que desfalcado, conseguiu mostrar o seu valor. No Final Jorge Freitas, insatisfeito por tudo aquilo que se passou dentro das quatro linhas, assim como todos aqueles que assistiram ao jogo e mostraram a sua revolta, fazendo com que o arbitro tivesse que mudar de lado de campo, referenciou que deixaria de ser treinador dado as situações que tem acontecido ao Afifense, no entanto espera-se que os elementos da ADA, possam fazer o Jorge Freitas mudar de ideias, porque é um elemento muito valido na equipa e é acima de tudo quem  mais conhece estes jogadores e com quem tem uma boa relação desportiva e é ainda uma refendia do andebol Afifense. Pois o Afifense precisa dele na sua equipa para alcançar os objectivos que se propõe.

 

 

Sábado o Afifense, desloca-se ao reduto do Isave, líder deste campeonato, em jogo a ter lugar ás 15h30.

 

 

 

 

 

NO FINAL OUVIMOS JORGE FREITAS, QUE MOSTROU O SEU DESCONTENTAMENTO, POR TUDO AQUILO A QUE MUITOS ASSISTIRAM EM PLENO PAVILHÃO DE AFIFE..

jUNTA INICIOU POASSEIOS.

JUNTA, ARRANCOU COM OBRA DOS PASSEIOS..   

               

A Junta de Freguesias de Afife, arrancou esta segunda feira com as obras de construção dos passeios na Estrada Pedro Homem de Mello, a partir da Agrela e que se vão prolongar até á Capela da senhora do Alivio. Os trabalhos neste momento centram-se na abertura de valas para a colocação das manilhas que vão conduzir as aguas pluviais. O trabalho não está a ser facilitado, já que foi encontrada uma zona de laje em granito, que é necessário cortar afim de passarem as manilhas.

            

O trabalho está a ser executado pelos trabalhadores da autarquia e nesta altura, já foi colocada uma extensão bem significativa de  tubagem para o escoamento das aguas, que vai desde a curva da Luz, até á Capela da Senhora do Alivio. Segundo a autarquia, a obra é para ser levada até ao fim e espera  que a sua conclusão se venha a verificar a breve prazo.

                   

A obra está devidamente sinalizada. até porque se trata de uma estrada interior da Freguesia, onde o movimento é muito significativo.

-

24 de JANEIRO de 2009

afife noticias informação

ILUMINAÇÃO PUBLICA, SEM LUZ...

DEU O BICHO, Á ILUMINAÇÃO PUBLICA..                                    

                               

Parece ter dado o bicho a muitos candeeiros da iluminação publica, espalhados pelos vários locais da Freguesia, já que ultimamente se tem verificado, que há demasiadas lâmpadas apagadas. As situações mais facilmente constatáveis, situam-se no largo da Casa do Povo, bem como na estrada Pedro Homem de Mello, até porque aqui e a seguir á Casa do Povo para sul, são varias aquelas lâmpadas que não dão luz. 

                               

Há no entanto muitos outros caminhos a sofrerem do mesmo mal, assim como uma serie de outras lâmpadas que se encontram constantemente a apagarem e acenderem, certamente devido a qualquer anomalia. Tivemos conhecimento que a semana transacta, foram reparadas algumas lâmpadas e que a grande maioria das que agora se apagaram, aconteceu muito recentemente.

                   

De salientar que a Freguesia está, menos mal em termos de iluminação publica, quando esta funciona normalmente, mas que é mais notada a sua falta em situações como as que agora se verificam. Outra das situações, passa ainda pelo jardim de Empostalha, junto ao monumento aos poetas, onde são varias as lâmpadas que se encontram sem darem luz. Afife tem uma rede viária de mais de cem quilómetros, mas em termos da colocação de pontos de luz, estes estão colocados nos locais mais adequados, muito embora para fazer a cobertura total, será certamente um projecto a longo prazo e que a autarquia estuda da melhor maneira. No entanto e para já, o importante é que sejam feitas as devidas reparações, que por vezes demoram demasiado tempo.

                     

Há certamente neste sector da reparação, muito trabalho a fazer por parte da empresa encarregue destas reparações, pois as lâmpadas sem luz, não são assim tão poucas como isso.

-

24 de JANEIRO de 2009

afife noticias informação

 

JUNTA, VAI RECUPERAR O TELHADO..

JUNTA, VAI ESTE ANO, RECUPERAR A COBERTURA DA SUA SEDE.                                            

               

Durante o corrente ano, a Junta de Freguesia de Afife vai encetar obras para recuperar a cobertura do seu edifício sede, obra esta que está inserida no plano de actividades aprovado para o corrente ano. Esta é uma obra que só pode ser feita na época estival, dado que vai ser feita uma nova cobertura, abrangendo todo o edifício sede da autarquia, pois o madeiramento existente e que já conta com mais de quarenta anos, mostra sinais evidentes de deterioração e até já aconteceu de ter entrado agua na sala de reuniões, sempre que a chuva era mais intensa. Esta é considerada uma obra prioritária da autarquia, onde estão previstos serem gastos qualquer coisa, como 40 mil Euros, já que o edifício no seu madeiramento tem alguma traça antiga e que a autarquia vai manter dentro da sua originalidade. Este trabalho não vai interferir no normal funcionamento do atendimento ao público, dos serviços autárquicos da Freguesia.

-

24 DE JANEIRO DE 2009

 afife noticias informação

ESCOAMENTO DE AGUAS...

SERÁ, QUE A TUBAGEM É SUFICIENTE...            

 Fomos alertados por varias pessoas que por E-mail se dirigiram a nós, dizendo que a dimensão da tubagem que estava a ser colocada  para escoamento das aguas pluviais, no acesso ao viaduto da Cabriteira, era demasiado reduzida, para o caudal que por ali passa. Dirigimo-nos então ao local e verificamos que a tubagem já estava toda colocada e não era possível verificar qual a dimensão dos tubos então colocados, Vimos talvez dois desses tubos que não terão  certamente  sido utilizados e á primeira vista pareceu-nos que a sua dimensão, não seria nada avantajada.

                

Acontece que seguindo  esta canalização, deparasse junto ao Caminho do Poço, que esta canalização, vai receber as aguas provenientes do aqueduto da Curva da Luz, do Caminho da Agrela, do Caminho do Poço e outras, o que em caso de haverem dias de maior pluviosidade, certamente que a dimensão será reduzida e por tal terão razão, aqueles que sendo só cidadãos Afifenses se aperceberam daquilo que os que estudaram e projectaram a obra se terão esquecido., ou seja esta canalização deveria ser pensada para as chuvas de Inverno, muito embora o projecto deva ter sido elaborado no verão e á sombra de uma qualquer bananeira.

Não conseguimos obter no local, uma resposta oficial por parte do responsável técnico da obra, muito embora um responsável da empresa construtora, nos tenha dito que tudo obedece ao projecto e caderno de encargos.

-

24 de JANEIRO de 2009

afife noticias informação

 

 

 

 

POLVOS...

IR AOS POLVOS, PODE SAIR CARO.                         

                           

Em Afife a apanha de polvos e outros moluscos, utilizando o tradicional bicheiro, pode sair caro, já que a utilização deste apetrecho está proibida por Lei. Acontece que esta arte de apanha na Freguesia de Afife, estava bem enraizada e até houveram pessoas bem experimentadas nestas apanhas, que nos dias de hoje ainda há quem saiba as tocas e como retirar daí os polvos escondidos. No entanto são já muito poucos aqueles que arriscam, porque nos últimos tempos a Policia Marítima tem apanhado com a mão no bicheiro, alguns Afifenses, que por desconhecimento, ou por não terem outra saída airosa, lá foram parar aos papeis das multas por infracção ás Leis marítimas. No passado mês de Dezembro, foram vários aqueles que foram multados, alguns de fracos recursos e que até tiveram que pagar as multas faseadas. È que a Policia Marítima, resolveu fazer a caça á multa e pelos vistos quase ninguém escapou a essa operação. Algumas pessoas que foram autuadas diziam-nos que a apanha de polvos era para consumo proprio, sendo este o vicio de ir ao mar, porque até nem há polvos, sendo mais os dias que se vai para matar o vicio, que aqueles em que se apanha um ou outro polvo, mas a Lei é assim. Descontentes diziam que em Afife, toda a vida se apanhavam polvos com o bicheiro, a negaça ou outro qualquer instrumento e nunca isso contribuiu para a diminuição da espécie e apontam o dedo aos mergulhadores dizendo que esses é que apanham quantos querem e ninguém lhes diz nada, assim como os barcos que vem deitar os seus apetrechos junto á praia, por vezes pondo em perigo a própria embarcação e ninguém aparece para fazer cumprir a Lei. Uma das pessoas que ouvimos dizia-nos “está mal a apanha de um ou outro polvo aqui em Afife, nós apanhamos um, mas ficam centenas por aí escondidos, ora o que está mal é a apanha de ouriços que quando vem rapam tudo, mas para esses há licença, porque aqui é para comercializarem e isso dá muito dinheiro, veja só como ficaram as pedras desde as Mós até á praia do seixo, em dois dias, não ficou um só ouriço, isto é que o Governo não quer ver, mas dá licenças e aqui tudo é legal”. Esta no entanto foi uma situação na altura noticiada por nós e em que confirmamos, que essa apanha estava a ser feita com licenças passadas pela capitania de Viana, que havia passado 15 licenças para essa apanha, no entanto verificamos no local que eram 22 as pessoas que efectuavam esse trabalho, o que quer dizer que 7 estavam sem licença para o fazerem. Por tal já desapareceram em Afife, o deitar anzóis, ou espinheis, as redes, a ida aos polvos só pode ser feita á mão, o redafol, também não pode ser utilizado, os bicheiros e negaças, passam a serem peças de museu, para a pesca com cana, é preciso licença e nem sequer é permitido o faculho para apanhar os lamparões.  Assim aqui chamamos a atenção para aqueles que vão á apanha de moluscos, bivalves ou outros mariscos, que devem-se inteirar daquilo que podem apanhar e as respectivas medidas, para não terem que depois de pagarem multas por infracção á Lei.

.

24 de JANEIRO de 2009

afife noticias informação

 

MARESIAS...

MARESIAS.    

                 

Durante esta semana, o mar encontrou-se com vagas mais alterosas que aquilo que é habitual, galgando ás dunas mais sensíveis. São as normais situações de mar de Inverno, que devido ao vento forte, fez com que as vagas mais alterosas viessem uma vez mais a baterem nas dunas primarias, deixando algumas marcas, devido ao retirar de areias. Acontece que as praias de Afife, ficaram agora com variado lixo, que veio através das cheias verificadas nos rios, na sua grande maioria, são ramos de arvores, bem como outros lixos que são atirados para os rios, que depois a força das aguas arrastam até ás praias. A situação, onde se verifica uma maior subida das aguas do mar, sempre que é tempo de maresia, é a partir da praia da Ínsua, para norte, onde as dunas vão sentindo o desgaste, com o arrastar das areia pela força do mar. Verifica-se na área da Carrasqueira, onde há alguns anos foi colocada uma barreira de pedras, para evitar que o mar viesse a destruir a duna, que as aguas levaram as areias em redor desta, comeram uma parte significativa da duna e as pedras colocadas, quase que ficaram como uma ilha. Estas dunas deveriam ter uma atenção especial por parte das entidades competentes, já que é preocupante o desaparecimento da duna por aquelas bandas, agravada com as ultimas maresias. Há no entanto projectos de recuperação previstos e englobados no projecto Polis do litoral, que deve avançar dentro de dois anos, só que se nada for feito a curto prazo, quando se vier a intervir, pode já ser tarde demais para recuperar uma duna que impede as aguas do mar em evadirem as leiras.

              

Lembramos que ainda estamos no Inverno e que mais maresias vão acontecer e não se sabe até quando é que as dunas vão aguentar a fúria das ondas. Por aquilo que nos dizem alguns experimentados pescadores, a altura mais critica para as dunas, vai até Março, porque segundo nos afirmam, até lá as correntes para norte, tem tendências em retirar as areias das praias e das dunas, levando-as para outras paragens, no entanto dizem-nos que as maresias a partir de Março que normalmente tem correntes para sul, fazem o inverso, ou seja, atiram com as areias para as praias, repondo por vezes os locais de onde as tirou. Mas também acontece que as maresias a partir de Março, já são de menor força e não tão alterosas, o que faz com que muitas das vezes as areias não voltem tão cedo ás praias.

-

24 de JANEIRO de 2009

afife noticias informação

 

...

 

AFIFE DIGITAL 

 

SEMANÁRIO ON-LINE DE AFIFE

EDIÇÃO ACTUALIZADA AOS SÁBADOS PELAS 21H30

EDITADO POR AFIFE NOTICIAS

ENVIE-NOS NOTICIAS PARA E-mail: 

 

afifenoticias@sapo.pt

 

*  Trabalha-se forte e feio, nos acessos ao viaduto, .

*  Defensor Moura, veio a Afife em campanha pelo não.  

* Afifense perdeu, mas fez tremer a Academica de S. Mamede-. 

*  Domingo dia 25 o concelho, vai votar para o referendo.   

*  Junta inicia esta semana, a construção de passeios, até á Senhora do Alivio. 

*  

***********************************************

                         *********

 

 

ACESSO AO VIADUTO DA CABRITEIRA.....

 

Já se trabalha a todo o gás, no alargamento do Caminho da Cabriteira, que é um dos acessos principais ao viaduto em construção. Estes trabalhos sofreram um atraso, devido a que o proprietário dos terrenos previstos para o largamento, havia levado o caso a Tribunal e só há relativamente pouco tempo é que as coisas ficaram resolvidas, para que os trabalhos pudessem serem iniciados.

 

 

  O muro do lado esquerdo, foi derrubado para o alargamento do caminho..

Foi então derrubado um antigo muro em granito, para o alargamento do caminho da Cabriteira na área compreendida entre os inícios dos caminhos do Poço e dos Loureiros, entrando assim numa área que era propriedade privada, em que o dono se viu obrigado a ceder.

 

 

         

Alargamento do caminho da Cabriteira, já sem o muro...

Neste momento os trabalhos centram-se na colocação de tubagem de escoamento das aguas pluviais, bem como a colocação de guias para os passeios, que se iniciam junto ao caminho do Poço, terminando já na estrada da praia, ou seja em toda a extensão do caminho agora aberto.

 

 

 

 

 A marcação a vermelho, assinala o troço que vai do inicio do caminho do Poço, até ao viaduto, onde se insere o largamento do Caminho da Cabriteira. A marcação a amarelo, indica o espaço de terreno que pertencia a particular, entre os caminhos do Poço e dos Loureiros..

Depois será feita a pavimentação, quando estiverem colocadas todas as estruturas previstas para o solo deste acesso. Fomos ao local e ouvimos alguns Afifenses sobre a obra que agora está a ser feita e há alguns reparos que saltam á vista de algumas pessoas que contactamos e de outras que nos alertaram.   Naquilo que já está mais ou menos feito, diz-se que a partir da rotunda da estrada 13, para poente, vai ser muito difícil passar um carro, por um autocarro, este era um dos pontos que nos davam como exemplo, já que se diz que a largura reduzida do acesso agora aberto e o facto de ser em curva, não deixa espaço para a circulação neste caso.

       

Outro dos casos que nos foi apontado, passa pela canalização do escoamento das aguas pluviais, onde muitos dizem que a canalização é de dimensão reduzida, para a quantidade de agua que se junta no Caminho do Poço, pois aqui vem ter aguas de variados locais, pelo escoamento da estrada Pedro Homem de Mello.

         

A  Marcação a vermelho, indica o espaço de terreno que foi necessario, para o alargamento do caminho da Cabriteira e passeios, para acesso ao viaduto, este era um terreno particular...

No entanto a construção de passeios, soa bem aqueles que contactamos, embora fiquem na dúvida quanto á passagem na estrada nacional 13, se vai ou não haver segurança para os peões. Aqueles que contactamos e que mais utilizam este local, acham a obra interessante, bem conseguida e a iluminação que vai ser colocada, agrada a todos em geral. Quando perguntamos, o que pensam pelo facto de a obra certamente não vir a estar concluída na data prevista, que apontava o dia 19 de Janeiro,   a ninguém admira, já que se diz ser á maneira Portuguesa, mas que por vezes estas coisas fazem encarecer a obra, mas também pensam que é caso de mais alguns dias. Quanto ao acesso ficar-se pelo inicio do caminho do Poço e não ligar á estrada Pedro Homem de Mello, é que as coisas não soam bem aqueles com quem falamos, dizem que assim nem é obra acabada, nem por acabar, porque esta situação, ainda vai fazer com que muitos camiões venham a ter que fazer de marcha atrás o percurso, quando chegarem ao local em que a estrada é bastante estreita e não possam passar. O ideal seria a ligação, á curva da Luz, já que para a Agrela, certamente que seria difícil e dispendioso,  pois há habitações mesmo á face do caminho. Tem sido várias as pessoas que pelo local passam e se inteiram do andamento dos trabalhos e mesmo alguns vizinhos, tem acompanhado de perto o decorrer das obras, trocando impressões com os seus responsáveis.

      

Caminho de Tra-lo-Castro, desde o inicio, até ao acesso ao viaduto..

Quanto ao caminho transversal do da Cabriteira, Caminho de Tra-lo-Castro, no seu inicio e que ficou agora cortado a meio pela abertura do acesso principal ao viaduto, vai ter seguimento para norte, a partir do viaduto, enquanto que a outra metade lado sul, vai apenas dar acesso á residência ali existente, não tendo continuidade, porque tal não se justifica e até seria um acesso perigoso.

                

 

 Caminho de Tra-Lo-Castro, sem continuidade junto ao acesso ao viaduto da Cabriteira.

 No entanto este caminho vai ter a sinalização de caminho sem saída, muito embora fique uma pequena passagem para peões, que terá acesso aos passeios do viaduto.

 A obra neste momento está a decorrer sem interrupções de fim de semana, no intuito de ser acabada o mais rapidamente possivel, no local estão sies maquinas escavadoras pesadas, alem de inumeros trabalhadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONTADOR

Contador Gratis

Favoritos

Links

.

  • .

.

  • .

.

  • .
  • .

.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

on line


contador de visitas