Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





TEATRO NO CASINO,COM POUCA AFLUENCIA

por afifenoticias, em 30.10.10

             TEATRO NO CASINO, COM MEIA CASA.                    

O teatro voltou ao palco do Casino Afifense, com uma peça do Teatro À Margem intitulada, “Então que Faremos Às Sementes”, tratando-se de uma comedia negra de Guilhermina Padron, encenada por Orlando Barros, desenho de luz de Rui Gonçalves, Som e Luz, Matos Lisboa e fotografia, José Filgueiras. Os actores são, Ana Maria Barros, António Neiva, Armanda Santos e João Amorim. Foi uma peça de qualidade que agradou aqueles que se deslocaram ao Casino para assistirem, à estreia e espectáculo, que teve a presença da vereadora da cultura da Câmara de Viana. Quanto aos Afifenses, estes estiveram presentes em numero reduzido e até foram mais os de fora que os da terra que se fizeram representar, pois em ambos os espectáculos, não se passou da meia casa, aqui é caso para se perguntar, onde estão os sócios que gostam de teatro e que muitas vezes reclamam pela falta de actividade na casa. O Casino em tempos não muito distantes, apresentava sempre casa cheia em dias de teatro, fosse este com actores da terra, como com peças vindas de outras paragens, mas a realidade agora é outra e contam-se pelos dedos os Afifenses que normalmente colaboram nas iniciativas e realizações levadas a cabo pela direcção. Quanto ao espectáculo que estreou em Afife, até porque um dos actores é Afifense, vai apresentar espectáculos em outros locais, como Chafé, Ponte de Lima, Viana entre outros. A vereadora da cultura, que esteve presente na estreia da peça, foi recebida pela direcção do casino, que mostrou a casa, assim como o salão nobre que está em fase de conclusão de obras, mas que de momento se encontra parado, dado a falta de verbas. A direcção fez ver à vereadora que o casino luta há vários anos pela conclusão desta obra, até porque toda ela mostra a arte do estuque Afifense e que foi executada, por um dos poucos estucadores que existem em Afife, Domingos Fontainhas. A obra para ficar concluída, depende de qualquer coisa como 10 mil euros, verba essa que a associação não dispõe e também não vê maneira de a conseguir, dado a crise que se faz sentir, no entanto este é um ponto em que a direcção se mostra empenhada em concluir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:37



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTADOR

estatisticas gratis


geo-visitas




Favoritos