Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

ROMEIRO DE AFIFE MANTEVE A TRADIÇÃO DO S. JOÃO DE ARGA.

DSC06558.JPG

Ao longo de décadas que a freguesia de Afife mantem a tradição de a 28 de agosto rumar à festa do Alto da serra em romeiro para estar presente nos dias grandes do S. João de Arga. Em tempos as gentes da freguesia deslocavam-se   com o objetivo de cumprir promessas e participar na noute das concertinas e danças populares e depois faziam o regresso de novo a pé. Nos dias de hoje não é tanto assim, porque só raramente se vão cumprir promessas e as pessoas já não regressam a pé. No entanto Afife mantem a tradição e o romeiro parte sempre as 5 da madrugada do dia 28 de Agosto do Largo do Casino, para percorrer os trilhos antigos, que demoram sempre entre seis a sete goras a percorrer, com as obrigatórias paragens para o reabastecimento. Este ano foram 20 os que iniciaram a marcha no largo do Casino e esta é uma tradição que não precisa de ser divulgada, porque as pessoas já sabem que com muitos ou poucos, há sempre uma partida as 5 da madrugada do dia 28 de agosto, para aqueles que queiram incorporar o romeiro da freguesia. Este ano assim voltou a acontecer e nem sequer se registaram atrasos, porque na hora marcada já todos estavam prontos para enfrentar a caminhada de mais de 20 quilómetros. Ainda com noite a viagem iniciou-se a partir do largo do Casino, pelo caminho de Paranhos, passou-se pelo carreirinho do Atalho em direção ao Cruzeiro do Vale, aqui entrou-se na freguesia de Ancora e a primeira paragem, aconteceu já na freguesia de Soutelo, sendo esta de curta duração, pois de seguida atravessou-se o rio Ancora pela ponte pedonal e entrou-se no concelho de Caminha, onde se percorreu um espaço em estrada alcatroada, precisamente a que liga Soutelo a Ponte Saim.

DSC06560.JPG

A primeira paragem aconteceu na freguesia de Gondar, onde é habitual o romeiro parar para tomar café e retemperar da viagem, pois até aqui há teriam sido percorridos uns 10 quilómetros. De novo a caminho, para uma nova paragem um pouco mais à frente em outro estabelecimento, só que aqui há foi para a sande de presunto e o vinho branco, pois dizem que é da praxe. Esta foi uma paragem mais prolongada que a anterior, que depois de retemperadas as forças era tempo de caminhar na parte mais íngreme do percurso, pois pela frente estava uma longa e acentuada subida até à freguesia de Dem e por aqui há se fazia sentir o calor, até porque o sol há ia alto. A ultima das paragens acontece já num café da freguesia de Dem e aqui juntou-se ao grupo Camilo Ramos, que este ano não fez o percurso completo, sendo este o mais antigo nestas caminhadas, pois há muitos anos que participa no romeiro e foi quem conseguiu um quartel, para o romeiro de Afife passar a noite depois de muitos anos a esperar uma vaga. A caminhada a partir daqui foi por caminhos de montanha, por onde nos cruzamos com alguns ciclistas que faziam o percurso para o S. João de Arga. Em relação ao ano passado, notou-se a seca, pois o ano passado passou-se por algumas linhas de agua, que este ano estavam secas. Findo este caminho por zona florestal, chegamos à estrada, onde nos cruzamos por muita gente que de bicicleta, ou automóvel se dirigiam ao alto da serra. Chegou-se por volta das 11 e meia, a maior parte do grupo deu as três voltas à Capela, como manda a tradição, deu-se a esmola branca ao Santo e a negra ao diabo e foi conhecer-se o quartel destinado aqueles que passaram a noite de 28 para 29, o quartel calhou o mesmo do ano passado, na ala sul, embora o do romeiro de Afife fosse sempre na ala norte.

DSC06683.JPG

Depois foi altura para ver e ouvir as concertinas, assistir à Procissão, onde o Domingos de Afife, transporta sempre o palio e à noite, foram as bandas em despique e os cantares e toques das concertinas, onde o Lopes de Areosa, como sempre esteve presente, assim como o Daniel um jovem de Afife que já dá cartas na concertina e fartou-se demostrar os seus dotes com este instrumento. Este ano a comissão teve uma brilhante ideia, em retirar os restaurantes do recinto da Capela, o que permitiu uma melhor circulação de pessoas naquela área, também se notou que houve uma menor afluência de pessoas, certamente devido a este ano ter calhado o dia 28, um domingo, fim de ferias para muitos. Há ainda a registar, que são vários os Afifenses que passam uma serie de dias que antecedem a romaria, acampados, para estar em ciam desta romaria e não esquecem a animação com as suas concertinas. Para o romeiro de Afife e segundo a tradição, este em primeiro lugar tinha como objetivo, cumprir promessas e depois participar na festa, no entanto para outros romeiros, o objetivo era ir dançar e cantar no terreiro e por tal, só faziam a sua entrada depois do por do sol e depois de terminadas as celebrações religiosas, como ainda se regista com os romeiros de Caminha e de Dem. No caso do Romeiro de Afife, este ano a participação foi maior que o ano passado, embora não tivessem participado muitos que o fizeram o ano passado, mas apareceram outros, que nem sequer eram estreantes.

DSC06566.JPG

DSC06569.JPG

 

DSC06573.JPG

DSC06579.JPG

DSC06586.JPG

DSC06592.JPG

DSC06595.JPG

DSC06598.JPG

DSC06607.JPG

DSC06611.JPG

DSC06614.JPG

DSC06630.JPG

DSC06632.JPG

DSC06637.JPG

DSC06650.JPG

DSC06658.JPG

DSC06659.JPG

DSC06664.JPG

DSC06668.JPG

 

DSC06710.JPG

 O Lopes  de Areosa com a sua concertina.

DSC06729.JPG

DSC06733.JPG

 O Manuel Domingos  a transportas o Palio.

DSC06737.JPG

DSC06749.JPG

DSC06774.JPG

DSC06781.JPG

Os tocadores de concertinas de Afife, o Quim e o Jorge Cacheno.

DSC06788.JPG

O Lopes de Areosa no Romeiro de Caminha.

DSC06769.JPG

O Daniel; que  foi muito aplaudido e foi o mais jovem entre os tocadores presentes:

DSC06820.JPG

DSC06791.JPG

 

Pág. 28/28

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub