Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Caminha

por afifenoticias, em 30.10.10

JARDIM DE INFANCIA DE VILA PREAIA DE ANCORA, EM FASE DE ACABAMENTO.

Estrutura do jardim-de-infância de Vila Praia de Âncora em fase de acabamento

As obras de construção do Jardim-de-infância de Vila Praia de Âncora estão a decorrer a bom ritmo, dentro dos prazos previstos. O edifício já se encontra em fase de acabamento e o arruamento também já está em construção. Trata-se de um investimento de mais de 1,2 milhões de euros, co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e pelo Município de Caminha.  

 

No próximo ano lectivo, as crianças ancorenses vão usufruir de um espaço amplo, moderno, funcional, adequado às suas necessidades - o novo jardim-de-infância de Vila Praia de Âncora. Neste momento, o edifício já se encontra em fase de acabamento. Ou seja, estão a realizar-se trabalhos de pinturas exteriores, revestimento de paredes, colocação de tectos falsos, bem como está a ser instalado o equipamento eléctrico.

 

Este projecto inclui ainda a melhoria das acessibilidades, designadamente a construção de um arruamento, com 225 metros, cujos trabalhos já começaram. O arruamento vai ser alargado e pavimentado, bem como vai ser alvo de colocação de infra-estruturas necessárias. Este caminho vai interligar à Rua do Paraíso, o que vai possibilitar o acesso ao Jardim-de-infância.

 

A construção deste equipamento, um investimento avultado na área da educação, corresponde a um desejo antigo da população ancorense e que a Câmara de Caminha resolveu concretizar. Esta obra, cujo investimento total é de 1.168.782,84 euros + IVA, é co-financiada em 70% do valor elegível (886.985,85 euros) pelo FEDER, o que corresponde a 620.890,09 euros, sendo a restante quantia suportada pela Câmara Municipal de Caminha. Ao valor da empreitada, será acrescentado o investimento na aquisição de material didáctico, mobiliário escolar e equipamento informático.  Para além do investimento ser elevado, esta obra vem colmatar uma lacuna e vai beneficiar mais de 100 crianças e as respectivas famílias.

.

FFerry-Boat Santa Rita de Cássia obrigado a pararERRI, FOI OBRIGADO A PARAR.

 

O ferry-boat Santa Rita de Cássia, que estabelece percursos diários entre as duas margens do rio Minho, de Caminha a A Guarda, tem-se visto obrigado a interromper as travessias nos últimos dias, durante a baixa-mar. Estas paragens devem-se ao facto do canal de navegação se encontrar assoreado e a embarcação não poder navegar.  

De facto, as previsões não são boas, já que este problema pode vir a agravar-se. Se o canal transversal de navegabilidade não for dragado, imediatamente e de forma regular, o Ferry-boat pode vir a ter que fazer ainda mais paragens com repercussões nefastas à imagem e credibilidade da prestação regular do Serviço Público.

O Município lamenta eventuais incómodos que este interregno possa causar aos utilizadores deste meio de transporte já que a responsabilidade de dragar o "canal" do rio não é do Município de Caminha, mas sim da Direcção Geral de Costas do Ministério do Meio Ambiente de Espanha. Recorde-se que em 2008 foi assinada uma nova resolução entre a Governo Civil de Viana do Castelo e a Delegação do Governo da Galiza relativamente à autorização da extracção de materiais inertes no canal de navegação do Rio Minho, para manutenção de um canal transversal entre Caminha e A Guarda, que facilitasse a navegação do Ferry-boat entre ambas as localidades.

A Câmara de Caminha chama à atenção para este facto, já que o normal funcionamento do ferry-boat Caminha a A Guarda é demasiado importante para as duas povoações e não pode nem deve ser posto em causa pela falta de dragagens.

O Município de Caminha vai, mais uma vez, sensibilizar as entidades para a questão e para as repercussões da não dragagem do canal.

 

São muitas as valências que este novo equipamento vai disponibilizar, nomeadamente uma zona administrativa (secretaria/recepção), uma zona de serviços, uma sala polivalente e duas zonas de salas. A sala polivalente vai albergar a cantina, a sala de ginástica coberta e a sala de espectáculos. As duas zonas de salas são compostas por seis espaços diferentes, complementados por uma sala de vídeo, uma biblioteca e instalações sanitárias de apoio. Na zona de serviços está prevista a construção da cozinha, zonas de arrumos e lavandaria.

 

Os espaços exteriores contemplam uma zona em piso sintético de borracha anti-queda, bem como zonas verdes, com vista a permitir que as crianças brinquem sem limitações. Também vai ser criado um espaço para estacionamento automóvel, inclusive uma zona reservada a deficientes.

 

.

REQUALIFICAÇÃO DA ZONA RIBEIRINHA.

Conhecida proposta vencedora para a concepção da Frente Ribeirinha de Caminha

O Gabinete Castro Calapez Arquitectos é o vencedor do concurso de público de concepção para a requalificação e revitalização da Frente Ribeirinha de Caminha. Esta acção de requalificação e revitalização da Frente Ribeirinha de Caminha é um dos principais projectos de intervenção urbana desenvolvidos pelo Polis Litoral Norte, e vai custar cerca de 5 milhões de euros.

Esta proposta seleccionada pelo júri do concurso foi ratificada na reunião do Conselho de Administração da Polis Litoral Norte, que decorreu na passada segunda-feira.

A ideia agora conhecida assenta nos conceitos do mínimo custo - máximo de obra; na sustentabilidade ambiental, económica, social e cultural; na mobilidade urbana/ribeirinha e enquadramento regional. Bem como assenta na valorização do património histórico-arquitectónico; na preservação dos valores de paisagem natural ribeirinha; na constituição de servidão de vistas à escala estuarina e no sentido e vocação de vila ambiental sustentada. 

É de referir que agora está a decorrer o período de notificação dos concorrentes. Posteriormente, o gabinete vencedor do concurso de concepção será convidado a apresentar uma proposta, nos termos do estipulado pelo Código de Contratação Pública.

.

LIVRO SOBRE O RIO MINHO, APRESENTADO HOJE.

Caminha apresenta livro sobre o Estuário do Rio Minho

No dia 30 de Outubro, às 21h30, na Biblioteca Municipal de Caminha, vai ser apresentado o livro "Norte do Sonho - Caminha e o Estuário do Rio Minho".

Trata-se de uma edição da Câmara Municipal, com autoria de Maria Leonor Fidalgo, Luzia Sousa, Américo Oliveira e Paulo Magalhães.

O livro mostra, através de fotografias, a biodiversidade e riqueza da costa noroeste do nosso país - o estuário do Rio Minho e áreas envolventes. A publicação tem impressa tradições como os carochos, tem as águas de onde vem o sabor do Minho: a lampreia, o sável, o meixão, entre outros. Ao folhear o livro pode ainda descobrir-se uma fauna e flora surpreendentes. Trata-se de uma publicação de memória.

Na cerimónia, proceder-se-á a apresentação da obra. O livro será posto à venda no início do próximo ano.

 Universidade Sénior apresentada oficialmente na quinta-feira

 UNIVERSSIDADE SENIOR EM CAMINHA.

Os caminhenses vão conhecer oficialmente a Universidade Sénior do Rotary Clube de Caminha (USRCC). A cerimónia terá lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, na quinta-feira, dia 28 de Outubro, às 18 horas.

 

Esta cerimónia ficará ainda marcada pela Assinatura de Protocolos de Cedência de Instalações a celebrar entre a Universidade Sénior e várias instituições, entre as quais a Câmara Municipal de Caminha, e pela Assinatura do Protocolo de Cooperação com os professores voluntários a celebrar entre a Universidade Sénior e os 18 professores voluntários. A USRCC é um projecto da iniciativa do Rotary Clube de Caminha e tem como parceiros a Câmara Municipal de Caminha e Instituições Públicas e Privadas do concelho.

 

Até ao momento a Universidade Sénior conta já com cerca de uma centena de inscritos, de vários concelhos do distrito e da Galiza. As aulas começam já no próximo dia 3 de Novembro.

 

A USRCC vai iniciar com um leque muito variado de disciplinas, designadamente expressão corporal, hidroginástica, informática, música, cerâmica, inglês, lavores, história do concelho, pintura/escultura, arte na cozinha, clube de leitura, origami, expressão dramática e saúde e nutricionismo, bem como com algumas actividades gratuitas. As aulas vão decorrer na Sede e no Pólo da Universidade, bem como nas Piscinas Municipais - Vila Praia de Âncora; Ancorensis, Cooperativa de Ensino; ETAP - Pólo Vila Praia de Âncora e na Casa do Orfeão.

 

É de referir que as inscrições para frequentar a Universidade ainda estão a decorrer, embora haja disciplinas que já têm as turmas completas.

 

Para o Executivo camarário a Universidade Sénior do Rotary Clube de Caminha é uma mais valia para o concelho de Caminha, já que as Universidades Seniores (UTIs) são sempre um espaço privilegiado de inserção e participação social dos menos jovens. Através das várias actividades desenvolvidas pelas UTIs (aulas, visitas, oficinas, blogs, revistas e jornais, grupos de música ou teatro, voluntariado, etc) os seniores sentem-se úteis, activos e participativos.

 

Relativamente ao protocolo a celebrar entre a Câmara Municipal e o Rotary de Caminha salienta-se que a USRCC se compromete a organizar aulas semanais de diversas disciplinas e temáticas; seminários, encontros e cursos de formação multidisciplinares; passeios, intercâmbios e viagens culturais; recolha e divulgação das tradições do concelho, da região e dos conhecimentos dos utentes, bem como outras actividades sócio-culturais e recreativas que os utentes pretendam.

 

Por outro lado, a Câmara Municipal compromete-se a disponibilizar, de acordo com as suas capacidades, os equipamentos colectivos e sociais da autarquia, nomeadamente piscina, pavilhões, auditório e serviço de transportes para as actividades da USRCC; a isentar a Universidade Sénior do pagamento das taxas referentes à utilização da piscina e pavilhões, no seu primeiro ano de funcionamento; a apoiar financeiramente a USRCC no valor de 3 (três) euros mensais por utente; a colaborar no apetrechamento dos espaços, entre outras medidas.

.

MOSTRAS DE ARTESANATO E FEIRÕES.Mostra de Artesanato/Feirão dos Santos nos dias 30 e 31 de Outubro

 Câmara Municipal de Caminha vai promover, no fim-de-semana de 30 e 31 de Outubro, uma edição especial das Mostras de Artesanato e Feirões de Tradições, designada de 'Mostra de Artesanato/Feirão dos Santos', nas duas vilas do concelho.

Em Caminha, a 'Mostra de Artesanato/Feirão dos Santos' decorrerá a 30 de Outubro (sábado), na Praça conselheiro Silva Torres. E, em Vila Praia de Âncora, o certame decorrerá no dia 31 (domingo), na Praça da República.

Durante os dois dias, das 9h às 17h, estarão à venda os mais variados tipos de produtos que caracterizam o concelho de Caminha, todos de elevada qualidade, com destaque para as frutas e legumes da época, e para o artesanato.

O executivo pretende, com a realização desta edição especial das Mostras de artesanato e Feirões de Tradições, apoiar a promoção e divulgação das artes e dos ofícios locais e, ao mesmo tempo, dos produtos agrícolas genuínos do concelho de Caminha, contribuindo assim para a dinamização do comércio local e para a diversidade da oferta turística.

Trata-se de mais uma iniciativa que mostra, claramente, a aposta do Município de Caminha na promoção do concelho, proporcionando aos visitantes e aos residentes a possibilidade de passarem um fim-de-semana prolongado diferente, apreciando e, até mesmo, adquirindo produtos genuínos do concelho de Caminha.

-A Floresta em debate em Caminha

 

 

 

 

 

 

 

A FLORESTA EM DEBATE.

 

 

 

 

 

 

 

Câmara Municipal de Caminha, através do Gabinete Técnico Florestal, e a Associação de Produtores Florestais do Vale do Minho, estão a promover sessões reflexivas e práticas sobre os problemas da Floresta Concelhia, dirigidas para os representantes de todas as Juntas de Freguesia do Concelho, Assembleias de Freguesia, Conselhos Directivos de Baldios e Assembleias de Compartes. Ao todo são três sessões, e a última realiza-se já amanhã (dia 26).

Os incêndios florestais, que todos os anos devastam o património natural e paisagístico do país e do concelho de Caminha em particular, são uma problemática que preocupa o Executivo Caminhense. Nesta óptica, estas sessões visam, por um lado, recolher contributos e opiniões dos interessados, e, por outro, envolver as pessoas, nomeadamente os gestores florestais, no sentido de se tentar encontrar respostas ou um caminho diferente daquele que se tem seguido até agora e que altere, efectivamente, a realidade florestal. É de salientar ainda que o Executivo camarário tem reunido esforços a nível da comunidade intermunicipal para se tentar acabar com este flagelo que todos os anos assombra o território.

Assim, estas sessões têm como objectivo ouvir os representantes acima referenciados acerca de três questões essenciais, designadamente "Quais os problemas da floresta concelhia?", "Quais as soluções para resolução desses problemas?" e "Qual o futuro que queremos para a floresta concelhia?", por forma a se obter uma visão estratégica do futuro da floresta, através do diagnóstico que cada uma das pessoas implicadas faz da floresta concelhia.

É de salientar que no caso concreto do concelho de Caminha, que possui um território em que 70% é espaço florestal, só este ano, já arderam cerca de 1.645 hectares. Para Júlia Paula Costa, presidente da Câmara Municipal de Caminha, este número é devastador e preocupante. "O património natural é uma das riquezas do concelho de Caminha e, enquanto presidente da Câmara não posso, nem vou deixar, que esse património continue a ser destruído pelas chamas e o Governo continue sem tomar medidas que, efectivamente, alterem a situação", tem reiterado a presidente em vários actos públicos sobre a destruição do património do concelho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:31



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTADOR

estatisticas gratis


geo-visitas




Favoritos