Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

ASSOCIAÇÃO DE PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMBIENTE – APCA

Fundada em 13 de Setembro de 2001                     Contribuinte      505775620

- Telemóvel 919842173  -  Email : apca.ambiente@sapo.pt       / http://afifeambiente.blogs.sapo.pt/

CAMINHO DO CRUZEIRO  Nº 90            -------------------             4900-012   A F I FE

 

NOTA DE IMPRENSA

 

Quem salva os seculares moinhos de Afife?

 

 

           

O aproveitamento secular da energia motriz do rio de Afife, verdadeiro motor da economia local, teve o seu apogeu na década de cinquenta, do século passado, com o funcionamento de montante para jusante, de três azenhas copeiras, cinco engenhos de serrar madeira, vinte e oito moinhos de rodízio e, ainda, as ruínas do moinho Velho do Fial e de umas paredes em granito, em pleno sistema dunar, atribuídas também a um antigo moinho. Salienta-se que alguns destes moinhos, serão porventura dos mais antigos do país, dado encontrarem-se descritos numa relação de bens do Mosteiro de S. João de Cabanas de meados do século XVI. Aliás, recentemente o investigador Brochado de Almeida através de outras fontes documentais salienta também a antiguidade de alguns dos moinhos de Afife, aludindo em concreto aos moinhos do Loureiro.

Relembra-se que em meados da década de oitenta do século passado o Vereador da Cultura Carlos Baptista e posteriormente Maurício de Sousa deram corpo a um trabalho de recuperação de alguns destes moinhos em articulação com o Ministério da Cultura, todavia esse esforço louvável perdeu-se. Nos últimos 16 anos este conjunto patrimonial chegou ao estado que se pode ver “in locum” quando percorremos as margens do rio de Afife. Apesar do estado de degradação e da destruição de alguns dos exemplares ao ser autorizada a sua conversão em vivendas, como aconteceu com o inesquecível engenho do Maneta, pensamos que ainda é possível salvar alguns dos exemplares mais representativos, enquanto elementos configuradores de uma memória colectiva que alguns teimosamente procuram apagar em Afife. Porque não iniciar-se o processo com a recuperação do moinho da Ponte (ver imagens) dada a sua localização na envolvência da escola do ensino básico de Afife e do espaço da horta biológica do louvável projecto dessa escola, secundada por diversos afifenses.

 

 


A Direcção da APCA

 

 

 

 

Afife, 27 de Setembro de 2009                                                           

A Associação de Protecção e Conservação do Ambiente – APCA, vem por este meio alertar para o estado calamitoso em que se encontra um conjunto ímpar de valores patrimoniais da arqueologia industrial da região, com reconhecido valor nacional, na freguesia de Afife, concelho e distrito de Viana do Castelo. Estamos a referir-nos a um conjunto extraordinário de moinhos, azenhas e engenhos de serrar madeira que na bacia hidrográfica, isto é, nas margens do rio de Afife ou de Cabanas e seus afluentes, durante séculos animaram a economia local e regional associada a uma verdadeira agricultura biológica e aos ciclos do pão e do linho, suportada nos fertilizantes sargaço e mato (estrume). Salienta-se que estes valores patrimoniais inseriam-se numa cadeia agrícola fascinante, porventura única, a que aparece associada uma prática agrícola biológica, secular, transmitida de geração em geração e curiosamente base de um real desenvolvimento sustentável, com que muito temos a apreender nesta era tecnológica. É pois neste contexto que é lamentável constatar-se a atitude de desleixo de quem tem a obrigação de proteger, estimular e incentivar a salvaguarda destes bens, apesar de arvorar-se arauto da protecção destes valores patrimoniais.

Pág. 45/45

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub