Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





CAMINHA

por afifenoticias, em 24.04.10

Cerimónias oficiais decorrem em Vila Praia de Âncora e Caminha

 

 

 

 

 

Câmara promove comemorações do 25 de Abril de 1974

   

 

O 25 de Abril de 1974 é um marco de viragem na história de Portugal contemporâneo. Com a Revolução de Abril abriu-se um novo capítulo na história do nosso país. Portugal libertou-se da ditadura e iniciou o caminho da construção da democracia e da consolidação do poder autárquico.

À semelhança de anos anteriores, a Câmara Municipal vai assinalar esta data histórica com várias actividades culturais e uma cerimónia oficial nas duas vilas do concelho, com vista a realçar, a homenagear e a recordar a memória de todos aqueles que participaram na "Revolução do Cravos".

O programa oficial das comemorações do dia 25 de Abril terá início às 10h, com o hastear da Bandeira Nacional na Praça da República de Vila Praia de Âncora. Às 11h30, decorrerá uma cerimónia idêntica em Caminha, no edifício dos Paços do Concelho. Os actos oficiais serão enriquecidos culturalmente pela fanfarra da Associação Humanitária dos Bombeiros de Caminha e da Sociedade Musical Banda Lanhelense.

O programa este ano ainda integra a inauguração da Exposição de fotografias "25 de Abril", da autoria de Eduardo Gageiro, sobre o 25 de Abril de 1974, na Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal de Caminha, às 12 horas. Esta exposição é da Associação 25 de Abril e conta com a colaboração da Associação de Combatentes de Vila Praia de Âncora.

Caminha: em Abril comemora-se a Liberdade

Em Abril, Caminha comemora a liberdade com a inauguração das exposições "25 de Abril em fotografia", de Eduardo Gageiro e "Ortszeit - Hora Local", exposição fotográfica por ocasião dos 20 anos da queda do Muro de Berlim, de Stefan Koppelkamm.

A Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal de Caminha vai acolher a exposição "25 de Abril em fotografia", de Eduardo Gageiro, cuja inauguração está agendada para o dia 25 de Abril, às 12 horas.

A exposição "Ortszeit - Hora Local", que assinala os 20 anos da queda do Muro de Berlim, de Stefan Koppelkamm, estará patente na Galeria do Edifício da Câmara Municipal de Caminha e inaugura no dia 26 de Abril, às 18 horas

Exposição "25 de Abril em fotografia"

de Eduardo Gageiro

A Sala de Exposições Temporárias do Museu Municipal de Caminha vai acolher a exposição "25 de Abril em fotografia", da autoria de Eduardo Gageiro, de 25 de Abril a 20 de Junho.

A mostra é composta por 27 fotografias sobre o 25 de Abril de 1974, todas captadas no próprio dia 25, dia que ditou novos rumos para Portugal. De facto, esta é uma exposição de grande valor histórico e documental sobre os acontecimentos que viraram a página da história de Portugal.

Esta exposição conta com os Serviços Educativos do Museu Municipal, que desenvolverão uma série de actividades consoante os vários públicos que os procurem.

As fotografias são propriedade da Associação 25 de Abril. A mostra organizada pela Câmara Municipal de Caminha conta com a colaboração da Associação de Combatentes de Vila Praia de Âncora.              

Norma para a Feira Medieval de Caminha 2010 aprovadas

 

 

 

Câmara atribui mais de 413 mil euros a 44 associações do concelho

   

Câmara atribui mais de 413 mil euros a 44 associações do concelho

O Executivo camarário aprovou, ontem, em reunião camarária a atribuição de subsídios a 44 associações e outras entidades do concelho, no montante de 413.735,91 euros. Foram igualmente aprovados três subsídios à Fábrica da Igreja Paroquial de Divino Salvador de Gondar, à Fábrica da Igreja de São Pedro de Seixas e à Comissão de Festas de S. Gonçalo de Dem, no valor de 175 euros cada, para apoio nas respectivas festividades.

Na mesma reunião foi aprovada uma proposta para a resolução dos problemas que a A 28 tem causado à população de várias freguesias do concelho e ao próprio Município. Ainda foram aprovadas as normas de participação para a Feira Medieval de Caminha 2010, que decorrerá de 22 a 25 de Julho.

 

Executivo aprovou proposta para a resolução dos problemas que a A28 está a causar desde a sua inauguração

 

Tal como havia sido dito, na última reunião de Câmara ordinária, pelo vereador Mário Patrício, foi submetida à Câmara uma proposta para a resolução dos problemas que a A28 tem causado aos moradores das várias freguesias atravessadas por esta via estruturante, nomeadamente Vila Praia de Âncora, Vile, Riba de Âncora, Argela, Vilar de Mouros e Lanhelas.

Recorde-se que este é um problema que se arrasta desde 2005, e que muito tem preocupado o executivo camarário. Na base da proposta agora aprovada, o executivo defende que muito embora a A28 seja uma infra-estrutura essencial para o Concelho de Caminha e, inclusive, para todo o Distrito de Viana do Castelo, há um conjunto de trabalhos que ainda não foram concluídos, o que acarreta inúmeros prejuízos para as populações. Também afirma que os trabalhos em falta constituem obrigações decorrentes do Estudo de Impacte Ambiental. Mais, a presidente da Câmara, Júlia Paula Costa, já em 2005, no momento da inauguração do troço da A28, alertou para estas e outras situações e solicitou a sua regularização urgente. É de igual modo público, que antes dessa mesma inauguração, o Secretário de Estado das Obras Públicas prometeu que todas as situações seriam acauteladas. Salienta-se ainda que o próprio Primeiro-ministro, José Sócrates, na cerimónia de inauguração, se referiu aos trabalhos que ainda faltavam para concluir a empreitada, nomeadamente em matéria de águas pluviais, e prometeu que seriam executados. A Câmara também salienta que, ao longo destes anos, foram elaborados inúmeros ofícios, dirigidos às entidades competentes, no sentido de alertá-las para a necessidade de resolução dos problemas com as linhas de águas, dado que quer a Câmara quer as Juntas de Freguesia recebem muitas reclamações de particulares directamente afectados por inundações e outros danos resultantes das águas pluviais provenientes da A28. Além de se terem realizado muitas reuniões com as Estradas de Portugal e a Euroscut, que se revelaram infrutíferas. É de referir ainda que na última reunião, a Euroscut afirmou claramente que não executaria mais nenhuma intervenção adicional na A28. Na verdade, a cada ano que passa os danos e prejuízos para as pessoas se têm agravado consideravelmente e revelam-se insuportáveis.

Face aos argumentos expostos para o executivo camarário é fundamental unir esforços e vontades de todos para que se façam ouvir as legítimas reclamações das pessoas, das Juntas de Freguesia e da Câmara Municipal.

Assim sendo, a proposta agora aprovada consiste na solicitação de uma reunião ao Primeiro-ministro e ao Secretário de Estado das Obras Públicas para que uma Delegação, composta pelo Presidente da Assembleia Municipal, pela Presidente da Câmara Municipal e pelos lideres de bancada das forças políticas com representação na Assembleia Municipal de Caminha, possa explanar o problema e solicitar a sua resolução. Prevê ainda uma acção concertada no sentido de que, em todos os espectáculos que se venham a realizar neste Verão, se exponham tarjas alusivas ao tema, com uma chamada de atenção das entidades competentes para a resolução dos problemas provocados, pela construção da obra da A28, nas linhas de água das freguesias envolvidas. E, por último, diz claramente que se as acções que foram levadas a cabo se revelarem improfícuas num prazo razoável de 6 meses, será concedido à Presidente da Câmara Municipal de Caminha, mandato para recorrer à via judicial contra os responsáveis da Euroscut e/ou Estradas de Portugal e/ou Estado português ou outros, com vista a assegurar a resolução dos referidos problemas.

Em 2009, o Município de Caminha obteve um resultado líquido positivo de mais de 568 mil euros

 

 

 

Contas de 2009 conformam situação financeira estável do Município

Contas de 2009 conformam situação financeira estável do Município

As contas do Município referentes ao ano de 2009, aprovadas na passada sexta-feira, pelo Executivo, consolidam a ideia de que a situação financeira do Município é estável e saudável, confirmando, assim, o rigor da governação do Município de Caminha.

Não obstante 2009 ter sido um ano de adversidades, a Autarquia conseguiu manter os investimentos ao nível dos registados nos últimos anos, atingindo cerca de 5 milhões de euros. Recorde-se que em 2009, a gestão do município ficou sujeita aos documentos previsionais aprovados em 2008 o que, associado à crise económica e social decorrente da governação do país, que também afectou negativamente a gestão autárquica, obrigou ao consumo de recursos que poderiam ser afectos a situações de desenvolvimento económico-social.

Não obstante estes condicionalismos, a Câmara Municipal manteve as receitas aos níveis dos anos anteriores, não procedendo a qualquer agravamento das taxas ou das tarifas a cobrar aos Caminhenses pelos serviços que o Município presta. Mesmo com todas estas condicionantes negativas salienta-se que, de 2006 a 2009, o Município de Caminha investiu, mesmo assim, cerca de 20,3 milhões de euros.

Em 2009, o Município de Caminha obteve um resultado líquido positivo de mais de 568 mil euros. Para isso contribuiu o facto das despesas com o pessoal passarem a ocupar uma parcela menor na despesa corrente, e os empréstimos ficaram aquém dos limites legais. A taxa de execução do Plano Plurianual de Investimentos foi, neste último mandato, de 52,3%.

Sobre a apresentação das contas de 2009, Flamiano Martins, presidente em exercício, afirmou que "parece não haver margens para dúvidas sobre o êxito da gestão deste executivo no Município de Caminha, a qual é confirmada de forma indubitável pelos valores que foram apresentados nos três últimos mandatos".

Flamiano Martins também referiu que os elementos apresentados traduzem o rigor das medidas de gestão implementadas, afirmando que "o Município de Caminha tem pautado o seu comportamento, no que concerne a todos os registos processuais e documentais, pela verdade".

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:36



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D



Favoritos