Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

...

AFIFE  DIGIT@L             

Jornal on-line de Afife  editado aos sábados. contacto --    afifenoticias@sapo.pt

NECROLOGIA ROTEIRO AFIFE NOTICIAS REGIONAIS CARTAZ CULTURAL
RADIO AFIFENSE JUNTA DE FREGUESIA   

--------------------------------------------------------------

Já foram aprovados os investimentos a realizar nas áreas das praias da Arda e Ínsua e as obras devem ser iniciadas nos proximos dias

DSC07283.JPG

 

 
 

DSC08563.JPG

As antigas casas das vigias das passagens de nível, começam a ficar ao abandono, depois da sua desocupação, depois de estarem entregues a associações.

 Junta de freguesia quer requalificar o Adro da Igreja Paroquial, que se encontra em relva.

DSC08565.JPG

 

 

9192648_sWUUg.jpg

 Cada vez, há mais passadiços quebrados, que se ornam perigosos para quem ali circula e nesta altura do ano, não tem sido feitas manutenções, para recuperar as partes que se desprenderam.

 É pretensão da junta de freguesia de Afife, proceder à aquisição de uma parcela de terreno nas traseiras da Casa Mortuária.

DSC08556.JPG

 

 

18068021_QsrI2.jpg

 Estão  previstas demolições que podem ser a breve prazo, na área da praia do Caracol em Afife e que estão incluídas no projeto da Polis do Litoral Norte

 Junta de freguesia procede a limpezas na freguesia e também  está a aparar as árvores dos jardins e espaços públicos da freguesia.

DSC08435.JPG

 

 

logo_ada22.jpg

 Andebol, os campeonato caminham para a sua fase derradeira e o Afifense ainda  sonha com a passagem à fase de subida à primeira divisão

 CÂMARA DE CAMINHA, CONSEGUIU GARANTIR APOIO DE 1,5 MILHÕES DE EUROS PARA REABILITAÇÃO URBANA EM CAMINHA E VILA PRAIA DE ÂNCORA.

reuniao_descentralizada_VPA_2017_2.jpg

 

 

abelo_1366.jpg

 A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, apresentou a Estratégia para o Aumento da Competitividade do Porto de Viana do Castelo

 O executivo municipal de Viana do Castelo, aprovou, na última reunião de câmara, o apoio às juntas de freguesia para melhoramento, requalificação de espaços públicos e aquisição de inertes.

sem nome.png

 

 -

workshop_responsabilidades_partilhadas_para_a_incl

EM CAMINHA O AUTARCA, MIGUEL ALVES REALÇA PAPEL DAS INSTITUIÇÕES E EMPRESAS NA DESCIDA DO NÚMERO DE DESEMPREGADOS NO CONCELHO

CÂMARA DE CAMINHA,. CONSEGUIU GARANTIR APOIO DE 1,5 MILHÕES DE EUROS

CÂMARA DE CAMINHA,. CONSEGUIU GARANTIR APOIO DE 1,5 MILHÕES DE EUROS PARA REABILITAÇÃO URBANA EM CAMINHA E VILA PRAIA DE ÂNCORA.

reuniao_descentralizada_VPA_2017_2.jpg

A candidatura apresentada pela Câmara Municipal para reabilitação urbana do Centro Histórico de Caminha e da zona da Sandia, em Vila Praia de Âncora, foi aprovada, estando assegurado um apoio comunitário de 1,5 milhões de euros. A boa notícia foi transmitida ontem à população, durante a reunião descentralizada do Executivo, que se realizou no Salão Nobre do Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. 
As inundações constantes das habitações e logradouros nas zonas da Sandia e Vista Alegre, em tempo de chuva, foram ontem um dos assuntos mais focados na reunião. Três dos primeiros intervenientes referiram-se precisamente a este problema, muito antigo e agravado na altura da construção da A28. O vice-presidente Guilherme Lagido, explicou que essa situação o impressionou bastante há cerca de quatro anos, quando percorreu mais demoradamente o território ainda como candidato, verificando, ao chegar à Câmara, que não existia qualquer projeto para responder a esse problema, “angustiante”, como o classificaria a seguir Miguel Alves.
Com um quadro comunitário já fechado, em que o Governo que o negociou, entendeu não ser prioritária a reabilitação urbana, havia contudo uma exceção, que este Executivo agarrou de imediato, mas que apenas contemplava perímetros urbanos  com  carências  devidamente fundamentadas e de intervenção perfeitamente clarificada.
O Executivo fez aprovar, no final de 2014, a delimitação de duas áreas de reabilitação urbana: do Centro Histórico de Caminha e da Sandia, em Vila Praia de Âncora, elaborando a respetiva candidatura, agora contemplada com 1,5 milhões de euros, dos quais 800 mil serão para a zona da Sandia e Vista Alegre, contemplando uma população da zona alta da freguesia, maioritariamente envelhecida, e que até agora não tinha conseguido fazer ouvir a sua voz junto da Câmara Municipal.
Os problemas da parte alta da freguesia de Vila Praia de Âncora não ficam por aqui, tendo o Executivo sido igualmente questionado sobre a zona do Caminho da Rocha, também fustigada pelas águas pluviais. Guilherme Lagido informou que a Câmara está a preparar a resposta também para esta situação, estando o projeto já elaborado. A intervenção não será imediata, conforme esclareceu o presidente, sobretudo por razões financeiras, uma vez que a obra necessária é bastante onerosa.
Outras obras, o Dólmen da Barrosa, o PDM, o abrigo dos animais e a toponímia, entre outros, constaram também do debate. Sobre a conclusão e/ou início das intervenções de maior envergadura, o presidente da Câmara informou que a primeira fase da intervenção no Dólmen da Barrosa, no âmbito do Orçamento Participativo, deverá ficar concluída até final de março, altura para a qual se aguarda o visto do Tribunal de Contas, para que a Câmara possa avançar com a obra do Nó da Erva Verde, um investimento de cerca de 600 mil euros. Antes do verão deverá também estar pronto o novo troço da Ecovia, entre a Capela de Santo Isidoro e a zona norte das Camboas.
O abrigo dos animais foi abordado pela presidente da Associação Selva dos Animais Domésticos, que apelou a uma consciência maior das pessoas em relação à forma como tratam os animais, por forma a diminuir os problemas de abandono, designadamente cumprindo a lei que obriga, desde 2008, a colocar chip nos cães, assim como a proceder ao seu registo. Falou também da importância da esterilização de cães e gatos. O presidente informou depois sobre o processo de contratação do veterinário municipal e elogiou a associação, afirmando que honra o concelho de Caminha. 
Logo no início da reunião, o presidente da Junta de Freguesia, Carlos Castro, elogiou estas reuniões descentralizadas e felicitou a Associação de Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora pelo centenário e pela obra executada no Cineteatro, dando ao mesmo tempo os parabéns à Câmara Municipal pelo protocolo realizado com aquela associação.
O responsável elencou também alguns problemas, como foi o caso, entre outros, dos decorrentes da falta de drenagem de águas pluviais em várias zonas da freguesia e as questões decorrentes da construção da A28, não acautelados na altura; as ruas pavimentadas em calçada à portuguesa, e reivindicando maior cuidado com áreas como a Praça da República e a Avenida Ramos Pereira.     
Miguel Alves, a finalizar, congratulou-se por, sendo esta a terceira reunião descentralizada em Vila Praia de Âncora, se verificar que os problemas mais repetidos nos encontros anteriores já não se colocam, porque estão resolvidos ou em vias de resolução. Referiu-se, entre outros, à Bandeira Azul, Dólmen da Barrosa, Nó da Erva Verde, ação das intempéries e riscos para a manutenção da praia e Travessa do Teatro.  

Ministra do Mar anunciou investimentos de 36 milhões de euros em Viana do Castelo

Ministra do Mar anunciou investimentos de 36 milhões de euros em Viana do Castelo.

abelo_1366.jpg

A Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, apresentou a Estratégia para o Aumento da Competitividade do Porto de Viana do Castelo que visa aumentar a competitividade dos porto e que prevê um investimento de 36 milhões a realizar nos próximos dois anos para aprofundar o canal de navegação e melhorar os acessos rodoviários ao porto de mar.

O investimento de aprofundamento do canal de acesso e anteporto e nova doca seca para receber navios de maior dimensão e potenciar a criação de um cluster competitivo na indústria naval portuguesa, aumentando a competitividade do porto, é uma das empreitadas.

Neste investimento de aprofundamento do anteporto e canal de navegação, os impactes esperados são um aumento do Valor Acrescentado Bruto de mais noventa milhões de euros, o aumento de emprego com 400 novos postos de trabalho, o incremento da atividade anual do estaleiro, a atração de investimento privado a atingir os 11 milhões de euros com a nova doca seca e a melhoria das condições de acesso ao Cais do Bugio.

Já para a melhoria dos acessos rodoviários, está previsto um investimento público de 9.5 milhões de euros para melhorar a acessibilidade rodoviária ao porto comercial de Viana, reforçando a sua competitividade e alargando o interland. Trata-se uma ligação de 8.8 quilómetros do porto à A28, com duas faixas de rodagem de 3.5 metros de largura, o aproveitamento da EN13/3 e a construção de dois troços de ligação da EN13/3 à A28 e à EN13-5/Porto Comercial.
Aqui, os impactes esperados são a atração de novas atividades económicas para a área de influência do porto, a redução dos custos operacionais (tempos de ligação rodoviária do porto aos principais polos geradores/atractores), a redução do ruído e emissão de poluentes, o aumento da segurança de circulação e a diminuição da sinistralidade rodoviária e um contributo claro para o descongestionamento da circulação rodoviária.

Para a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, estes investimentos vão trazer melhores acessibilidades marítimas ao porto, melhorar a ligação rodoviária ao porto comercial e o incremento da atividade económica e maior eficiência.
Na sessão, o Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, diz que o dia marcou o início de obras fundamentais e antigas reivindicações da autarquia, razão pela qual classificou o dia de histórico para Viana do Castelo.

VÃO SER INVESTIDOS, MAIS DE 800 MILEUROS NA PRAIA DA ARDA E 330 MIL NA DA ÍNSUA

VÃO SER INVESTIDOS, MAIS DE 800 MILEUROS NA PRAIA DA ARDA E 330 MIL NA DA ÍNSUA    

DSC08731.JPG

As obras devem ser iniciadas nos proximos dias, segundo informação oficial avançada esta semana, tanto na Ínsua, como na Arda.

No município de Viana do Castelo vai contar com investimentos de peso para obras inseridas no Polis do Litoral, onde estão previstas 11 intervenções na Proteção e Reabilitação do Sistema Costeiro. Em Afife, são duas as obras que vão acontecer a curto prazo e tem a ver com a Praia da Ínsua, onde a sua requalificação e proteção, vai ter um investimento de 330 mil euros, enquanto que a Proteção e Reabilitação do Sistema Costeiro na praia Arda, vai ter um investimento de 815 mil euros. No entanto tudo aponta para que em plena época balnear, estas praias possam ter obras a decorrer, muito embora se aponte a sua conclusão, para antes do inicio da época balnear. Já na praia Norte em Viana onde já decorrem as obras, que se prevê que estejam concluídas em junho, tem um investimento de 2,15 milhões de euros. Mas a Proteção e Reabilitação do Sistema Costeiro, não se fica por aqui, porque tambem vão ser investidos 1,58 milhões de euros nas Praias da Amorosa e 1,28 milhões nas Praias a Sul e Pedra Alta serão um investimento de 1,28 milhões. A criação de um Corredor Ecológico em Carreço e Afife será um investimento de 256 mil euros e as infraestruturas para valorização e visitação de áreas classificadas no concelho de Viana, com a construção de um troço de 1.300 metros na futura Ecovia do Litoral Norte, vai custar 332 mil euros. Há ainda a destacar as infraestruturas que vão valorizar a margem direita do rio Neiva, com um custo de 335 mil euros, e a ponte pedonal e ciclável no estuário do Rio Neiva, com 350 mil euros previstos

 

DSC07301.JPG

Parque da Ínsua, area que vai ser alvo de intervenção 

JUNTA, PRETENDE INTERVIR NA AREA DO ADRO DA IGREJA.

JUNTA, PRETENDE INTERVIR NA AREA DO ADRO DA IGREJA.

DSC08573.JPG

A junta de freguesia tem em mente um projeto que visa intervir no espaço térreo do Adro da Igreja de maneira a dignificar aquele espaço, que em tempos de chuva, transforma aquela área em pequenos lençois de agua. Para tal a autarquia já contactou um Afifense, para elaborar um projeto que vise a recuperação do espaço. Carlos Bandeira, um Afifense que tem colaborado em vários trabalhos executados pela autarquia na freguesia, como o mais recente a recuperação do Largo da Oliveira e o mais antigo a recuperação da Fonte Pedrinha e sua área. De referir que no concelho de Viana, a maioria das áreas envolventes as Igrejas tem vindo a ter intervenções de recuperação, em Afife, nunca aconteceu uma intervenção de fundo e certamente se justificará, por a Igreja de Afife ser passagem única e não ser um acesso direto a outros locais e por outro lado e ao contrario do que acontece em muitas freguesia, não há qualquer festa religiosa que aconteça na Igreja. É que muitas vezes estes trabalhos são comparticipados com as verbas sobrantes de festas. No entanto, será bom que no projeto que venha a avançar, sejam mantidos alguns pormenores do local, como a sepultura, a única que resta visível neste Adro, na sua parte norte.

DSC08565.JPG

 

JUNTA, QUER ADQUIRIR TERRENO, NAS TRASEIRAS DA CASA MORTUARIA.

JUNTA, QUER ADQUIRIR TERRENO, NAS TRASEIRAS DA CASA MORTUÁRIA.

DSC08556.JPG

É pretensão da junta de freguesia de Afife, adquirir o terreno que se encontra nas traseiras da Casa Mortuária, trata-se de uma parcela que vai das traseiras do edifício do Casino, até ao parque do cemitério. Os proprietários encontram-se no Brasil, mas a autarquia já encetou contactos nesse sentido. Este e outros terrenos naquele área, como parte do espaço onde foi construído o pavilhão desportivo, pertencem à família de Reimão Malheiro de Viana do Castelo, uma vez que este era proprietário de vários terrenos em vários locais da freguesia. Para a autarquia, com a aquisição deste terreno, pode avançar um projeto de recuperação daquele espaço e pode ser feita uma ligação, entre a Casa Mortuária e o parque do cemitério. De referir que ainda existe uma troca de terreno por realizar na freguesia, que tem a ver com a construção do pavilhão desportivo, pois a área igual à ocupada com esta construção terá que ser dada  para regularizar esta troca e será um espaço publico da freguesia.

CASAS DAS VIGIAS, FICAM SEM OCUPAÇÃO

CASAS DAS VIGIAS, FICAM SEM OCUPAÇÃO E CERTAMENTE AO ABANDONO.

DSC08559.JPG

Em Afife as antigas casas das vigias das passagens de nível da Cabriteira e S. Roque, encontravam-se alugadas pela junta de freguesia e entregues a associações, assim como o edifício da antiga estação, onde funcionam os serviços de atendimento da autarquia. Acontece que a entidade que gere estas, coloca renda que se tornam incomportáveis para os fracos recursos das autarquias e não existem situações negociáveis, por parte da empresa. Neste momento a casa que era ocupada pela associação dos caçadores da Encosta de santa Luzia, já ficou desocupada e aquela associação mudou-se para as instalações do poli desportivo de Cabanas.

DSC08555.JPG

Agora acontece que esta associação quando tomou conta desta casa, viu-se obrigada a proceder a inúmeros trabalhos de recuperação, porque esta encontrava-se degradada, com infiltrações de agua e sem acessos. Foi graças ao trabalho da associação que a casa se tornou ativa de maneira a poder receber reuniões e a manter o material da associação acondicionado. Agora com a casa sem ocupação, não será certamente difícil de antever o seu futuro, vai voltar a degredar-se e em vez de a entidade que as gere poder receber uma renda e ter as casas conservadas, perde essa renda e ganha mais umas ruinas certamente a curto prazo. Na ultima reunião de assembleia de freguesia, o presidente da junta de freguesia, já havia mostrado o seu desagrado para com essa mesma entidade, que com as suas imposições, contribui para que na freguesia aumentem o numero de casas degradadas e estas já não são assim tão poucas.

DSC08563.JPG

 

PASSADIÇOS QUEBRADOS

 

PASSADIÇOS QUEBRADOS, TORNAM-SE PERIGOSOS.

9192648_sWUUg.jpg

A rede de passadiços na orla costeira da freguesia, está em mas condições de conservação e volta e meia, encontram-se vários painéis quebrados, dado a corrosão de que é alvo os pregos e parafusos que seguram os vários painéis do ripado do seu piso. Neste momento a situação mais preocupante é o passadiço que une as praias do Caracol e da Ínsula, onde nos últimos dias ficaram vários buracos que podem  fazer com que as pessoas que por  ali circulem, possam ter um qualquer  acidente em que possam ocorrer vários ferimentos. Se tal de vier a verificar e esperamos que não, será mais um problema para quem tem jurisdioção nesta área,porque decorre um processo em Tribunal de uma senhora que  teve ferimentos num destes passadiços e recorreu para Tribunal. Na altura de verão,estes passadiços tem sido frequentemente reparados, mas logo que finalizou a época balnear, poucas vezes se tem procedido à recuperação dos passadiços degradados.

VÃO HAVER DEMOLIÇÕES NO PARQUE DO CARACOL.

VÃO HAVER DEMOLIÇÕES NO PARQUE DO CARACOL.

18068021_QsrI2.jpg

Vão ser demolidas estruturas que foram construídas na área do parque de estacionamento da praia do caracol em Afife e que de acordo com decisão dos Tribunais, as demolições são para avançar, para que se dê continuidade aquilo que está previsto no projeto da Polis Litoral. A demolição da estrutura construída para ser bar e restaurante, já havia ordem por decisão judicial, para a sua demolição, mas esta não veio a acontecer devido a recurso interposto pelo proprietário, no entanto o tribunal já se pronunciou sobre a decisão.

67502.jpg

No local já aconteceu a demolição do antigo restaurante, bar e discoteca que durante décadas ali funcionou e quer se queira ou não, foi durante muitos anos um ponto de grande atração e que criou vários postos de trabalho a gente da freguesia. Esta praia, tanto de verão como de inverno, era um local de muita movimentação e que tornava a freguesia atrativa. Depois do encerramento ela ASAE, daquele espaço de restauração, esta praia perdeu grande parte dos seus frequentadores, tanto de verão e muito mais de inverno. Com as obras do Polis que ali foram efetuadas e que continuam a ser reprovadas pelos Afifenses e por aqueles que visitam aquele parque, foi prometido a construção de um restaurante, para funcionar durante todo o ano, um bar e estruturas de apoio à praia, como balneários e sanitários. Acontece que até ao presente nada disso apareceu e nem sequer há perespetivas para quando venha a acontecer. Assim é a freguesia que fica a perder e tal como dizem vários Afifenses, mais valia deixar as coisas tal como estavam, porque aquele local perdeu as valências que tinha para oferecer aqueles que visitavam a praia e o local e depois com as obras, ganhou foi, protestos contra aquilo que foi projetado e executado no local. Agora as demolições devem acontecer e talvez a curto prazo, porque à toda uma pressa em avançar com as obras do Polis, que até já deviam estar concluídas, nem assim como se aproximam eleições e é preciso mostrar trabalho. Só é pena que não aconteçam eleições todos os anos, porque se assim fosse, certamente que os parques previstos estivessem já concluídos e quem sabe ao gosto de todos.

JUNTA DE FREGUESIA PROCEDE A LIMPEZA

 .

DSC08307.JPG

A junta de freguesia de Afife tem vindo a realizar diversos trabalhos de limpeza adequados a esta altura do ano e por tal, está a realizar uma serie de intervenções nas arvores dos vários largos e jardins da freguesia. Porque só nesta altura do ano se pode proceder à pode de arvores a autarquia efetuou uma destas intervenções na área da Fatria, o que deixou aquele local com mais visibilidade para aquele espaço do rio de Afife e tornou-se um espaço mais atraente em termos visuais. Tambem os jardins de Empostalha estão a ser alvo de uma destas intervenções. Concluídos estão já os vários largos a norte da freguesia, no entanto este trabalho ainda se vai prolongar pelas próximas semanas, até porque são muitas as arvores que se encontra em espaços públicos da freguesia. Este é um trabalho que está a ser efetuado numa altura em que outras obras estão de certa maneira paradas , mas que vão avançar a curto prazo e onde a autarquia vai igualmente intervir com os seus trabalhadores

Pág. 1/6

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

CONTADOR

Contador Gratis

Favoritos

Links

.

  • .

.

  • .

.

  • .
  • .

.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

on line


contador de visitas