Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





viana

por afifenoticias, em 26.05.12

 

 Câmara Municipal requalificou parque de estacionamento da Escola Secundária de Santa Maria Maior

A Câmara Municipal de Viana do Castelo concluiu hoje a empreitada de requalificação e reorganização do parque de estacionamento da rua Manuel Fiúza Júnior, em frente à Escola Secundária de Santa Maria Maior.

A empreitada, que surge na sequência da requalificação daquela escola, permitiu a qualificação do espaço público e a substituição das árvores que ali existam e que estavam em mau estado, numa intervenção semelhante à do jardim público de Viana. Nesta zona, foram retiradas 23 árvores e substituídas por 28 novas.

A intervenção incluiu também a reorganização do estacionamento, com um aumento do número de lugares que, antes, era de 68 e agora passa a ser de 84 lugares.

Recorde-se que a Escola foi recentemente alvo de uma empreitada de fundo, que implicaram a recuperação das salas de aulas, salas de desenho, área coberta para alunos e ginásio.

Paralelamente, foi construído um novo espaço desportivo coberto, um auditório para 180 lugares, bar e cantina, salas de trabalho para professores, zona administrativa, biblioteca, nove laboratórios, seis salas TIC, oficina de expressão dramática e equipa de apoio às escolas e vão ainda ser recuperadas as áreas exteriores. No total, a escola tem capacidade para 1140 alunos, sendo o investimento de cerca de 13 milhões de euros.

 Câmara Municipal pede urgência na aprovação do QREN para acolhimento empresarial

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo enviou ofícios ao Secretário de Estado Adjunto da Economia e do Desenvolvimento Regional e ao Presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional Norte, solicitando a marcação urgente da comissão Directiva do ON2, que permitirá desbloquear os fundos comunitários fundamentais para a instalação de novas empresas em Viana do Castelo.

O Presidente da Câmara, José Maria Costa, lembra que a autarquia tem vindo a captar novos investimentos nacionais e estrangeiros pelo que apresentou em 2011 junto da entidade gestora três candidaturas ao ON2 – Apoio a Áreas de Acolhimento Empresarial e Logística e Valorização Económica de Recrusos Específicos –Novos Territórios de Aglomeração de Actividades Económicas, já apreciadas e validadas e que aguardam aprovação em sede da Comissão Directiva do ON2.

José Maria Costa recorda ainda que as unidades industriais têm o processo de licenciamento em curso e aguardam apenas que o Município concretize as infra-estruturas que, por seu lado, aguardam que sejam assinados os contratos de financiamento pendentes.

 “A Câmara Municipal tem as obras adjudicadas e contratualizadas, estando os empreiteiros a suportar os custos financeiros das cauções”, lembra o autarca, sublinhando que “face ao prejuízo financeiro e o atraso na implementação dos projectos que permitiriam a criação de várias dezenas de postos de trabalho, é urgente a decisão de aprovação daquelas candidaturas”.

 Por isso, pede a “maior urgência” na marcação da comissão Directiva do ON2, que permitirá a aprovação das candidaturas.

Câmara Municipal assinou protocolos para cedências de escolas primárias desactivadas .

DSC_4245_fA Câmara Municipal de Viana do Castelo acaba de ceder, através de protocolos de comodato com juntas de freguesia e associações, cinco antigas escolas primárias para diversas actividades das respectivas freguesias. Em causa estão as escolas de S. Gil (Perre), Igreja (Barroselas), Vila Mou, Laboreira (Deão) e Samonde, que se encontravam sem actividade desde a reorganização da rede escolar concelhia.

Os protocolos foram assinados ontem em sessão na Câmara de Viana do Castelo, tendo a antiga Escola Primária de S. Gil sido cedida à Junta de Freguesia de Perre para ali instalar um espaço para actividades culturais, sociais e recreativas dinamizadas pelas associações locais e pela própria junta de freguesia.

A escola da Igreja de Barroselas, um edifício do traço de Adães Bermudes e datada de 1910, vai ser cedida à Junta de Freguesia para actividades culturais e apoio para actividades para idosos. No caso da Escola de Vila Mou, vai ficar instalada uma zona para apoio ao armazenamento de bens alimentares do Centro Paroquial e Social de Lanheses, numa parceria com a população da Comissão Social Inter-Freguesias de Riba Lima.

Em Samonde, uma sala da antiga escola será cedida à Associação de Paralisia Cerebral de Viana do Castelo para apoio ao armazenamento e gestão de ajudas técnicas para o concelho e, com a Junta de Deão foi cedida a Escola Primária da Laboreira para actividades culturais, recreativas e sociais.

Estes protocolos foram considerados pelo Presidente da Câmara, José Maria Costa, como uma forma de reactivar edifícios devolutos e apoiar tecnicamente associações e juntas de freguesia..

 

Câmara Municipal reuniu Conselho Económico e Social .

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo reuniu ontem o seu Conselho Económico e Social, órgãos consultivo do executivo municipal criado em 2009 e que envolve parceiros de todos os sectores da sociedade e que são chamados a pensar o concelho, apoiando e valorizando, mas também participando no enriquecimento e adequação da estratégica autárquica. Na reunião, foram avaliados vários projectos e os constrangimentos ao funcionamento das autarquias locais pelo Estado.

 

Entre outros temas, foram apresentadas as principais conclusões da última Cimeira Ibérica, nomeadamente no que toca à modernização da linha do Minho entre Porto e Vigo e as portagens na A28, temas desde início debatidos e motivo de preocupação do executivo municipal de Viana do Castelo.

 

O Centro de Mar, nomeadamente os investimentos previstos para os postos náuticos de remo, canoagem e vela, e ainda a agenda da criatividade no âmbito do projecto “Viana Criativa”, foram também abordados, assim como os últimos investimentos e a captação de novas empresas em Viana do Castelo.

 

O Presidente da Câmara aproveitou ainda para abordar os constrangimentos de que as autarquias locais estão a ser alvo com a implementação de várias medidas legislativas, nomeadamente no corte do IMI e na Lei dos Compromissos de pagamentos.

 

O autarca referiu que os Municípios e, em especial, o Município de Viana do Castelo, tem vindo a cumprir os objectivos de redução da dívida (a autarquia reduziu em 24 por cento a dívida a fornecedores), pelo que não entende a aplicação cega e insensível desta legislação.

 

 José Maria Costa informou ainda que, caso esta legislação seja aplicada sem qualquer alteração, porá em causa a normal actividade do Município, em especial nos sectores da educação, acção social e nos apoios das associações culturais e desportivas.

 

Nó Norte de Portugal/Viana do Castelo” na RETE .

 Presidente da Câmara de Viana do Castelo, José Maria Costa, participou no Conselho e e Junta da Associação para a Colaboração entre Portos e Cidades (RETE), em Málaga. Durante os trabalhos foram aprovados os novos “nós” de desenvolvimento e investigação, nomeadamente o do Norte de Portugal /Viana do Castelo.

Esta nova aposta da RETE será constituída pela Administração dos Portos do Douro e Leixões e Viana do Castelo, Câmara Municipal de Viana do Castelo, Universidade do Porto e Instituto Politécnico de Viana do Castelo. Na reunião, foi ainda aprovada a adesão de novos sócios bem com a constituição de vários nós de investigação da associação.

 

O evento integrou ainda um seminário sobre “Mudanças de modelos portuários e integração do porto-cidade”, onde foram abordados temas em que os portos são assumidos como actores que contam com uma grande capacidade para configurar e reconfigurar a fisionomia das cidades, assim como potentes indutores de criação e transformação espacial da regeneração e inovação urbanística e arquitectónica.

 

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aderiu em 2010 como sócio colaborador, à RETE – Associação para a Colaboração entre Portos e Cidade, uma entidade com sede em Itália que tem como missão construir uma rede internacional de cidades portuárias e de portos.  A RETE tem por objecto desenvolver e melhorar a relação recíproca e a colaboração mútua, para alcançar um desenvolvimento equilibrado e qualificado dos âmbitos urbano e portuário. Os seus objectivos passam pela promoção e execução de programas, projectos, actividades e iniciativas de formação, investigação, estudo e difusão que contribuam ou favoreçam a cooperação entre as administrações portuárias e as administrações locais; a melhor integração dos portos no seu contexto territorial; e a prosperidade e melhoria da qualidade de vida das cidades.

Para tal, a RETE desenvolve iniciativas destinadas a melhorar a relação porto-cidade; organiza congressos, cursos, seminários e jornadas; publica revistas periódicas; promove a publicação de contributos de carácter científico; e mantém activa uma página na Web. Da RETE fazem parte grandes portos, autoridades portuárias e cidades europeias. De realce são, por exemplo, as principais cidades espanholas, a administração portuária de Lisboa, Douro e Lexões, mas também as cidades de Veneza, Sevilha.

 

 Iniciativa do Centro Internazionale Città d’Acqua, de Veneza, a RETE foi constituída em 2001 a partir de um protocolo de acordo entre a Administração do Porto de Lisboa, a Área Metropolitana de Lisboa, os Puertos del Estado, a Stazioni Marittime Spa, de Génova, e as Autoridades Portuárias de Barcelona, Génova e Baleares, cujo principal objectivo consistia em fomentar a cooperação entre portos e cidades da Europa Mediterrânica e da América Latina na área da reorganização das zonas ribeirinhas urbano-portuárias e da relação cidade-porto.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00



Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

CONTADOR

estatisticas gratis


geo-visitas




Favoritos