Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





viana

por afifenoticias, em 26.11.11

 

 

 

Fundação Maestro José Pedro assinala 36.º aniversário .     IMG_5521                          

A Fundação Maestro José Pedro vai assinalar, no próximo dia 27 (domingo), o seu 36.º aniversário com um espectáculo de rua na Praça da República (Viana do Castelo) a partir das 10h30. As actuações estão a cargo dos grupos da fundação, nomeadamente a Banda de Gaiteiros, o Ensemble de Saxofones e o grupo “Pankas”.

A Fundação de Cultura Juvenil Maestro José Pedro presta um valioso serviço de formação artística aos jovens vianenses, como alfobre de instrumentistas e de amadores teatrais, mas, também, como activo agente de animação cultural da cidade.

A sua notável actividade foi idealizada pelo Maestro José Pedro, impulsionador da, então, Escola de Música e, depois, Centro de Cultura Juvenil, personalidade que devotou grande parte da sua vida a apaixonar os jovens vianenses pela música.

A Fundação inclui uma Orquestra Ligeira de qualidade e uma Banda de Gaiteiros que, pela propriedade de apresentação, pela originalidade da indumentária, baseada nos bordados e no ouro de Viana, e pelo seu vibrante repertório, é um dos novos agentes de animação mais procurados. Mais recentemente, nasceram novos grupos, como o Pankas, que se apresentam ao público em Viana do Castelo.

 

Presidente da Câmara defende investimento no Porto de Mar de Castelo .AB36337

O Presidente da Câmara Municipal, José Maria Costa, defendeu, na sessão oficial de abertura do “Encontro de Outono da RETE- Associação para a Colaboração entre Portos e Cidades” que decorre em Viana do Castelo até amanhã, a construção dos acessos rodoviários para melhorar a competitividade do porto de mar de Viana do Castelo.

Na sessão de boas vindas e perante responsáveis e especialistas portuários, José Maria Costa lembrou a importância do porto de mar de Viana do Castelo ao longo da história, sendo “hoje uma infra-estrutura logística que pode e deve alavancar a economia regional”.

 

O edil reclamou assim mais uma vez a construção dos acessos rodoviários ao porto de mar de Viana do Castelo, considerando que “esta infra-estrutura é essencial para a competitividade do porto e a sua execução vai também libertar as freguesias de Darque e de Mazarefes de circulação rodoviária de pesados, aumentando a segurança viária e pedonal nas freguesias”.

 

As declarações do autarca foram proferidas no âmbito do Encontro de Outono da RETE, organizado pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, pelo Porto de Viana do Castelo e pela RETE.

 

No evento estão a participar dezenas de especialistas para abordar diversos temas, como os portos de mar e as frentes de mar, as zonas ribeirinhos e costeiras e o Mar e Viana do Castelo. Para hoje, dia 25 de Novembro, no Forte de Santiago da Barra, a manhã está reservada para o debate sobre terminais de cruzeiro e as zonas ribeirinhas e costeiras, com a presença de vários especialistas e, de tarde, a sessão é dedicada ao Mar e Viana: planeamento e arquitectura.

 

Nesta sessão, as intervenções estão a cargo de João Pedro Matos Fernandes, que abordará o Plano Estratégico do Porto de Viana do Castelo, do Presidente da Câmara com o Plano Estratégico de Viana do Castelo, do Arquitecto Adalberto Dias com a temática da frente ribeirinha de Viana do Castelo e Plano Geral de Ordenamento. A Biblioteca e as Frentes de Mar com Álvaro Siza Vieira e o Centro Cultural e Frentes de Mar com Souto Moura completam o painel, a que se seguirá um debate.

 

Luís Quinta expõe em Viana do Castelo .

 

No âmbito das comemorações do Ano Internacional das Florestas, está patentes nos Antigos Paços do Concelho a mostra de fotografias “Um olhar nas florestas de Portugal”, da autoria do fotógrafo Luís Quinta.

 

Trata-se de um conjunto de fotografias de natureza de vários locais do país da autoria de luís Quinta, um fotógrafo português de renome com diversos trabalhos publicados e que, em Novembro de 2004, foi homenageado pelo Governo Português pelo seu trabalho na área da fotografia subaquática, sendo designado um dos "Novos Heróis do Mar". Em 2009 integrou o “Dream Team" de fotógrafos de natureza no maior projecto de fotografia sobre o mundo natural - Wild Wonders of Europe e é também autor de três livros de fotografia submarina.

 

Esta é também a última acção das Comemorações do Ano Internacional das Florestas levada a cabo pelo Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental e pela Câmara de Viana do Castelo. Durante 2011, foram desenvolvidas oficinas de aprendizagem sobre fotografia, observação de avifauna; as Conversas de Fim de Tarde sobre temas como anfíbios, incêndios florestais: os Contos da Floresta e a exposição temática “Florestas, um Património a Descobrir”.

 

Recorde-se que 2011 foi proclamado pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas como o Ano Internacional das Florestas, depois de 2010 ter sido o Ano Internacional da Biodiversidade.

 

 

Viana do Castelo na INTUR – XV Feira Internacional de Turismo de Valladolid .

 

Viana do Castelo vai participar na Intur – XV Feira Internacional de Turismo de Valladolid, entre 24 a 27 de Novembro. A presença de Viana do Castelo integra workshops, degustação de produtos regionais e animação variada com o objectivo de promover e atrair turistas para o concelho.

 

A  feira, com uma forte presença de profissionais, é dedicada exclusivamente ao sector turístico, nomeadamente Turismo Rural, Enológico, Gastronómico, Cultural, de Saúde, Desportivo, Activo e Urbano, conjugando os aspectos profissionais, com os que se dirigem ao consumidor final.

 

São 1.200 expositores presentes na Intur, são provenientes das comunidades autónomas espanholas e de países como Portugal, Egipto, Turquia, Marrocos, da Região de Valonia e Bruxelas – Bélgica, Dubai, Estados Unidos, Paraguai e Rússia, entre outros.

 

Portugal destaca-se na área internacional da Intur, pois é um dos principais destinos para os viajantes espanhóis em geral e para os de Castilla y Leon em particular. Entre as participações portuguesas e para além da de Viana do Castelo, destacam-se as de Aveiro, Barcelos, Coimbra, Lisboa, Baixo Guadiana, Alqueva e Serra da Estrela e as das ERT do Centro e Porto e Norte. Na edição anterior, este certame foi visitado por 43.800 pessoas (desde profissionais do sector turístico a consumidores finais).

 

O programa de Viana do Castelo integra, a 24 e 25 de Novembro, um Workshop com operadores turísticos na Intur Negócios (Bolsa de Contratação Turística), com a presença da Câmara Municipal, Vivexperiência, Quinta de Santoínho e associados da APHORT; e a 26 de Novembro, a degustação de produtos gastronómicos e vinhos no Stand da Câmara Municipal aberta a todos os visitantes.

 

Paralelamente, decorre animação com o Grupo de Gaiteiros da Fundação Maestro José Pedro.

 

Câmara Municipal de Viana do Castelo reabilita “Villa Rosa”.

 

AB34067A Câmara Municipal de Viana do Castelo vai reabilitar a Villa Rosa, um edifício camarário situado no centro histórico da cidade. Em causa está a recuperação de um edifício de grande valor patrimonial, que será reconstruído seguindo as técnicas construtivas e materiais adequados às características arquitectónicas do edifício, que alberga diversos serviços da autarquia vianense.

 

A empreitada, agora lançada a concurso público, foi candidatado a fundos comunitários e tem como objectivo de criar condições para a instalação de serviços públicos como a Rede Social, os serviços de apoio à reabilitação do centro histórico ou os serviços de apoio ao consumidor, mas também para melhorar as condições de uso para trabalhadores e a qualidade dos serviços prestados e, sobretudo, reabilitar o edifício enquanto estrutura arquitectónica de elevado valor patrimonial e artístico.

 

Para efectuar esta empreitada, a Câmara Municipal colheu pareceres junto da Direcção Regional de Cultura do Norte, uma vez que o edifício se encontra abrangido pela Zona Arqueológica de Viana do Castelo, e junto da Unidade Local de Saúde do Alto Minho, uma vez o edifício contempla locais de trabalho.

 

O edifício Villa Rosa é uma elegante moradia “revivalista” do primeiro terço do século XX, mandada edificar por Abílio Lomba. Trata-se de uma proposta ecléctica e urbana com risco de José Fernandes Martins, sendo um excelente exemplar neo-românico com adornos “barroquistas”, em tudo semelhante a um edifício na rua Alexandre Herculano, em Lisboa.

 

Os trabalhos integram intervenções nas estruturas interiores em madeira, condições de acessibilidade com a instalação de um elevador e na recuperação das pinturas ali existentes, da autoria de Carolino Ramos. Do valor histórico do edifício destacam-se igualmente as cantarias da fachada principal e os fingidos, de mármore e de madeira, no interior, além dos estuques das salas do primeiro andar.

 

Adquirido em 1988 pela Câmara Municipal, o edifício “Arte Nova” vai ser reabilitado pelo valor de 675 mil euros.

 

 

Câmara Municipal altera Regulamento de Taxas para incentivar e fixar acolhimento empresarial .

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo acaba de efectuar mais uma alteração ao seu Regulamento Municipal de Taxas e Outras Receitas de Urbanização e Edificação. O objectivo de executivo é incentivar e fixar o acolhimento empresarial e turístico, pelo que em causa estão medidas que permitem potenciar o apetite pela instalação de novas empresas e empreendimentos em áreas novas e existentes.

 

Esta medida, agora publicada em Diário da República, permitirá duplicar a área a partir da qual é equiparada a loteamento, ou seja, nas operações urbanísticas em novas zonas industriais e de actividades económicas, a área de construção a partir da qual é equiparada a loteamento passa de 750 para 1500 metros quadrados, significando que o promotor fica dispensado de integração de espaços verdes e equipamentos no domínio público. Já para áreas industriais existentes, ficam totalmente dispensados, o mesmo acontecendo com os empreendimentos turísticos.

 

Com estas medidas, a autarquia pretende potenciar e fomentar o acolhimento empresarial numa época de crise, que se juntam a outras aprovadas nos últimos tempos, nomeadamente a isenção do pagamento de IMT (Imposto Municipal sobre Transmissões Onerosas de Imóveis) para processos de licenciamento destinados à reabilitação de equipamentos geradores de postos de emprego e a redução em cinquenta por cento do valor final das taxas de urbanização e edificação em reabilitação.

 

Estas medidas assentam na política de sustentabilidade socio-económica e na criação de condições para a criação de emprego no território de Viana do Castelo e pretende assim reforçar esta aposta e direccionar os recursos disponíveis para a criação de condições de fixação de investimentos geradores de riqueza e de novas oportunidades para os vianenses.

 

De lembrar que estas últimas são também uma aposta na reabilitação urbana, sendo que as distintas alterações ao Regulamento integram diversas isenções, com destaque para as relativas às taxas para processos de auto-construção, nos processos RECRIA (apoio à reabilitação), nos actos de vistoria a particulares para agregados familiares de reduzidos custos económicos (devidamente sinalizados pela Divisão Social da Autarquia), da junção dos processos de especialidades quando entregues num único acto, para a junção da versão final do projecto de arquitectura e para a junção de telas finais.

 

A intenção é animar e promover a economia e o investimento, sobretudo num momento de dificuldades causadas pela conjuntura económica e financeira.

 

Castro Guedes galardoado com o “Prémio Santareno de Teatro- Especial” .

 

O director artístico do CDV – Centro Dramático de Viana, acaba de ser galardoado com o prémio Santareno de Teatro – “Especial”. Este actor, encenador e director recebeu o prémio atribuído pelo Instituto Bernardo Santareno que, desta forma, assinalou a vida dedicada ao teatro de Castro Guedes.

 

A cerimónia de entrega, que decorreu ontem à noite em Santarém, contou com a presença do Presidente da Câmara de Viana do Castelo e da Vereadora da Cultura, que testemunharam o prémio atribuído a Castro Guedes, que se estreou no teatro aos 13 anos, profissionalizando-se aos 19 na RTP Porto e integrando o elenco inaugural do Seiva Trupe. Vocacionado para a encenação, foi também fundador do TEAR, a primeira companhia teatral de Viana do Castelo, e director artístico do Teatro Universitário do Porto.

 

Do seu vasto curriculum, destacam-se ainda inúmeros artigos de opinião, a presença em colóquios e encontros e ainda “o momento particularmente mais importante da sua carreira”: o estágio sob a orientação de Jorge Lavelli, no Thêatre National La Colinne, em Paris.

 

Actualmente é director do CDV, companhia residente que se prepara para assinalar o seu vigésimo aniversário, depois de vinte anos de actividade contínua e uma forte aposta na educação de públicos para o teatro, nomeadamente com um excelente trabalho junto das escolas e com as juntas de freguesia do concelho.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTADOR

estatisticas gratis


geo-visitas




Favoritos