Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

...

AFIFE   DIGITAL.       

semanario on-line de Afife   atualização, aos sábados pelas 21h30        

Editado por Afife Noticias,Caminho da Cabriteira, Afife 4900-012 

 

o nosso contacto afifenoticias@sapo.pt                  

 

LOCAL  ON-LINE 00 REGIONAL ON-LINE 00 . NECROLOGIA 00  .   

 

JUNTA de FREGUESIA. CASINO AFIFENSE   .RADIO AFIFENSE   .  

 

APCA               .ROTEIRO                . ASS DESP AFIFENSE             .

Só é autorizada a reprodução parcial ou integral do conteúdo escrito e fotográfico desta publicação, desde que identificada a fonte .   http://afifedigital.blogs.sapo.pt/        

 

ENTRAMOS NA HORA DE INVERNO, OS RELOGIOS ATRASAM UMA HORA A PARTIR DA MADRUGADA DESTE DOMINGO E VAI SER ASSIM ATÉ MARÇO  DE 2013  

                                                         

Mar alteroso em tempo de marés vivas, leva toneladas de areia nas dunas do litoral Afifense. A área da praia do Caracol, foi a mais afetada, onde foi cortada uma parte significativa da duna e destruídos os passadiços de acesso à praia.

 

 

Monte de Santo António, pode ser alvo de uma intervenção de fundo, que  visa a sua reflorestação. A informação foi avançada pelo presidente da junta de freguesia e tudo aponta para que os trabalhos venham a ser realizados, por uma equipa de sapadores florestais, da Associação Florestal do Lima.

 

 

 

Regos foreiros e os espaços confinantes, foram casos esquecidos pelos proprietários. Uma vez mais, ninguém procedeu à sua limpeza, como manda a Código de Posturas da freguesia.

 Litoral Afifense , desde a praia  até ao inicio das leiras (não abandonadas)  está a ficar coberto pela vegetação infestante e neste momento já é esta , uma situação preocupante no que

 toca à parte ambiental da freguesia.

 

Continuam a depositar  lixo nas bermas de caminhos e área litoral, alem de outros, até ali se depositam frigoríficos.

 Há 103 anos, uma lavradeira de Afife merecia honras de primeira pagina na revista do O Século, de 18 de Outubro de 1909.

A Illustração Portugueza, como era chamada esta revista, publicou por duas vezes, temas e fotos de Afife.

 .

Afife,terra da natureza

Por Antero Sampaio

 ANDEBOL.

Afifense está inserido em varias frentes dos campeonatos nacionais e regionais de andebol, mas para já são os juvenis a mostrarem a sua raça, com vitorias e goleadas.

 

FUTSAL

Afifense, entrou com o pé direito no campeonato, mostrando a sua qualidade, com boas exibições, na terceira jornada, recebeu o  Lordelo

 Orfeão de Vila Praia de Ancora, que até conta nas suas fileiras com alguns Afifenses, recreou e fez reviver as antigas desfolhadas,na Praça da Republica.

  
  
  
  
  
  
  
  
  
 Noticias do Concelho de VIANA DO CASTELO   

 Brasão de Viana do Castelo

 Noticias do Concelho de CAMINHA               

 Brasão de Caminha

 NOTICIAS  DE VALENÇA                                  

Brasão de Valença

 
  Este sábado no Casino Afifense a partir das nove da noite, vai decorrer a apresentação de danças pelas alunas da academia Fashion Dance e conta com a presença do cantor Hugo Viana .      
  
 Casino Afifense, vai fazer a festa do S. Martinho, com animação musical.      
  

futsal

 

FUTSAL

 

 

FUTSAL            

Na terceira jornada do campeonato nacional de futsal da terceira divisão, o Afifense recebeu a formação do Lordelo e venceu por 5-2.

 

Esta foi uma partida onde o Afifense dominou, teve muitas oportunidades de marcar e quando esteve em vantagem numérica, não conseguiu desfeitear o guarda-redes Lordelense.

 

No entanto a primeira situação de perigo ate pertenceu ao Lordelo aos 4 minutos, mas a bola saiu ao lado da baliza de João Carlos.

 

A partir daqui, os donos da casa tentaram resolver depressa o jogo, as situações de golo foram surgindo, mas a bola teimava em não entrar, porque a finalização não estava a acertar na baliza e outras vezes era o guarda-redes a negar o golo aos donos da casa. 

O primeiro golo acontece aos 8 minutos por Filipe, que recebe o esférico na área e em jeito bate o guarda-redes do Lordelo pela primeira vez.

No entanto a festa do golo durou apenas 2 minutos porque aos 10 é o Lordelo a empatar a partida, apos ganharem no ressalto de bola, numa jogada de ataque do Afifense, em que o dianteiro do Lordelo se isola e bate João Carlos.

O 2-1 acontece aos 13 minutos, num grande golo de Pako, que recebe na esquerda perto da linha de fundo remata cruzado e bate o guardião adversário. Mas acontece que logo a seguir, numa jogada idêntica á do primeiro golo dos visitantes, surge o empate a 2-2, de novo os dianteiros do Lordelo a ganharem no ressalto e a desfeitearem de novo João Carlos.

Aos 14 minutos é o Afifense a desfazer a igualdade, já que numa jogada desenrolada na direita do ataque Afifense, Sérgio Miranda coloca na área, onde aparece Filipe que de primeira atira sem hipótese para o guarda-redes Lordelense.

O Lordelo ainda poderia chegar à igualdade a 2 segundos do fim da primeira parte, quando beneficiou de um livre a meio do meio campo Afifense, em que a bola bate em vários jogadores que formavam a barreira e sai a raspar o poste da baliza de João Carlos.

O intervalo chega com o Afifense a ir para o balneário com a vantagem mínima.

No início da segunda parte, Filipe isola-se e caminha para a baliza, no entanto o guarda-redes sai ao encontro e derruba o jogador Afifense, o arbitro ainda demorou a ajuizar, mas acabaria por mostrar o cartão vermelho, expulsando assim o guarda-redes do Lordelo.

A equipa ficou em desvantagem numérica durante 2 minutos e foi o Afifense que apostou tudo no ataque de forma a marcar, mas a bola teimosamente não havia maneira de entrar na baliza.

Oportunidades de golo foi coisa que não faltou ao Afifense e em muitas situações de quase baliza aberta e até outras de bolas no poste.

O 4-2, apenas surge ao minuto 14 numa arrancada de Pako na direita, remata cruzado e a bola entra, ficando a dúvida se João Pedro terá ou não, sido o ultimo a tocar na bola, pois estava em cima da linha degolo no sítio onde abola entrou. 

O 5-2, acontece aos 15 minutos por Filipe, numa assistência de Pako, em que recebe na entrada da área e entra forte para o golo.

A 4 minutos do final, o Lordelo atinge a quinta falta e logo a seguir é o Afifense quem beneficia de um livre direto, mas Rochinha atira ao lado, a 2 minutos do apito final o árbitro considera que Diogo terá tocado com o braço na bola na sua área e assinala grande penalidade a favor do Lordelo, que João Carlos viria a defender, assim como uma recarga. 

O Afifense atingiria a quinta falta e viria a ver o árbitro assinalar um livre direto, em que uma vez mais João Carlos defendeu.

Quanto ao jogo, o Afifense dominou, foi quem mais posse de bola teve, mais oportunidades de golo criou e também foi quem mais falhou na finalização.

Não foi um grande jogo de futsal, já que os donos da casa embarcaram um pouco no ritmo de jogo do adversário e a falhar tanto, também terá pesado um pouco na equipa, com o querer fazer tudo depressa e as coisas a não saírem bem.

 

A EQUIPA

 

João Carlos

 

Carneiro

 

Sérgio Miranda

 

Gomes

 

Filipe

 

Jogaram ainda:

 

Pako

 

João Pedro

 

André

 

Rochinha

 

Diogo

 

Rudy

 

 

 

Não utilizado

 

Mourato

 

 

 

O que disseram os treinadores;

 

Para Luís Araújo, treinador do Lordelo, considerou que a sua equipa fez uma boa primeira parte, poderia ter marcado mais golos nesse período o que deixaria a equipa mais confiante para o segundo tempo. No segundo tempo foi o andar atrás do resultado e as coisas a não correrem bem.

 

Considerou que a partir do 4-2, a equipa sentiu o resultado e não acertou o seu jogo. Considera que o Lordelo este ano está mais forte, está a trabalhar bem e não encontra argumentos para este mau começo de campeonato, disse ainda que o Afifense tem uma equipa muito forte e que vai ser difícil a qualquer equipa passar no seu pavilhão. Quanto à expulsão do seu guarda-redes, salientou que não foi por aí que perdeu o jogo porque está bem servido de guarda-redes e que a equipa soube jogar em desvantagem numérica.

 

 

 

Para Rui Paulo o treinador Afifense, considerou que a equipa teve um pouco de ansiedade por não ter resolvido o jogo mais cedo, falhou muitos golos, mas controlou sempre o adversário, considerou que os golos do Lordelo se devem a dois erros cometidos pela sua equipa, mas sabia que a equipa iria reagir bem na segunda parte e os golos iriam surgir naturalmente.

 

Quanto ao próximo jogo, considerou uma deslocação a Mogadouro difícil, mas a equipa tem agora 15 dias para preparar esse confronto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFLORESTAÇÃO DO MONTE DE SANTO ANTONIO

  MONTE DE SANTO ANTÓNIO, PODE SER REQUALIFICADO    

          

Arlindo Sobral, o presidente da autarquia Afifense, deu a  conhecer que há fortes possibilidades de o Monte de Santo António pode vir a ser requalificado especialmente na sua arborização, com uma intervenção dos sapadores florestais.

Tudo porque a vegetação infestante está de novo a crescer em demasia, não deixando assim desenvolver as arvores que haviam sido plantadas,  numa anterior intervenção da junta de freguesia. O autarca, não adiantou com datas previstas para esta intervenção, mas adiantou que  este será um trabalho de fundo, onde se pretende  fazer a eliminação das espécies infestantes existentes, através de métodos específicos e depois serão feitas plantações de espécies arbóreas, adequadas aquele espaço.  O trabalho deve ser executado por uma equipa de sapadores florestais, da Associação Florestal do Lima e contará certamente com todo o apoio dos trabalhadores da autarquia.

O monte de Santo António  havia sido arborizado por Afifenses liderados por Tomas Pinto, mas no decorrer dos anos nunca houve a preocupação de renovar as arvores que iam desaparecendo,o que facilitou o aparecimento acelerado de espécies infestantes.

As ultimas arvores de algum porte que ainda restavam, foram vendidas pela autarquia há quatro anos e havia o intuito de reflorestar o monte, só que essa reflorestação não terá sido a ideal e a maior parte das espécies então plantadas, acabaram por secar e a falta de manutenção, terá certamente contribuído para que as austalias e mimosas viessem a  rebentar por tudo o que é sitio.

 

 

27-10-12

ANI

orfeao

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA RECRIA DESFOLHADA À MODA ANTIGA   

A Praça da República em Vila Praia de Âncora transformou-se numa eira, no passado dia 5 de Outubro, para acolher uma desfolhada tradicional, por iniciativa do Orfeão de Vila Praia de Âncora. A reconstituição deste trabalho agrícola teve como  principal intuito  manter e divulgar uma das tradições minhotas mais importantes, que são a desfolhada do milho, acompanhada pela música tradicional das concertinas. Contou com a participação dos orfeonistas vestidos a rigor com trajes típicos da tarefa, e de centenas de pessoas oriundas de toda a Vila e de várias freguesias do Vale do Âncora. Foi bonito ver pessoas de todas as idades  a participar neste evento,  os mais velhos revivendo e recordando os serões de antigamente, e os mais novos aprendendo a desfolhar e a malhar o milho, com se fazia em tempos idos.

A jornada iniciou-se logo pela manhã, com o corte das canas no campo de milho pelas foices nas mãos mais experientes, ao que se seguiu o carregamento do carro de vacas, que teve a ajuda preciosa do Carlos Alberto da Célia. Entretanto, a Praça ia-se a pouco  e pouco transformando numa Quinta de lavoura, onde foram colocados os espigueiros ao lado da eira, vários utensílios agrícolas relacionados com a cultura do milho e onde nem faltou o galinheiro. Ao lado foi montada uma tasquinha regional, onde não faltaram as iguarias da época, tais como o bacalhau frito, pataniscas, bifanas, Broa de milho, caldo verde e arroz doce, tudo regado com o vinho tinto da região. Também não faltou o café de cafeteira e a aguardente com mel.

Pelas 16 horas, com estava previsto, saiu o cortejo do lugar da Lomba, em direcção à Praça da República, transportando o milho em carro de vacas,  pertença da D. Maria Adelaide, sabiamente conduzido pelas mãos da Sra. Maria do Solheiro e da sua filha, proprietárias dos animais, seguido dos figurantes para a desfolhada e ao som das concertinas. Chegados ao local, o carro de milho foi colocado no meio da Praça onde permaneceu  aguardando o início da desfolhada.  Durante a tarde houve música tradicional e cantigas ao desafio, acompanhadas pelas concertinas, cavaquinho e ferrinhos, enquanto na tasquinha se iam provando os petiscos tradicionais.

Chegou finalmente a hora da desfolhada, de noite, à hora do serão, como era tradição. Todos os figurantes entraram na eira, distribuindo-se pelos vários recantos da “Quinta”. Os homens começaram por virar o milho, que imediatamente começou a ser desfolhado por mãos hábeis de homens e mulheres que mais parecia  terem  feito este trabalho toda a vida. De vez em quando ouviam-se gritos de alegria, que correspondiam ao aparecimento de espiga vermelha, o “milho-rei”, ao que se seguiam abraços e beijos para toda a gente. Outros iam enchendo  os cestos de espigas, carregando-os até ao espigueiro, onde eram encasteladas de modo a poderem secar.  Eram depois colocadas no chão da eira, onde se procedia à malhada. O milho era então limpo de impurezas na tarara e ensacado para armazenagem. Ao mesmo tempo eram feitas as copas de palha, que serviram depois para fazer a meda, onde ficaram a secar. 

A desfolhada foi uma autêntica festa, acompanhada por cantares e músicas tradicionais, seguida de baile ao som das concertinas.

Queremos fazer um agradecimento público ao Carlos Castro, pois foi graças à sua preciosa ajuda que conseguimos decorar a Praça da República com os utensílos da sua colecção particular. Agradecemos também a cedência dos espigueiros e casinha da eira à Viana Festas, à D. Maria Adelaide e Sra. Maria do Solheiro pelo empréstimo do carro de vacas e do gado, ao Paulo Bouças pela iluminação e pelo som, e à Câmara de Caminha por todo o apoio que nos deu. Não podemos esquecer um agradecimento muito especial pela cedência de todo o milho por parte do Silvestre e da Teresa Alves. Só com o trabalho e a colaboração de todos foi possível reviver uma das mais características tradições do Minho, que esperamos poder repetir no futuro.

Elias Presa

Fotografias de Cristina Presa e Margarida Palhares

 

 

 

CONFINANTES, VOLTARAM A NÃO LIMPAR ESPAÇOS

NINGUÉM FEZ LIMPEZA DOS TERRENOS DOS CONFINANTES.      

                 

Parece que de nada serviu o edital da junta de freguesia, que  dava conta que os confinantes com as vias publicas se viam obrigados até final de Setembro, a proceder à limpeza desses mesmos espaços, até porque esta é uma norma do Codigo de Posturas da Freguesia de Afife.

Acontece que já estamos em outubro e os espaços que deveriam ter sido limpos, continuam  na mesma, ou seja nenhumproprietario  procedeu a esta limpeza e certamente estarão à espera que seja a autarquia a faze-lo, porque o Codigo de Posturas da freguesia está desatualizado e as coimas para quem não fizer este trabalho, são de cêntimos.

Aproxima-se a epoca das chuvas e umavez mais, nem os espaços que  os proprietários tem obrigação de limpar, nem tão pouco os regos foreiros, viram ser feita alguma intervenção de limpeza, o que quer dizer que se não for a autarquia a proceder a  este trabalho, certamente que na altura em que a chuva se faça sentir com mais intensidade, vamos ter inundações.

Quanto aos regos foreiros, certamente que  na área da veiga se farão sentir os efeitos da falta de limpeza destes, para conduzirem as aguas das chuvas para o  mar,por tal, tudo aponta para que se volte a ter leiras inundadas,  caminhos transformados em piscinas e outras situações que até já vem sendo habituais.

Aqui haveria que atualizar o Codigo de Posturas,o que faria certamente que as pessoas viessem a retomar esta tradição de limpar os espaços e os regos foreiros e assim sem duvidas, teríamos um melhor ambiente e até a autarquia poderia  gastar menos,  neste tudo de trabalho que se vê obrigada a realizar.~

 

 

27-10-12

ANI

 

lixo

CONTINUAM A DEPOSITAR LIXO, NA AREA DUNAR E FLORESTAL.       

                           

 Desta vez, foi o caminho que vai do parque de estacionamento do rio à ponte do Fial, o escolhido para a deposição de lixo variado , como é o caso de restos de um frigorifico, depois de lhe ser tido retirada a parte metálica, certamente para venda na sucata.

No entanto destaca-se que alguem mais sensibilizado para as questões ambientais e que por ali terá passado e que tal procedimento  a ninguem passa despercebio, deixou a indicação escrita num dos pedaços de plastico ali depositado, em que se pode ler:

"Tu Precisas da Natureza, a Natureza não Precisa de Ti"

Este tipo de procedimento que vem sendo habitual, tanto no litoral da freguesia, como na parte  florestal, onde são depositados os mais variados lixos pesados , inclusive restos de obras de construção civil, é proibido e caso o infrator seja detetado incorre em pesadas coimas. Estas deposições, normalmente ocorrem durante a noite e sempre na berma de caminhos, o que torna mais difícil a sua deteção, no entanto sabemos que as entidades policiais  estão atentas a estas situações e já vigiam alguns espaços onde estas praticas são mais habituais.

No que diz respeito à freguesia de Afife, não se justifica de maneira alguma que se ande a deixar estes montes de lixo em locais inadequados, porque a Câmara Municipal de Viana do Castelo, desde que para tal seja solicitada, vem à casa das pessoas fazer a recolha deste tipo de lixos e as pessoas nada tem a pagar. No entanto as pessoas que se queiram desfazer de lixo mais pesado , podem mesmo obter toda a informação na sede da junta de freguesia.

O abandonar o lixo nas beiras dos caminhos, implica uma despesa acrescida  para a junta de freguesia, pois será esta que depois terá que fazer a sua remoção e isso implica o desviar de verbas que poderiam ser aplicadas em obras que todos iriam beneficiar.

 

27-10-12

ANI

ZONA DUNAR,INFESTADA

ÁREA DUNAR, COM PROLIFERAÇÃO DE INFESTANTES           

                   

A área litoral de Afife,começa a ficar coberta de vegetação infestante, como é o caso de australias e chorões,que alem de já cobrirem uma parte significativa  do litoral  Afifense,  estende-se agora par as áreas de cultivo. Esta é  por muitos considerada uma praga, já que  este tipo de vegetação cresce com uma velocidade grande e vai cobrindo as dunas e as antigas leiras, que neste momento se encontram abandonadas.

Esta situação é visível em toda a área litoral da freguesia, mas estende-se de igual modo nas freguesias vizinhas, não permitindo assim o crescimento de outras espécies, que são benéficas aquele meio.

Neste momento, exigia-se uma intervenção de fundo para o litoral a norte de Vila Praia de Ancora, porque só assim se poderia atenuar os efeitos negativos provocados por este tipo de vegetação,sabendo-se que esta não é tarefa fácil, mas com a união de esforços entre freguesias e concelhos, certamente que poderia se reencontrada uma solução para evitar esta proliferação de infestantes.

No caso de Afife e especialmente na sua área litoral norte, já são afetados os terrenos de área dunar, bouças e mesmo terrenos que já foram de cultivo, por tal seria bom que as entidades unissem esforços e fosse estudada uma solução para não deixar destruir em termos ambientais, esta parte importante do nosso litoral.

 

27-10-12

ANI

valença

Juventude em Movimento

na Eurocidade Valença Tui

 

         A Eurocidade Valença Tui recebe a iniciativa Juventude em Movimento, promovida pela União Europeia, pela primeira vez, numa eurocidade. Depois de Lisboa e Porto, Valença acolhe, no fim de semana de 26 e 27 de outubro, esta campanha de sensibilização dos jovens para as oportunidades de emprego e formação na Europa.

         A recente constituição da Eurocidade Valença Tui foi determinante para a escolha da UE para realizar este evento comemorativo do  vigésimo quinto aniversário do programa Erasmus nesta região.

         Seminários, debates, espetáculos, concertos de música, concursos, caminhadas e feira do emprego e da formação dão corpo a este evento da UE.

         A iniciativa enquadra-se  na campanha da União Europeia “Estratégia Europa 2020” para dar resposta aos problemas que a faixa etária mais jovem enfrenta na atualidade, fomentando a mobilidade, a educação, o emprego e o espírito empresarial.

         "Juventude em Movimento" é uma iniciativa da União Europeia para dar resposta aos desafios que enfrentam atualmente os jovens. Este é um programa-quadro da Estratégia Europa 2020 que visa promover a mobilidade, a educação, o emprego e o empreendedorismo entre os jovens. Para dar a conhecer esta iniciativa da Comissão Europeia tem vindo a desenvolver, em diversas cidades da Europa, uma campanha de informação e sensibilização, em colaboração com as autoridades regionais e locais, que nos próximos 26 e 27 de outubro chegará à Eurocidade Valença Tui.

viana

Executivo Municipal visitou freguesia de Vila de Punhe .

O executivo municipal visitou ontem a freguesia de Vila de Punhe para uma reunião de trabalho. Na visita, foram analisadas obras e vários projectos em diversas áreas que o executivo da Junta de Freguesia tem em curso, apoiadas pela Câmara Municipal de Viana do Castelo.

Em causa está a avaliação dos projectos e obras em curso, como a construção de passeios na EN305 e EN308, tendo o executivo aproveitdo ainda para efectuar a avaliação das obras de reabilitação e ampliação do cemitério local e promover uma análise conjunta com a Junta de Freguesia nas actividades sociais e de apoio à educação que estão a ser desenvolvidas nas freguesias, bem como a análise dos projectos e investimentos previstos para a requalificação e valorização do Parque Desportivo das Neves.

Recorde-se que esta visita se insere no conjunto que o executivo municipal está a efectuar, no actual mandato, às freguesias do concelho com o objectivo de aferir necessidades, avaliar projectos e visitar obras em curso.

 

Câmara Municipal recebeu alunos Erasmus em Viana do Castelo

A Câmara Municipal de Viana do Castelo acolheu os 67 alunos Erasmus do Instituto Politécnico de Viana do Castelo no actual ano lectivo numa recepção no Salão Nobre. Na sessão, o Presidente da Câmara deu as boas vindas aos estudantes, desejando felicidades nos estudos e desafiando-os a conhecerem Viana do Castelo.

A iniciativa, que se repete anualmente, serva para dar as boas vindas aos alunos que, este ano são 67 (63 Alunos Erasmus e 4 Erasmus Mundus), vindos de países como Lituânia, Polónia, República Checa, Finlândia, Estónia, Bélgica, Espanha, Grécia, Itália, Azerbaijão, Arménia e Geórgia.

 

Na sessão, estiveram ainda os 15 Erasmus Guide Friends, quatro Coordenadores Erasmus do IPVC, dois Responsáveis do Gabinete Internacional do IPVC e ainda o Presidente da ESN (Erasmus Student Network) e a Vice-Presidente do IPVC, Florbela Correia.

 

O Erasmus, a celebrar 25 anos, é um dos programa de intercâmbio mais bem sucedido no mundo. Todos os anos, mais de 230 mil alunos estudam no exterior graças ao programa Erasmus, que também oferece a oportunidade de estágios de estudantes em empresas, o ensino universitário e formação de pessoal, e que financia projectos de cooperação entre instituições de ensino superior em toda a Europa.Alpha

 

Câmara Municipal cria Plano de Investimento e Emprego para Viana do Castelo .

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo apresentou ontem, em conferência de imprensa, o Plano de Investimento e Emprego para 2013. O plano pretende colmatar algumas das dificuldades económicas no concelho com um conjunto de iniciativas de redução de taxas municipais, que implicam um esforço financeiro da autarquia de cerca de dois milhões de euros.

 

O autarca José Maria Costa diz que o plano se justifica pela “conjuntura desfavorável das famílias e das empresas”, razão que leva o Município de Viana do Castelo a apresentar “para 2013 um conjunto de iniciativas para promover o investimento e o emprego”.

 

Em causa está a redução da taxa de IMI recentemente divulgada, mas também a renovação, no próximo ano, das apostas de reduções das taxas municipais como a redução de 50 por cento para a reabilitação urbana; a redução de 100 por cento para empreendimentos turísticos; ou a redução das taxa de 50 a 100 por cento na instalação de novas empresas.

 

Assim, já em 2012, está em vigor, com o objectivo de animar e promover a economia e o investimento, a redução de 50 por cento do valor final das taxas de urbanização e edificação em operações urbanísticas de reabilitação; e a isenção de ITM (Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis) para processos de licenciamento destinados à reabilitação de equipamentos geradores de postos de emprego e localizados na zona do Plano de Pormenor do Centro Histórico da cidade.

 

Para o acolhimento empresarial, o município tem em vigor a bonificação do preço de cedência de terrenos; a realização de obras de infra-estrutura ou de ampliação/requalificação; apoio e acompanhamento dos projectos de investimento, nomeadamente, na agilização dos processos de licenciamento; isenções parciais e totais, dependendo do número de postos de trabalho a criar (50 por cento até 20 postos; 75 por centro entre 20 e 70 postos e cem por cento para mais de 70 postos de trabalho). Nos empreendimentos turísticos, está em vigor a isenção total de taxas de licenciamento em todas as operações urbanísticas; e os apoios e acompanhamento dos projectos de investimento, nomeadamente, na agilização dos processos de licenciamento.

 

Estas iniciativas autárquicas pretendem “favorecer o investimento e a criação de novos empregos e o fomento da economia local”, obrigando a autarquia a abdicar de cerca de dois milhões de euros em taxas e impostos em 2013. Ainda assim, José Maria Costa garante que este é “um enorme investimento da Câmara Municipal para contrariar o efeito pessimista criado pela crise”, facilitando a instalação de novas empresas com a assinatura de contratos de investimento que, em última análise, trarão mais empregos.

 

Recorde-se que a Câmara Municipal tem vindo a reforçar as medidas de incentivos para a actividade económica no concelho, levando igualmente a cabo um conjunto de iniciativas de internacionalização e promoção de empresas através de convites a embaixadores, reuniões com empresários, visitas a empresas ou o apoio à deslocação a eventos e feiras internacionais.

.

Igualdade de oportunidade para alunos com necessidades educativas especiais

A Biblioteca Municipal de Viana do Castelo apresentou o projecto “Leitura para todos”. A iniciativa, que assinalou o Dia da Biblioteca Escolar, contou com a presença de representantes da Fundação Calouste Gulbenkian e do Ministério da Educação, parceiros do projecto, onde foi realçado o papel fundamental da iniciativa na defesa do acesso à igualdade de oportunidade.

O projecto de cerca de 19 mil euros é co-financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e pela Câmara Municipal de Viana do Castelo e dinamizado pela Biblioteca Municipal, e contou ainda com o apoio da Rádio Geice e da Oficina da Palavra do ATL Descansa a Sacola na produção dos livros áudio.

“Leitura para todos” surgiu no âmbito da candidatura da Câmara Municipal ao Programa de Apoio a Projetos de Promoção da Leitura em Bibliotecas Públicas em 2009, levado a cabo pela Fundação Calouste Gulbenkian. Comeste projecto, pretende tornar-se acessível a leitura de forma igual e indiferenciada a todos os alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE).

Para tal, foram convertidos e adaptados cinco kits, quatro destinados às entidades parceiras (APPACDM de Viana do Castelo, APCVC de Viana do Castelo, CRTIC de Viana do Castelo e Agrupamento Vertical de Escolas de Darque) que desenvolvem trabalho de apoio ao aluno com NEE da comunidade vianense, e um outro à Biblioteca Municipal que, através do seu Serviço Leitura Especial, possui um conjunto de equipamentos facilitadores de leitura e documentos em formatos acessíveis.

Cada Kit é constituído por vinte títulos, desde o Pré-escolar ao 1.º Ciclo, que integram o Plano Nacional de Leitura (PNL), em diferentes suportes, tais como: livro áudio, livro digital, livro pictográfico e livro braille ilustrado, para permitir o acesso às obras, por parte dos alunos.

Ontem, na sessão de apresentação do projecto, foram entregues os kits pela vereadora da cultura e educação e pela directora adjunta do projecto da Fundação Calouste Gulbenkian e, nos discursos, ficou sobretudo patente o interesse da candidatura ao defender o papel da Fundação na defesa do acesso à igualdade de oportunidades.

 

Câmara Municipal aprova Regulamento para os percursos pedestres no concelho

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, em reunião de executivo, o Regulamento Municipal para os Percursos Pedestres do concelho. No documento são apontadas regras, a promoção e a identificação de percursos, assim como os princípios que atendem à Declaração de Nachyne, aprovada na Assembleia Geral da Federação Europeia de Pedestrianismo.

 

O regulamento agora aprovado visa assim estabelecer regras para a classificação, identificação, manutenção, sinalização, fiscalização, utilização e promoção dos percursos pedestres, garantindo a segurança dos praticantes e a protecção do meio ambiente onde se realizam, de acordo com a aplicação dos princípios gerais da marcação dos percursos pedestres adotados na Declaração de Bachyne.

 

Assim, os percursos classificam-se em grupos pela extensão, âmbito, forma, grau de dificuldade e duração, sendo que está também previsto o pedido de licenciamento de um percurso, que passa a obrigar o projecto, avaliação e análise do projecto, implantação, autorização/licença, manutenção, assim como a responsabilidade e a fiscalização e vigilância.

 

Viana do Castelo dispõe, actualmente, vários trilhos pedestres: da Chão de Carreço, dos Canos de Água, Azenhas de Barroselas; Farol de Montedor; Vila de Barroselas; Monte Galeão e Moínhos de Vento de montedor.

 

Executivo Municipal visitou Carvoeiro .

O executivo da Câmara Municipal de Viana do Castelo esteve na freguesia de Carvoeiro, onde visitou algumas das obras em curso e apreciou novos projectos na freguesia. Esta visita integra o périplo que o autarca José Maria Costa tem vindo a efectuar por todas as freguesias do concelho.

A visita, que integrou o executivo da Junta de Freguesia, o presidente da Assembleia de Freguesia e ainda o Presidente da Câmara e os vereadores com os pelouros do desporto e do planeamento, Vitor Lemos e Luís Nobre, incluiu uma passagem pelas obras de alargamento e pavimentação da Rua da Fonte, um projecto realizado pela divisão da rede viária da autarquia de Viana do Castelo.

 

Em Carvoeiro, o executivo teve ainda oportunidade de fazer uma avaliação da empreitada de beneficiação do campo de jogos e da adaptação da antiga escola para espaço de balneários de apoio. A visita integrou ainda uma reunião de avaliação do projecto da capela mortuária da freguesia.

 

Esta foi mais uma das visitas que o executivo tem vindo a efectuar, no actual mandato, às freguesias do concelho com o objectivo de aferir necessidades, avaliar projectos e visitar obras em curso.

 

SMSBVC galardoados com Prémio de Qualidade de Serviços de Águas e Resíduos 2012

Os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo (SMSBVC) acabam de ser distinguidos pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) com o Prémio de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos 2012, na categoria “Qualidade de serviço de gestão de resíduos urbanos prestados aos utilizadores”.

O prémio, cuja entrega foi realizada numa cerimónia em Lisboa no âmbito da 7.ª Expo Conferência da Água, fica a dever-se “ao relevante desempenho global da entidade gestora, candidata voluntária nos últimos cinco anos à avaliação da qualidade de serviço, na gestão dos resíduos urbanos do concelho de Viana do Castelo” e a ERSAR salienta “o empenho dos SMSBVC ao incorporar os indicadores de qualidade de serviço da ERSAR no seu conjunto de indicadores de gestão, melhorando significativamente a sua organização e qualidade de informação prestada”.

 

A ERSAR refere ainda que, para os SMSBVC, “a melhoria da qualidade de serviço é um objectivo que se traduz directamente pelas opções definidas”, destacando “o desenvolvimento de circuitos específicos para a recolha selectiva multimaterial e a recolha selectiva de resíduos urbanos biodegradáveis como forma de complementar as recolhas em ecopontos e de diminuir a quantidade de resíduos enviados para aterro”.

 

Os Serviços Municipalizados, que são uma entidade com certificação de qualidade desde 2007, tem vindo a somar prémios e distinções do género, sendo que agora atribuído nasceu para distinguir anualmente as entidades que ajudam a contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços de abastecimento público de água, saneamento de águas residuais e urbanas e gestão de resíduos sólidos urbanos.

 

Centro de Canoagem de Viana consignado

Câmara Municipal de Viana do Castelo consignou hoje a empreitada de execução do Centro de Canoagem, a situar na freguesia de Darque, pelo valor de 1.3 milhões de euros e com um prazo de execução de dez meses. No seu discurso, o Presidente da Câmara Municipal salientou os grandes investimentos do Centro de Mar, que inclui ainda os centros náuticos de remo e vela.

O novo equipamento hoje consignado, terá uma área de implantação de 1197 metros quadrados, distribuindo-se por três edifícios: um pelo qual se acede ao clube e que reúne a maior diversidade funcional (recepção/secretaria, balneários, posto médico, sala dos monitores e ginásio; sala polivalente, zona de exposição de troféus, sala da direcção e gabinete de trabalho/reuniões); um módulo para arrumo de embarcações desportivas; e um módulo para garagem, oficina, hangar de lazer e arrumos. O projecto integra ainda um conjunto de arranjos exteriores, com uma via de acesso, 26 lugares de estacionamento, relvado, e um percurso pedonal.

 

Na consignação da empreitada, na sede da Junta de Freguesia de Darque, José Maria Costa reafirmou a aposta de Viana do Castelo no mar, numa altura em que têm inicio a última de um conjunto de estruturas de apoio desportivo náutico criados no projecto Centro de Mar, que pretende apoiar clubes e actividades náuticas em Viana do Castelo.

 

O autarca referiu ainda que o Centro de Mar é um “projecto âncora não só da cidade mas também da Região Norte, potenciando a formação desportiva de muitas centenas de jovens nas práticas desportivas náuticas”, tendo exultado e valorizado ainda o “valioso” trabalho desenvolvido pelos clubes e associações desportivas náuticas.

 

José Maria Costa acredita estarem agora reunidas as condições para um melhor trabalho desportivo mas também para a atractividade do turismo náutico da cidade de Viana do Castelo a nível nacional e europeu, representando “um investimento global de mais de seis milhões de euros, comparticipados por fundos comunitários, do Município de Viana do Castelo no apoio ao desporto e à promoção dos desportos náuticos das camadas mais jovens”. Neste momento, e segundo anunciou o autarca, estão em curso projectos para eventos náuticos nacionais e europeus em Viana do Castelo para valorizar estas infra-estruturas, nomeadamente os Jogos Náuticos do Atlântico, a realizar no início do próximo ano.

 

Para finalizar, José Maria Costa ainda referiu o investimento que está a ser feito na freguesia de Darque com a construção de dois novos equipamentos náuticos – o Centro de Alto Rendimento de Surf e o Centro de Canoagem –, mas também no campo de jogos do Darquense; na renovação e ampliação do sistema de águas e saneamento em S. Brás e Urbanização de Santoínho; na beneficiação dos equipamentos educativos (EB23 Carteado Mena e antiga escola do primeiro ciclo); e no apoio do Município na construção de novos equipamentos sociais na freguesia.

 

Câmara Municipal assina protocolos de apoio social

 

A Câmara Municipal aprovou ontem, em reunião de executivo, um conjunto de protocolos com juntas de freguesia e com a AMA para apoio aos alunos do concelho. Em Alvarães, foi reforçado o apoio para o transporte dos alunos, em Vila Fria, para actividades extra-curriculares e, com a AMA, para transporte e de um técnico para acompanhamento das actividades após a componente lectiva.

 

Em causa está uma adenda ao protocolo com Alvarães para suprir a necessidade de transportar dezoito alunos para o novo centro escolar, mas também com a junta de freguesia de Vila Fria, com quem será assinado um protocolo para possibilitar que sejam disponibilizadas instalações adequadas para o prolongamento de horário escolar. Neste caso, a autarquia disponibiliza uma transferência de verba para o actual ano lectivo.

 

Com a AMA, o Município assina um protocolo de colaboração com o objectivo de apoio específico à unidade de Autismo do primeiro ciclo do ensino básico, na organização das Actividades Específicas de Natação Estruturada através da disponibilização de transporte e de um técnico para acompanhamento das actividades após a componente lectiva. Para tal, vai ser disponibilizado um técnico para o acompanhamento das actividades da componente curricular e transporte para a actividade de natação.

 

Câmara Municipal aprovou Plano de Acção para a Sustentabilidade Energética

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou por unanimidade, em reunião de câmara, o Plano de Acção para a Sustentabilidade Energética, que assenta nas directrizes do Pacto de Autarcas, assinado em Abril de 2011 no âmbito da CIM Alto Minho.

 

Este documento, que surge de um trabalho conjunto da Câmara Municipal e da Area Alto Minho – Agência Regional de Energia e Ambiente, visa dar orientações para que a autarquia alcance as metas do Pacto de Autarcas, uma iniciativa da Comissão Europeia que desafiou as autoridades locais a superar os objectivos definidos pela União Europeia e chegar ao ano 2020 ultrapassando a meta definida de mais de vinte por cento de eficiência energética, mais vinte por cento de energias renováveis e uma redução de vinte por cento nas emissões de gases com efeito de estufa.

 

O Pacto de Autarcas é uma iniciativa da Comissão Europeia para mitigação das alterações climáticas através da implementação de políticas locais de energia sustentável eficazes. Na prática consiste no compromisso de alcançar as metas traçadas para a União Europeia em matéria de redução das emissões de CO2 através da potenciação da eficiência energética e do crescente recurso a energias renováveis endógenas.

 

Em Viana do Castelo, o plano é um instrumento de fulcral importância para a melhoria do desempenho energético‐ambiental do território, reunindo e sistematizando um conjunto diversificado de medidas e ações cuja implementação acarretará, em 2020, uma redução das emissões de CO2 na ordem dos vinte por cento. Por se tratar de um plano para o território, engloba medidas que dependem exclusivamente da responsabilidade interna do Município e medidas em cuja implementação, apesar de contribuírem para os objetivos definidos, o Município não tem intervenção direta.

 

Em causa estão sectores como edifícios, equipamentos, transportes, planeamento e ordenamento do território, compras públicas de bens e serviços e trabalho com os cidadãos e actores locais mediante serviços de consultoria, apoio financeiro e concessões e sensibilização e criação de redes locais; e ensino e formação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

caminha

.
Júlia Paula Costa recebe uma comitiva do Rotary Club de Caminha e a Governadora do Distrito 1970.

Júlia Paula Costa, presidente do Município de Caminha, recebeu ontem, dia 25, na Câmara Municipal, uma comitiva do Rotary Club de Caminha e da Governadora do Distrito 1970. Esta visita realizou-se no âmbito das comemorações do 20º aniversário do Rotary Club de Caminha.

Júlia Paula recebeu a Governadora do Distrito 1970, Teresinha Fraga, o presidente do Rotary Club de Caminha, João Paulo Garrido, o presidente da Universidade Sénior de Caminha, José Avelino Pedra, o past presidente do Rotary Club de Caminha, José Covelo e o secretário do Conselho Diretor, António Inglês.

A autarca sublinhou o bom trabalho que o Rotary Club de Caminha tem desenvolvido no âmbito social em prol da comunidade caminhense e reiterou a disponibilidade do Município em continuar a ser parceiro do Rotary Club de Caminha de acordo com as suas possibilidades.

Recorda-se que os rotários de Caminha criaram a Universidade Sénior, um projeto em ascensão, e desenvolvem uma série de iniciativas tais como: os cabazes de natal que todos os anos são entregues aos mais necessitados, as bolsas de estudo, as várias campanhas e rastreios que executam, entre muitas outras atividades.

Júlia Paula deu as boas vindas à Governadora do Distrito 1970 e felicitou-a pelo papel que desenvolve e pelo fato de ter sido a primeira mulher a exercer o cargo.

É de salientar que o Rotary Club de Caminha foi admitido pelo Rotay Club Internacional no dia 2 de setembro de 1992 e foi no dia 25 de outubro do mesmo ano que lhe foi entregue a Carta Institucional, ou seja, há vinte anos.

 
Entrega de prémios do VI Concurso de Recolha da Tradição Oral Galego-Portuguesa decorre em Caminha.Entrega de prémios do VI Concurso de Recolha da Tradição Oral Galego-Portuguesa decorre em CaminhaEntrega de prémios do VI Concurso de Recolha da Tradição Oral Galego-Portuguesa decorre em Caminha

A entrega dos prémios do VI Concurso de Recolha da Tradição Oral Galego-Portuguesa subordinado ao tema "Ponte...a contar" decorreu hoje, dia 26, em Caminha. A cerimónia juntou mais de uma centena de jovens do norte de Portugal e da vizinha Galiza. O vice-presidente da Câmara anfitriã, Flamiano Martins, elogiou o trabalho desenvolvido pelas escolas participantes.

A principal mensagem difundida na cerimónia visa a inexistência de duas realidades diferentes, mas sim a existência de uma só realidade com um rio pelo meio. O trabalho conjunto e a manutenção das tradições galego-portuguesas servem para acabar com as únicas fronteiras que são as mentais. Um bom exemplo tem sido a cooperação entre a EB 2,3/S de Caminha e o Centro IES A Sangriña, de A Guarda, que já decorre há cerca de 10 anos. Fruto desse trabalho, as duas escolas foram umas das premiadas, arrecadando o 1º prémio na categoria Ensino Secundário Obrigatório/Ensino Secundário, com o projeto conjunto "A Ínsua".

Na cerimónia, o vereador com o pelouro da Educação e também vice-presidente da Câmara Municipal de Caminha, Flamiano Martins, sublinhou a importância do sentido de união entre os povos portugueses e galegos e enfatizou o bom trabalho desempenhado pela EB 2,3/S de Caminha, escola que tem vindo a arrecadar vários prémios e lugares de destaque pelos bons resultados.

O concurso promovido pela Associação Cultural e Pedagógica "Ponte...nas Ondas!" visa mostrar às novas gerações a existência de um rico e variado Património Cultural Comum, de forma a eternizar o Património Imaterial Galego-Português.

Para além da entrega de prémios, decorreram ainda atuações dos alunos portugueses e espanhóis que apresentaram danças tradicionais, dois marinheiros falaram da sua experiência de vida e, no final, todos os presentes puderam fazer uma visita guiada pelos principais monumentos da vila de Caminha.

 

 

Lista de premiados por categoria

 

Ensino Primário/Ensino Básico

1º Prémio: para o projeto apresentado pelo jardim de infância de Boavista-Aldreu, Agrupamento Vertical de Escolas de Fragoso, coordenado por Jorge Manuel da Fonseca Barbosa, e que tem por título "A Herança da Velhinha". Valoriza-se a identificação correta de um autêntico conto tradicional através dos seus transmissores, a aproximação educativa e lúdica aos valores que este transmite e o aproveitamento didático do conto, com o envolvimento ativo de toda a comunidade escolar.

2º Prémio: Ao projeto apresentado pela Escola Básica Integrada de Apúlia, coordenado por Maria Eiras Enes, e que tem os seguintes títulos: "A cidade e a aldeia", "A história do coelhinho branco", "Lenda da Fonte da Senhora" e "Manel Ceguinho". Valoriza-se a aproximação dos estudantes à tradição dos contos, da música e das lendas populares, a identificação dos portadores e transmissores desses relatos e a sua recriação no âmbito escolar.

Ensino Secundário Obrigatório / Ensino Secundário

1º Prémio: para o projeto conjunto apresentado pelos centros IES A Sangriña, da Guarda (Pontevedra), e EB2 3/S Caminha, coordenados, respectivamente, por Teresa Callis e Filomena Cruz, e que tem como título "A Ínsua". Valoriza-se o projecto de colaboração entre as duas escolas, a partir dum património físico e imaterial imediato e comum, e que, em consequência, propicia a descoberta, por parte dos estudantes de ambos os centros, da história e cultura próprias das duas margens duma fronteira exclusivamente administrativa.

2º Prémio: ao projeto apresentado pelo IES Aquis Querquernis, de Bande (Ourense), coordenado por Xoán Carlos Domínguez Alberte e que leva por título "São-te contos!". Valoriza-se o rigoroso cumprimento das bases do concurso, a qualidade e a quantidade de os textos compilados e, especialmente, por propiciar a presença dos portadores deste património imaterial no espaço escolar.

Accésit: De acordo com o estabelecido nas bases do Concurso, os membros do Jurado acordam conceder um accésit ao trabalho "Contos com história" apresentado pelo aluna Adela Conde Toyos, de 3º ano de ESO do IES Terra de Turonio, de Gondomar (Pontevedra), sob a coordenação de Begoña Fernández Lareo. Valoriza-se a iniciativa para identificação e compilação deste património literário oral (três contos e uma lenda) no âmbito familiar e privado, assim como o esforço individual para partilhar valores como a troca de saberes e de experiências entre pessoas de diferentes gerações.

Ensino Profissional

1º Prémio: para o projeto apresentado pela Escola Profissional Infante D. Henrique, do Porto, alunos do 2º e 3º ano Curso Profissional de Técnico de Restauração, coordenados por Joana Maria R. F. Varajão Gonçalves Andrade. Valoriza-se o estabelecimento de pontes de comunicação com os portadores dos saberes culturais tradicionais através de contos e lendas, em vários casos de temáticas ligada aos estudos profissionais dos alunos participantes, e a contextualização dos mesmos, nos âmbitos familiar e de vizinhança.

Bacharelato/Ensino Complementar

1º Prémio: ao projeto apresentado pelo IES Aquis Querquernis, de Bande (Ourense), coordenado por Xoán Carlos Domínguez Alberte, e que responde ao título "As memórias da Baixa Limia". Valoriza-se o interesse por promover o conhecimento dos usos tradicionais dos contos recompilados, e em geral por contextualizar a literatura popular tradicional, assim como por o respeito mostrado à língua dos transmissores nas transcrições da língua oral.

Universidade/Ensino Universitário

1º Prémio: para o projeto apresentado por Tamara Costas Caamaño, doutoranda na Faculdade Química da Universidade de Vigo, e Carlos Álvarez Gómez, Estudante de Enfermagem na Povisa-Universidade de Vigo, pelo trabalho apresentado sob o título "Contos de Cego". Valoriza-se a identificação, a gravação e compilação em diferentes lugares e datas, da documentação e transcrição de vários textos e músicas dos chamados "cantares de cego", histórias tradicionalmente divulgadas pelos cegos e cegas nas feiras e que constitui a fase inicial de um estudo complementar e profundo sobre este género ou subgénero das letras e músicas populares tradicionais.

 

Funcionários municipais estão a beneficiar a zona envolvente ao Polidesportivo de Argela.

O Município de Caminha está a intervir na freguesia de Argela. Os funcionários municipais estão a beneficiar toda a zona envolvente ao Polidesportivo da Freguesia, com o objetivo de a transformar num parque de merendas agradável.

Os funcionários estão a proceder à limpeza do local e a calcetar o caminho que se situa ente o parque de merendas e o cemitério. Já colocaram algumas mesas e arborizaram o espaço. O parque de merendas vai ser complementado com um parque infantil, que também está a ser reparado pelos funcionários.

É de salientar ainda que as mesas, cujas madeiras utilizadas foram reutilizadas, foram também construídas pelos funcionários autárquicos.

Dotar as freguesias do concelho de espaços públicos nobres é um dos objetivos deste executivo camarário. Muitos têm sido os trabalhos realizados pelos funcionários municipais em todas as freguesias do concelho, com vista a torná-las atrativas e a dotá-las das condições necessárias ao bem-estar dos seus residentes.

 

Nova aula das Piscinas Municipais é dedicada à camada sénior .

Há uma nova aula nas Piscinas Municipais - Vila Praia de Âncora. Chama-se Hidro 65+ e é especialmente programada a pensar no exercício físico necessário às pessoas com mais idade.

As turmas de Hidro 65+ vão abrir às segundas e sextas-feiras das 9h45 às 10h30. As inscrições devem ser feitas na receção das Piscinas Municipais - Vila Praia de Âncora.

Os maiores de 65 que tenham aderido ao Cartão Caminha 65+ têm direito a um desconto de 25% no valor da mensalidade. Relembramos que o cartão que dá direito a descontos em quase uma centena de estabelecimentos comerciais, bem como aos serviços municipais, pode ser adquirido, gratuitamente, na Câmara Municipal de Caminha ou no Gabinete de Apoio ao Munícipe de Vila Praia de Âncora.

 

Sessão de esclarecimento sobre o Programa de Desenvolvimento Rural atrai muitos jovens. .

A agricultura e os apoios que existem para investimentos agrícolas levaram muitos jovens à sessão de esclarecimento sobre o Programa de Desenvolvimento Rural (PRODER), que decorreu no sábado em Caminha. Flamiano Martins também defendeu a importância da agricultura para a economia local. A sessão contou ainda com o testemunho de dois jovens, candidatos ao PRODER.

A agricultura é uma área em expansão e que está a suscitar interesse sobretudo junto das camadas jovens. De facto, esta sessão encheu a sala, sobretudo de jovens oriundos de toda a região do Minho à procura de informações sobre o tipo de apoios disponíveis.

Flamiano Martins, vice-presidente do Município, abriu a sessão e salientou a importância dos jovens começarem a abraçar a agricultura. Também mencionou a importância desta área para o desenvolvimento turístico e económico da região.

O autarca realçou que a Câmara Municipal de Caminha está disponível para colaborar e lembrou que todas as quartas-feiras está na autarquia um engenheiro agrónomo que poderá facultar mais informações e esclarecer os interessados.

Apoio ao investimento na Agricultura e na Agroindústria (ação 1.1.1); investimentos de pequena dimensão (ação 1.1.2); incentivos à instalação de jovens agricultores (ação 1.1.3) foram os temas focados por Luísa Hipólito, da Direção Regional da Agricultura e Pescas do Norte. A iniciativa contou ainda com a apresentação de casos práticos de empreendedorismo no setor agrícola com o apoio PRODER. António Calvino apresentou o seu projeto de helicicultura (cultura de caracóis) e Orlando Oliveira de pequenos frutos (mirtilos).

Pensionistas do concelho de Caminha convivem em arraial minhoto.

Mais de 1300 pensionistas do concelho de Caminha participaram, no dia 19, no XVII Passeio/convívio promovido pela Câmara Municipal. A Eucaristia decorreu no Templo do Sagrado Coração de Jesus, em Santa Luzia, Viana do Castelo, e depois a festa decorreu numa quinta de arraial minhoto.

Júlia Paula Costa, presidente da Câmara Municipal de Caminha, deu as boas-vindas à comunidade pensionista e recordou que esta era uma promessa sua que, mais uma vez, cumpriu.

A autarca agradeceu à sua equipa: o vice-presidente Flamiano Martins e os vereadores Mário Patrício e Paulo Pereira, pelo profissionalismo, empenho e cooperação. Elogiou ainda o trabalho dos funcionários municipais, "dos quais se diz que pouco fazem, mas que na maioria são trabalhadores dedicados e esforçados". Júlia Paula Costa enfatizou o trabalho dos funcionários com trabalho externo, nas ruas, sob todas as condições climatéricas. A presidente da Câmara dirigiu ainda palavras de apreço a todas as instituições presentes e aos bombeiros voluntários de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

Júlia Paula Costa ressaltou ainda a criação do programa Caminha Solidária, no qual a Câmara Municipal vai disponibilizar um fundo de apoio às famílias no valor de 30 mil euros para apoiar as famílias caminhenses que mesmo com apoios da Segurança Social e de outras instituições não conseguem suportar as suas despesas e estão em situações de carência.

No mesmo dia, os presentes puderam inscrever-se no Cartão Caminha 65+, o cartão que dá direito a descontos em quase uma centena de estabelecimentos comerciais do concelho. A carrinha do CaminhAjuda também marcou presença no exterior da Quinta, de forma a lembrar os participantes no Passeio que o novo programa está a arrancar. É neste meio de transporte que os funcionários municipais se vão deslocar para efetuar as reparações domiciliárias.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONTADOR

Contador Gratis

Favoritos

Links

.

  • .

.

  • .

.

  • .
  • .

.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

on line


contador de visitas