Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

EM AFIFE ESGOTOS DO SANEAMENTO, CORREM  PARA  O RIO  E  REGO FUREIRO.

               

 Durante varios dias dias (de 21 a 24 dde Abril) as estações de bombagem do saneamento  situadas juntom à ponte, na Estrada Pedro Homem de Mello e à face da nacional 13, a norte do Compostela, deixaram correr os esgotos do saneamento para o Rio e para o rego fureiro, causando um cheiro pestilento em toda a area e no caso do rio, este ganhou ainda uma coloração acentuada e nem a corrente que este leva a a diluia facilmente. Estas situações já são habituais e muito reclamadas desda há anos a esta parte, mas nunca tiveram solução. Por aquilo que conseguimos apurar junto de pessoas entendidas, serão as bombas que não tem potencia, sempreb que o caudal aumenta um pouco.

Há ainda muitas infiltrações e quando chove as aguas entram  na tubagem do saneamento e as estações elevatorias, lançam o excesso para o rio, no caso da da ponte, ou para o rego fureiro, no caso da estação a norte, face à estrada nacional 13. 

                     

Agora com um pouco mais de chuva, o habitual voltou a acontecer e no caso da estação de bombagem da ponte, todos os esgotos se dirigiam para o rio, enquanto que no interior da central, não era audivel qualquer barulho que se identificasse com o trabalhar das bombas. È facto que os tecnicos das aguas do Minho e Lima, responsaveis por estes casos, estiveram no local, mas parece que não resolveram a situação, ou se o fizeram, foi por pouco tempo. No caso da outra central de bombagem, as pessoas  quase não se apercebem da saida de esgotos para o rego fureiro, já que este está coberto de vegetação, apenas se detecta pelo cheiro, ou quando os esgotos começam a sair pela tampa da caixa que lhe fica perto.

                    

Aqui durante varios dias, os esgotos corriam com grande intensidade para o rego fureiro e deste para as leiras, onde já era visivem um enorme charco,  pois não existe qualquer saida das aguas que correm para as leiras, pois o rego de escoamento para o mar, foi desactivado há varios anos a esta parte.

                     

Dos varios curiosos que passavam pelo local para verem aquilo que muitos apelidavam de um verdadeiro atentado à saude publica, outros e em geito de graça, diziam que era a maneira de se estrumar as leiras, sem gastar dinheiro. A associação ambientalista de Afife APCA e a propria Assembleia de Freguesia de Afife, já por diversas vezes chamaram a atenção para estes casos frequentes ma Freguesia, mas é certo que nada foi feito enquanto o saneamento era da responsabilidade da Camara de Viana, agora que tudo passou para as Aguas do Minho e Lima, pensou-se que o problema iria ser solucionado, mas o certo é que tudo continua como antes.

                        

Há ainda as vozes que se ouviam de Afifenses descontentes com a situação, que perguntam onde está o Ministerio do Ambiente para actuar sobre esta situação altamente poluidora. E lembram um caso passado em Afife, quando estes serviços apanharam uma pessoa a lavar pinceis num regato e teve logo problemas e multas pesadas, quando aquilo que puluia era uma gota no oceano, comparada com estes dias seguidos de esgotos a correrem com caudais verdadeiramente assustadores, já que engloga os esgotos de Afife e norte de Carreço.

.

                               26-  de  ABRIL  de  2008

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub