Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





caminha

por afifenoticias, em 06.10.12
Grande Trail da Serra d'Arga decorre nos dias 6 e 7 de outubro.Grande Trail da Serra d'Arga decorre nos dias 6 e 7 de outubro

O Grande Trail da Serra d'Arga vai decorrer nos dias 6 e 7 de outubro. As inscrições estão fechadas para as competições de domingo e a população está toda convidada a assistir às provas e a aplaudir os atletas.

As provas principais do grande evento desportivo que coloca a Serra d'Arga em destaque decorrem no domingo, dia 7. As partidas são às 8h e às 10h em Dem. Depois, segunda as expetativas da organização, os participantes devem começar a passar em Arga de S. João às 10h30, no Mosteiro de S. João d'Arga às 11h e em Arga de Cima às 11h30. A partir das 12h, os mais rápidos devem romper a meta, que se encontra em Dem, junto à Igreja.

O público é bem vindo a aplaudir e dar ânimo aos atletas, bem como a visitar a Serra d'Arga.

Dado o sucesso da primeira edição, este ano o Grande Trail da Serra d'Arga faz parte das provas qualificativas da The North Face® Ultra-Trail du Mont-Blanc® e conta também com convidados especiais tais como António Nascimento, Humberto Faria e o atleta italiano Marco Olmo.

O Grande Trail da Serra D´Arga é organizado pelo atleta Carlos Sá com a colaboração da Câmara Municipal de Caminha, Viana do Castelo e Ponte de Lima, Juntas de freguesia de Dem, São Lourenço da Montaria, Estorãos, Arga de cima e Arga de Baixo e o clube Desnível Positivo.

 

O I Trail Jovem é uma novidade do evento desportivo

Com a intenção de trazer o público mais jovem para a modalidade de trail e já que o concelho possui ótimas condições para a prática desta modalidade desportiva, este ano o Grande Trail da Serra d'Arga abriu a competição aos mais novos com o I Trail Jovem

 

Município lança novo programa de emergência social para apoio a famílias carenciadas.Município lança novo programa de emergência social para apoio a famílias carenciadas

Foi aprovada ontem, dia 3, em reunião de Câmara, a disponibilização de um fundo de 30 mil euros para um programa de apoio para famílias carenciadas do concelho. Foram também aprovados cerca de 21 mil euros a atribuir a associações e instituições.

O Município de Caminha, através da execução de programas e projetos de ação social, tem procurado promover medidas que potenciem o combate à pobreza e à exclusão social, de forma a contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos seus munícipes e, em especial, dos grupos sociais economicamente mais vulneráveis. Foi nesta perspetiva de apoio social que desenvolveu projetos como o CaminhAmiga, um novo programa social de reparações domésticas ao domicílio; o Cartão Caminha 65+; o Desporto Sénior; a oferta de manuais escolares; entre muitas outras formas de apoio à população caminhense. Na reunião de Câmara de ontem, foi aprovada mais uma forma de auxílio. Trata-se de um fundo de apoio às famílias carenciadas e "servirá para apoiar as famílias caminhenses que mesmo com apoios da Segurança Social e de outras instituições, não conseguem suportar as suas despesas e estão em situações muito delicadas", explicou Flamiano Martins. "A Câmara está atenta a estas dificuldades", acrescentou o vice-presidente. Depois de elaborado o Regulamento que vai pautar o novo programa de apoio, este deverá ser posto em prática de imediato. Este programa terá uma dotação total de 30 mil euros.

Na reunião camarária, foram também aprovados 20.974,07 euros para atribuição de subsídios a instituições e associações do concelho para apoio nas atividades previstas nos planos de atividades apresentados, tal como o indicado pelo Regulamento de Apoio às Associações Culturais e Recreativas do Município de Caminha. Foram beneficiadas a Academia de Música Fernandes Fão, a Associação Moledense de Instrução e Recreio, a Gondarense Associação Recreativa Cultural Estudantil Agrícola - GARCEA, o Grupo de Danças e Cantares Genuínos da Serra D'Arga, o Centro de Instrução e Recreio Vilarmourense, o Grupo Motard de Vilar de Mouros, o Orfeão de Vila Praia de Âncora, o Rancho Folclórico de Dem e a Sociedade Músical Banda Lanhelense.

Foi igualmente aprovado um subsídio à Junta de Freguesia de Gondar, no valor de 4 mil euros + IVA, para apoio nas obras de construção de muro de suporte no Caminho das Margidas (Lugar de Casal). Este valor acresce aos cerca de 528 mil euros já aprovados durante o ano de 2012 para o auxílio da gestão das vinte freguesias do concelho.

De acordo com o deliberado na mesma reunião, está aberto o concurso para o arrendamento de uma loja exterior do Mercado Municipal de Vila Praia de Âncora. Os interessados devem candidatar-se até às 16 horas do dia 15 de outubro.

Para além disto, ressalta-se ainda que, dadas as dificuldades crescentes da população, os preços de entrada no Núcleo Museológico do Centro Histórico de Caminha - Torre do Relógio vão ser reduzidos. Os novos tarifários são os seguintes: Infantil (0 a 5 anos) = Gratuito; Juvenil (6 a 11 anos) = 0,50 euros; Normal (≥ 12 anos) = 1 euro; portadores de Cartão Jovem = 0.50 euros (50% desconto); e portadores do Cartão Municipal do Idoso = 0.75 euros (25% desconto face ao valor do bilhete Norma.

 

Reorganização administrativa: Executivo caminhense aprova parecer que respeita decisão das freguesias.Reorganização administrativa: Executivo caminhense aprova parecer que respeita decisão das freguesias

O município de Caminha entende que a fusão ou agregação de freguesias deve fazer-se na base exclusiva da iniciativa dos órgãos autárquicos e das populações respetivas, por isso, aprovou ontem, dia 3, em reunião de Câmara, um parecer nesse sentido, para que a autonomia das juntas de freguesia seja verdadeiramente respeitada.

Desta forma, o Município de Caminha entende que não deve ser a Câmara a indicar a fusão ou agregação de freguesias, por considerar que essa decisão deve partir das Juntas de Freguesias em representação das respetivas populações. Esta posição tem por base a Constituição da República e a Carta Europeia da Autonomia Local que preconizam que quaisquer medidas, políticas ou legislativas, que não respeitem a autonomia e a dignidade dos Municípios e das Freguesias ou que visem colocá-los numa posição de dependência administrativa e financeira face ao restante Estado, constituem violações às mesmas.

No parecer aprovado em reunião camarária sublinha-se ainda que "a autonomia local propiciou uma evolução acelerada das condições de vida dos portugueses (...) tendo aproximado o poder das populações, bem como descentralizado e democratizado o investimento público", tendo sido também "um instrumento fundamental para o desenvolvimento e elevação das condições de vida das populações, para a qualificação do território e para a promoção da coesão social, económica e cultural."

Este parecer aprovado em reunião de Câmara deverá agora ser submetido à aceitação da Assembleia Municipal. Até lá, as Juntas de Freguesia deverão pronunciar-se sobre a referida reforma.

 

 

Assembleia Municipal de Caminha quer equidade no financiamento dos municípios.Assembleia Municipal de Caminha quer equidade no financiamento dos municípios

A Assembleia Municipal de Caminha aprovou, por unanimidade, na passada sexta-feira, uma moção contra a atual Lei das Finanças Locais, que prejudica fortemente o concelho de Caminha. Na Assembleia foi igualmente aprovada outra moção contra o fim das isenções na ex-SCUT A28.

Tendo em conta que a atual Lei das Finanças Locais, em vigor desde 2007, penaliza gravemente o concelho de Caminha e que a referida Lei será revista no último trimestre do corrente ano, a moção aprovada propõe que sejam revistas as formas de financiamento tendo em conta a especificidade da região, de forma a não acentuar as assimetrias entre os municípios da mesma região.

É de salientar que o valor transferido para os Municípios resulta do somatório do FEF (Fundo de Equilíbrio Financeiro), do FSM (Fundo Social Municipal) e dos 5% arrecadados sobre o IRS (Imposto sobre os Rendimentos Singulares).

Assim, a fórmula de financiamento em vigor na Lei de Finanças Locais acarreta algumas situações difíceis de compreender para o Município de Caminha. De facto, Caminha é mais populoso que os concelhos de Melgaço, de Paredes de Coura e de Vila Nova de Cerveira, para além de ter duas vilas. No entanto, o município de Caminha é o que recebe menos de FEF e, em alguns casos, menos transferências gerais do Estado. O Município de Caminha tem 16.630 habitantes e 20 freguesias e recebe de FEF 5.345.709 euros e de transferências globais 6.055.385 euros. O Município de Vila Nova de Cerveira tem 9.297 habitantes e 15 freguesias e recebe de FEF 5.523.362 euros e de transferências globais 5.825.173 euros. O Município de Melgaço tem 9.187 habitantes e 18 freguesias e recebe de FEF 5.860.012 euros e de transferências globais 6.099.222 euros. E o Município de Paredes de Coura tem 9.251 habitantes e 21 freguesias e recebe de FEF 5.972.817 euros e de transferências globais 6.154.658 euros.

Se se fizer o exercício de dividir a receita do FEF por habitante verifica-se que: Caminha recebe 321,45 euros por habitante; Vila Nova de Cerveira 594,10 euros por habitante; Melgaço 637,85 euros por habitante e Paredes de Coura 645,64 euros por habitante. Mais, de considerar a receita total das transferências do estado (FEF, FSM e IRS), regista-se que: Caminha recebe 364,12 euros por habitante; Vila Nova de Cerveira 626,56 euros por habitante; Melgaço 663,90 euros por habitante e Paredes de Coura 665,30 euros por habitante.  

Assim, a Assembleia Municipal de Caminha vai remeter esta moção para o Presidente da República, o Primeiro-ministro e para todas as forças políticas representadas na Assembleia da República, para que a próxima Lei das Finanças Locais tenha em conta a especificidade da região do Minho e a particularidade de cada Município.

A Assembleia Municipal aprovou também uma moção sobre as isenções nas ex-SCUT de modo a alertar para as consequências negativas do fim dessas isenções e a solicitar que sejam encontradas medidas compensatórias alternativas que minimizem o impacto na região. Esta moção será enviada para o Primeiro - Ministro, Ministro da economia e Ministro das obras Públicas.

A Assembleia Municipal ainda aprovou a fixação das taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI), cujo se valor se mantém igual ao de 2011 e abaixo dos máximos permitidos por lei. Também foi aprovado o lançamento da derrama em 1,5% a incidir sobre o lucro tributável e não isento de imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas. Ainda votou favoravelmente a redução do valor da taxa de ocupação do espaço público para as esplanadas, com vista a favorecer a economia local. Por último, a Assembleia aprovou a adesão ao Programa de Apoio à Economia Local (PAEL) que vai ser utilizado para regularizar os pagamentos em atraso às Águas do Noroeste e não acarreta nenhuma penalização para os munícipes.

 

Exposição de Manuel Lima disponível até ao dia 27 na Galeria Guntilanis.Exposição de Manuel Lima disponível até ao dia 27 na Galeria Guntilanis
 exposição é de Manuel Lima e chama-se "Atirem-lhe com flores e outras coisas". Pode ser visitada até ao dia 27 na Galeria Guntilanis, em Vila Praia de Âncora.

O autor é descrito, nas palavras de Paulo Lima Martins, como um pintor que trabalha em contexto temático, posicionando a sua intervenção sobre o impacto de forças antagónicas, por isso, ilustra a violência que deriva do tema com a expressividade poética que o carateriza. Manuel Lima é ainda referido como um pintor detentor de várias linguagens curriculares que revisita na exposição "Atirem-lhe com flores e outras coisas" um figurativismo poético com tonalidades cromáticas que o definem. 

A Galeria Guntilanis, em Vila Praia de Âncora, está aberta à segunda-feira das 14h30 às 18h30, de terça a sexta-feira das 10h às 12h30 e das 14h às 18h30 e ao sábado das 15h às 18h.

 

Feira Mensal anima Caminha no próximo domingo.Feira Mensal anima Caminha no próximo domingo

Domingo, dia 7 de outubro, vai decorrer mais uma Feira Mensal em Caminha. Impulsionar o comércio local e atrair cada vez mais visitantes ao concelho são os objetivos da realização da feira de domingo, nomeadamente na época baixa.

Para além da feira, os visitantes podem ainda aproveitar para visitar as novidades existentes no comércio local e o Mercado Municipal, que também estão abertos no primeiro domingo de cada mês. Outra das possibilidades é a visita ao novo Posto de Turismo de Caminha e ao Núcleo Museológico do Centro Histórico de Caminha - Torre do Relógio.

Quanto à feira mensal, é conhecida pela variedade e qualidade de artigos que expõe. Desde roupa e calçado a tecidos e artigos para o lar, desde produtos hortícolas a charcutaria, entre muitos outros produtos, a oferta é grande e tentadora.

A decorrer desde fevereiro, a feira mensal foi criada com o objetivo de potenciar a economia e o turismo local, nomeadamente durante a época baixa. Assim, a feira vai prolongar-se, pelo menos, até ao final do ano, contribuindo para a diversificação da oferta turística no concelho.

 

 

 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D



Favoritos