Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

...

 AFIFE DIGITAL          

SEMANÁRIO ON-LINE DE AFIFE                  
EDIÇÃO ACTUALIZADA AOS SÁBADOS PELAS 21H30    
EDITADO POR AFIFE NOTICIAS, Caminho da Cabriteira, 4900-012  AFIFE. Portugal  
ENVIE-NOS NOTICIAS PARA E-mail:                                             
 afifenoticias@sapo.pt                     

. NOTICIAS ON-LINE     CLIQUE EM NOTICIAS    

.NOTICIAS DE AFIFE  EM TEMPO REAL  .5 NOTICIAS NOVAS   

NOTICIAS  REGIONAIS EM TEMPO REAL   1     NOTICIAS NOVAS 

  NOTICIAS  EM NECROLOGIA .        NOTICIAS NOVAS   

 

JUNTA DE FREGUESIA .      CASINO            RADIO         

  ASSOCIAÇÃO   APCA 

  ***********************************************

    TUDO, SOBRE O FUTSAL DA ADA. aqui.                             

  ACTIVIDADES:

Movimento Associativo decorre no Casino e Largo Tomas Pinto.

Futsal, no pavilhão de Afife, a final é este sábado entre Bazar Laranjo e Dinis Car

Domingo há caminhada, na Rota das Capelas de Afife.  9h00.

Domingo há passeio de BTT.  8h00

Domingo, há fados e poesia no Casino. 21h30

==============================================

  CONTINUA INTERDITA A APANHA E COMERCIALIZAÇÃO DE MEXILHÃO.  

Afifenses, queixam-se de pouca informação, sobre a contaminação dos mexilhões.

Gastronomia no Movimento Associativo, teve a animação do conjunto de Domingos Ribeiro e a actuação do Grupo de Folclore de Afife e o Largo Tomas Pinto foi pequeno para tanta gente.Colóquio dos estucadores, esteve animado e foi uma autentica aula de arte, com os artistas de Afife a darem a conhecer a maneira de se trabalhar o estuque.

Colóquio de arqueologia e ambiente, com publico atento e interessado, o tema mais esperado, foi precisamente o ambiente proferido pelo Eng.. Horácio Faria.      

Francisco Sampaio veio ao Casino, falar do traje de Afife, o grupo de Folclore de Afife participou e no fim, o presidente da junta, dançou o vira geral.          

Actos de vandalismo, já se verificam nos abrigos dos autocarros, que foram colocados há dois meses e são em granito.               

 Continuam a depositar lixo de restos de obras da construção civil, nas beiras dos caminhos de acesso à floresta e ao mar.               

. Populares de Afife e pessoal da Junta, evitaram que incêndio florestal, tivesse  alastrado durante madrugada.                                                                 

 Torneio de Futsal tem este sábado a grande final, este ano a afluência de publico foi inferior, ás outras edições.                   

.Tendo chegado até nos, o pedido de divulgação de um caso de desaparecimento ocorrido em Fevereiro, publicamos essa mesma informação, caso alguem possa ter alguma pista sobre esta criança.

       Viana do Castelo.                   

Plano de emergencia activado.

Volta a Portugal, volta a Viana.

Camara foi a Montaria assinar protocolo.

Praia acessivel.

Rua Amelia Morais, abrriu ao transito.

Presidente da Camara, visitou Alvarães.

Coração em Agosto.

Gastronomia.

                    Caminha.                           

726 anos do Foral de Caminha.

Noite de tango e fado em Vila Praia de Ancora.

Vai nascer nova biblioteca em Caminha.

Folclore em Caminha.

Feira Medieval, levou milhares a Caminha.

Vitorino de Almeida  em Caminha.

 

          Valença.                   

Descida do Minho em Boias.

Largada da Vaca.

Fim de Semana Activo.

Risco Meteorologico.

 

 

 

APANHA DE MEXILHÃO

  AFIFENSES, DIZEM-SE MAL INFORMADOS, SOBRE A CONTAMINAÇÃO DO MEXILHÃO.  

                                 

Ultimamente tem estado interdita a apanha e comercialização do molúsculos bivalves, como é o caso do mexilhão, mas essa informação não chegou ás pessoas a tempo, ou simplesmente  a população de Afife neste caso, não foi informada. Acontece que por esta altura do ano e porque o mar se encontra mais calmo, é susceptível a contaminação dos molusculos por uma toxina que pode ser perigosa para a saúde publica e a qual é detectada através das analises que são efectuadas. É normal que as pessoas por vezes andem com diarreia e atribuam as causas a terem ingerido mexilhão, mas não estão informadas para os perigos deste consumo. A informação em Afife só foi colocada num espaço do placard da praia e num espaço pouco visível, já depois da interdição ter sido decretada, enquanto que saíram do mar de Afife, sacos de mexilhão que certamente terão sido consumidos e sabe-se lá com quantas diarreias, certamente por falta de informação adequada. No caso de Afife, ventila-se quer a indicação sobre a proibição da apanha de mexilhão, só aconteceu, cerca de 15 dias depois das analises terem sido conhecidas e os meios de comunicação social, junta de Freguesia, paroco ou outras entidades, não foram informadas, pois o alerta foi dado a 2 de Julho e neste caso deve a autoridade maritima, despoletar logo  os meios necessarios para interditar a apanha, o que não se verificou de imediato, assim como nos 15 dias seguintes.

 -

 

Interdição da apanha de bivalves na orla costeira vianense – Toxina DSP

A orla costeira de Viana do Castelo insere-se na chamada Zona de Produção L1 Litoral Viana, afecta à Capitania de Viana do Castelo, sendo a apanha e comercialização dos respectivos moluscos bivalves monitorizada pelo Instituto Nacional dos Recursos Biológicos, I.P (INRB,I.P.).

apanha de mexilhões na orla costeira vianense encontra-se interdita desde pelo menos 2 de Julho passado, permanecendo a interdição com a informação difundida no dia 16 de Julho último. As análises efectuadas aos mexilhões detectaram a presença de biotoxinas DSP (Diarrhetic Shellfish Poisoning) que ocasionam intoxicação diarreica.

 Deve ser afixado nas praias e o seu conteúdo difundido, junto da comunicação social, Juntas de Freguesia e párocos de forma a evitar a apanha de mexilhões na orla costeira vianense e a inerente intoxicação diarreica dos consumidores.

Inserindo-se a presente matéria nos objectivos do documento, recentemente apresentado, sob a designação de Gestão Integrada da Qualidade, Ambiente, Segurança e Higiene do Trabalho nas praias vianenses, vai-se acompanhar a evolução da presente situação, até ser levantada a interdição da apanha de mexilhões na orla costeira vianense.

31 de Julho de 2010

Afife Noticias Informação

 

 

PRIMEIRA NOITE GASTRONOMICA.

   FOLCLORE, TASQUINHAS, GASTRONOMIA E MUSICA, NO MOVIMENTO ASSOCIATIVO .                  

                

Esta sexta-feira, foi noite de futsal no pavilhão e tasquinhas no Largo Tomas Pinto e pode mesmo afirmar-se, que o balanço desta iniciativa, é positivo. A noite começou cedo no largo Tomas Pinto, que ficou vedado ao transito para que pudessem ocorrer ali as varias iniciativas agendadas e as tasquinhas cedo começaram a trabalhar.

            

 Assim as tasquinhas eram pertença das associações participantes, que apresentaram os mais variados  petiscos. O Clube de Caçadores da Serra de Santa Luzia, apresentou javali no pote entre outros petiscos,

 o Casino Afifense, com sardinha assada, fêveras, caldo verde entre outros,

O Centro de Dia, apresentou uma variada gama de petiscos, tal como a Associação Desportiva Afifense, enquanto que o espaço da autarquia, apresentava variados licores.

 Foi montada uma grande esplanada  a noite apresentou-se convidativa e as pessoas apareceram e participaram na iniciativa.

                                      

 A abrir a noite, foi a actuação do grupo de Folclore de Afife, que apresentou algumas das suas danças, numa actuação curta que agradou a todos os presentes e alguns já eram emigrantes de ferias na sua terra natal.

 Seguiu-se a actuação do conjunto de Domingos Ribeiro, que animou a noite com as suas musicas alegres, ao jeito popular.

31 de Julho de 2010

Afife Noticias Informação

ESTUQUE

  ARTISTAS AFIFENSES, DO ESTUQUE, DERAM LIÇÃO DE ARTE. 
                 
Integrado nas jornadas culturais do Movimento Associativo de Afife, decorreu no salão do Casino Afifense o debate sobre os estucadores Afifenses e a arte do estuque, que reuniu os artistas da terra, Mário Pedrulho, José Pedrulho, Mário Castro e Domingos Fontainhas, este o mais novo e que ainda trabalha a arte do estuque. Esta foi sem duvida uma lição da arte do estuque, já que os intervenientes, profundos conhecedores desta arte, versaram os pormenores do estuque, falando sobre os estilos e a origem do revestimento a estuque, as suas tecnologias e ferramentas, bem como desvendaram alguns segredos desta arte. O objectivo desta acção, era precisamente divulgar a arte decorativa do estuque e a sua maneira de o trabalhar, já que Afife sempre foi conhecida em Portugal, pela terra dos estucadores, dado os trabalhos que executavam em palácios com grande qualidade artística. No entanto, foi realçado que haviam muitos outros bons artistas, como em Carreço, Areosa e outras e até se disse que em Afife, residiam artistas, que embora fixassem residência aqui e não eram naturais da terra. O publico presente não era muito significativo, mas sim atento e interessado no tema, que aproveitou para questionar os artistas, sobre variadas maneiras da execução desta arte e a conversa animada, durou até à meia-noite, embora ainda houvesse tema para muito mais. Para muitos, consideraram que foi uma autêntica lição de arte e que dificilmente se conseguirá repetir de novo com estes artistas para falarem deste tema, que marcou a terra e a arte dos Afifense ao longo dos tempos. Quanto ao futuro dos estucadores e da arte do estuque, ficou claro que é uma arte em extinção, dado o aparecimentos de novas tecnologias e também pelos custos do estuque artesanal, assim como não há quem queira aprender a arte. Para Domingos Fontainhas, neste momento os trabalhos em estuque artístico, são feitos em imóveis antigos do estado principalmente, sempre que se quer manter uma traça, porque em construções novas o estuque artístico é substituído por outros materiais mais modernos de menor custo, assim como de menor duração. Mário Castro, fez trabalhos em Portugal, assim como em muitos países da Europa e África, os irmãos Pedrulho, fizeram frandes obras em estuque artístico em Portugal e  destacam entre muitos vários trabalhos que efectuaram durante anos em grandes cidades Alentejanas, para Domingos Fontainhas, foi dado destaque à obra que efectuou no Casino Afifense, os tectos do salão e salão nobre, bem como a reconstrução do Teatro Circo de Braga.
Neste momento no activo e no tocante ao estuque artístico, contam-se pelos dedos os estucadores que há em Afife, pois vai-se perdendo o habito de estuque artistico, não só pelo custos mais elevados, como também pelos gostos, mas nestas coisas ainda predomina o velho ditado que "Em casa de ferreiro, espeto de pau" porque na maior parte das vezes os estucadores fartam-se de executar trabalhos artísticos para os outros e esquecem-se de si proprios.
31 de Julho de 2010
Afife Noticias Informação

ARQUEOLOFIA E AMBIENTE

ARQUEOLOGIA E AMBIENTE, O SEGUNDO TEMA DO MOVIMENTO    ASSOCIATIVO.                                                                    

                           

O segundo dos temas a abordar nas jornadas do Movimento Associativo de Afife, foi precisamente a arqueologia e o ambiente, em que oradores foram o professor Baptista, Diogo do NAIAA e o Eng., Horácio Faria. O tema prometia, porque Afife é uma terra onde existem inúmeros vestígios arqueológicos que datam de milhares de anos antes de Cristo. No entanto e em termos específicos, apenas Horácio Faria, conhecedor profundo de todas as descobertas arqueológicas feitas em Afife, referenciou alguns pontos relacionados com o castro de Santo António e o espolio que ali foi encontrado, algum de grande importância, já que permitiu comprovar a comercialização de peças que teriam sido fabricadas em fundição neste castro e que aparecem em outros pontos da Europa bem distantes de nos.

 O Prof. Baptista, que participou nas campanhas efectuadas na Cividade, falou sobre a evolução da arqueologia através dos tempos, nas descobertas e a evolução do modo de vivencia. Seguidamente José Luís Presa, do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Ancora, deu a conhecer o protocolo que foi firmado entre o NAIAA e o Centro Ancorense, no âmbito de serem efectuadas exposições com materiais arqueológicos da Associação Afifense. No entanto o tema esperado, era precisamente aquele que o Eng. Horácio Faria iria debater, o Ambiente de Afife. A sua intervenção, começou já tarde, mas todos esperaram para ouvir e conhecerem como está a freguesia em termos ambientais. Aqui começou por traçar, varias situações dividindo o espaço da freguesia de monte a mar e deu conta de vários pontos da floresta, dando conta de quem habita este espaço e salientou que o lobo existe na Serra de Santa luzia. Não um animal que seja originário destas paragens, mas sim proveniente do Geres e que terá atravessado as várias serras e da serra de Arga, terá acedido à Serra de Santa Luzia, muito provavelmente atraído pela criação do gado vacum e cavalar. Alem deste, o javali, raposas, ginete e muitos outros habitam este espaço. Foram focados outros animais que tem o seu habitat no seio da freguesia, alguns deles que nem sequer são habituais, como o vison, uma espécie que existe em Afife e que podem ter sido animais que fixaram o seu habitat, depois de terem fugido de locais de reprodução já que no distrito existiu uma unidade industrial que criava estes animais, assim como o esquilo cinzento. No entanto o tema que mais expectativa suscitava, era precisamente o que versava o litoral Afifense e aqui começou por focar os casos que suscitam perigos para as pessoas, como é o caso da exposição solar nas praias, especialmente entre as 11h00 e as 15h00, devido aos níveis de radiação ultra violeta, que podem provocar doenças graves e aqui salientou a necessidade de ser colocado nas praias, um gráfico para que as pessoas sejam informadas a que níveis de radiação estão sujeitas, na exposição ao sol. Diz que estas indicações, possam estar disponíveis em todas as praias do concelho, já na próxima época balnear.

 Em termos das praias e em gráfico salientou três pontos que assinalou de verde, amarelo e vermelho, ou seja, classificando assim a qualidade das areias da praia, o verde, será aquele espaço em que chega a maré, o mais próximo da agua já que estas são as areias que o mar lava, depois segue-se uma zona intermédia em que as areias são mais sujas, que é uma zona amarela, seguindo-se a vermelha, onde essa é precisamente aquela que as pessoas não devem utilizar, já que a sua proximidade da duna, faz com que seja um espaço onde se podem encontrar algumas espécies de insectos e em que as pessoas podem ser picadas, alem de outras situações técnicas apontadas. A parte seguida com maior interesse, foi precisamente a redução das dunas, especialmente a do Porto, aqui tudo foi documentado com fotografias e pode-se facilmente comprovar que em menos de 30 anos, a duna do Porto viu-se reduzida em mais de 30 metros, tendo como ponto de referência o marco geodésico ali existente, o que quer dizer que a duna viu-se reduzida em mais de um metro por ano. Este colóquio e especialmente na área do ambiente, foi seguido com atenção e preocupação por parte dos presentes e só se regista pela negativa, o caso de não se ter registado uma grande afluência de publico, dado que se tratava de um tema de grande interesse e que num futuro próximo pode ter consequências ainda bem mais graves, que as até aqui verificadas. A sessão não contou com as habituais questões colocadas pelo público, dado o adiantar da hora a que terminou esta acção.

31 de Julho de 2010

Afife Noticias Informação

O TRAJE DE AFIFE, FOI TEMA DE COLOQUIO

    TRAJE DE AFIFE, ENCERROU OS COLOQUIOS NO CASINO. 

                      

Francisco Sampaio, foi o convidado para falar do traje de Afife, no ultimo dos três colóquios que preencheram as iniciativas do Movimento Associativo de Afife, numa parceria com as associações da freguesia e Junta.

A abertura foi feita pelo presidente da Junta, o qual passou a palavra para a palestra mais participada e que teve a participação do Grupo de Folclore de Afife, que assim mostrou os vários trajes que utiliza nas suas actuações. Presentes estavam o fato  vermelho, conhecido pelo fato de luxo, o fato da erva, o fato do mato, o fato azul e o fato do mar.

 Francisco Sampaio falou sobre as componentes da indumentaria com a presença das lavradeiras mostrando os fatos. Por parte dos presentes, falou-se do fato do mar, da mulher e que este  é um fato que nunca se utilizou  nos trabalhos da apanha do sargaço, já que para as lides do mar, se utilizavam as roupas mais velhas que as pessoas possuíam, alem da maioria daquelas que se dedicavam a esta apanha, nem sequer tinham posses para tal luxo e focou-se o caso da fato do mar de Castelo do Neiva, que apresenta um fato rude que nos lembra uma indumentaria romana, em que este parece manter a verdade etnográfica.

 No final até se dançou o vira geral, em que o presidente da junta, que já foi folclorista, foi mostrar como se dança, até porque com falta de treino, lá conseguiu mostrar que quem sabe, nunca esquece.

31 de Julho de 2010

Afife Noticias Informação

VANDALISMO

  COMEÇOU O VANDALISMO, NOS ABRIGOS DOS AUTOCARROS. 

                    

O abrigo da paragem dos autocarros situado à face da estrada nacional 13, junto à estação, foi o primeiro a ser alvo de actos condenaveis de vandalismo, com pintura  das paredes exteriores com grafitis. Esta pratica codenavel, tem sido notada em diversos locais da freguesia, sem que contudo os seus autores tenham sido descobertos e assim continuam a danificar aquilo que é patrimonio da freguesia, pago com o finheiro dos contribuintes. A situação agora verificada, é lamentavel, já que as pinturas foram efectuadas sobre paredes em granito que dificilmente será possivel a sua remução e certamente contribui para que outros lhe sigam as pisadas e por tal não admira que tais procedimentos aconteçam neste e em outros espaços publicos. Seria bom que todos estivessem atentos a estas situações e em caso de detectarem estes actos, devem ser denunciados.
Afife Noticias Informação
Com Rui Martins

CONTINUAM A DEPOSITAR LIXO DE OBRAS, NA BEIRA DOS CAMINHOS.

      LIXO DE OBRAS, DEPOSITADO NA BEIRA DE CAMINHOS.    

                  

 As bermas das estradas e de acesso ao monte, continuam a ser as escolhidas para a deposição dos mais variados lixos, com mais incidência para aqueles que facilmente são identificados como restos de obras da construção civil. Estas situações, verificam-se na área da Cividade, mas são evidentes em quase toda a extensão dos caminhos, tanto quem vem do lado de Ancora, como de Afife.
Estas deposições, que são  infracções graves à lei do ambiente  e em caso de ser detectado o infractor, este incorre em pesadas coimas e mesmo a apreensão do veiculo que transporte estes resíduos. A situação agora verificada de novo, já não é nova neste local, que é só a principal entrada para a estação arqueológica da Cividade. Há  poucos meses a esta parte, foi depositada grande quantidade de lixos de construção civil, que cobriram por completo um caminho e teve então a Junta de Freguesia de Afife, que proceder a toda a remoção daquele lixo. Tudo isto acarretou despesas acrescidas para a autarquia Afifense, já que não foi detectado o infractor, que tudo apontava que tivesse sido algum tractorista, uma vez que eram evidentes as marcas dos seus rodados.
 Todas as situações que se tem verificado, levam a crer que estas deposições acontecem sempre durante a noite, no entanto nada justifica que as pessoas procedam desta maneira, já que as Câmaras, possuem maneiras de recolha e mesmo de acolhimento destes resíduos, no entanto em algumas situações verificadas, tudo aponta que sejam mesmo profissionais de certas áreas, que depositam ali os seus lixos, situação esta que ainda é mais grave, já que estes tem que ter um contentor especial para estas deposições. Há no entanto outras situações verificadas no seio da freguesia, como acontece junto ao passadiço de acesso à praia da Carraqueira e mesmo na parte sul da freguesia, na sua confrontação com Carreço.
31 de Julho de 2010
Afife Noticias Informação

INCENDIO COMBATIDO POR POPULARES.

   AFIFENSES, APAGARAM INCÊNDIO ÁS DUAS DA MANHÃ.       

               

O tempo quente e os montes por limpar, são sempre situações que favorecem o acendimento dos fogos florestais e muitos até tem mão criminosa, embora por vezes a negligencia, também possa contribuir para que estes aconteçam. Em Afife aconteceu uma situação que não deixa muitas duvidas e que diversas pessoas apontam para fogo posto, já que este  foi detectado ainda no seu inicio por volta da uma hora da manhã para os lados do lugar da Armada. A sorte terá sido o presidente da Junta se aperceber e de imediato chamou a atenção dos trabalhadores da autarquia, que com o tractor com a cisterna de agua, se deslocaram para o local, muito embora tivessem sido alertados os Bombeiros. aqui acontece que dado aos muitos incêndios que se verificavam no distrito, as corporações dos bombeiros estavam limitadas em meios e homens, mas mesmo assim ainda conseguiram enviar um carro para o local.

 Enquanto que não chegava o tractor da Junta, foram sendo acordadas as pessoas e muitas desde logo colaboraram no combate ás chamas em que a cisterna da Junta de Freguesia, foi fundamental para combater as chamas, já que foi possível levar o tractor até bem perto do incêndio. No entanto as coisas vieram a complicarem-se, dado que foi detectado um pouco  mais abaixo um novo foco de incêndio, onde alguns populares logo se lhe dirigiram e conseguiram a tempo extinguir as chamas. estas situações, levantam muitas duvidas, que terá sido alguém a atear o fogo e especialmente aquela hora. Esta poderia vir a ser uma situação complicada, caso este foco de incêndio não tivesse sido detectado a tempo, já que se trata de uma zona de pinheiros e eucaliptos e com residência à volta.

A Junta de Freguesia de Afife, tem de prevenção o seu Kit de intervenção de incendios, assim como tem duas cisternas, prontas a actuarem em caso de necessidade.

31 de Julho de 2010

Afife Noticias Informação

TORNEIO DE FUTSAL

               FUTSAL.                    

                                

Esta praticamente concluído o terceiro torneio de futsal da Associação Desportiva Afifense, uma vez que a final está marcada para esta noite entre as equipas do bazar Laranjo e do Dinis Car. O balanço que de momento de pode fazer, é que em termos desportivos tudo aconteceu dentro do maior desportivismo e fair play. Este ano notou-se uma menor afluência de publico, que aquela verificada em anos anteriores e acima de tudo foi o publico de Afife que menos apareceu aos jogos,o facto pode ficar a dever-se a que tenham sido poucas as equipas com jogadores da terra a participarem, mas mesmo assim pode ser contabilizado no computo geral sempre meia casa. Este torneio serve para angariar fundos para a ADA, assim como para rodar jogadores, até porque na época desportiva que se avizinha, a ADA vai contar com uma equipa de futsal nos campeonatos distritais da modalidade.

31 de Julho de 2010

Afife Noticias Informação

Pág. 1/7

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONTADOR

Contador Gratis

Favoritos

Links

.

  • .

.

  • .

.

  • .
  • .

.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

on line


contador de visitas