Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

TER OU NÃO TER CORAGEM

          O novo primeiro ministro grego, Antonis Samaras, está totalmente comprometido com as exigências da atual situação na Grécia. O novo governo de coligação, que acaba de tomar posse, vai sofrer uma redução dos seus salários, em trinta por cento, uma prova de exemplo para o País.

          “A melhor forma de alguém governar, é dando o exemplo”salientou Samaras que prometeu um novo rumo Para a Grécia.

           O elenco governativo, que conta com 16 ministros, além do primeiro ministro e do porta-voz, é largamente controlado pelo partido Nova Democracia, que garantiu dez ministérios.

           Imagine, caro leitor, se o nosso primeiro ministro tivesse “um sonho” de reduzir trinta por cento ao seu salário e ao salário dos seus ministros e secretários de estado e, depois, em conselho de ministros, apresentasse esse mesmo sonho, como realidade.

           Como diz o ditado: “ Caía o Carmo e a Trindade”!

           Além disso, alguns ministros ficariam irritadíssimos com o seu chefe, dizendo-lhes que não aceitavam esses cortes, pois o seu salário já é baixo.  Admito até que alguns fossem embora, pois na vida privada, ganhariam mais do que estar no governo.

            Na Grécia, o primeiro ministro Antonis Samaras teve a coragem de baixar em 30% o salário dos seus ministros. Doia a quem doer. Quem não aceitar, que se vá embora. O futuro do pais grego está primeiro. Duvido muito que o nosso primeiro ministro tenha a coragem de fazer em Portugal, o mesmo que o seu homólogo grego fez no seu país. Pelo contrário, já anunciou que, possivelmente, em Setembro ou em Outubro, se Portugal não honrar a taxa de 4,5%, imposta pela troika, “talvez” venham mais medidas de austeridade.

             Na hora em que o povo grego atravessa uma das mais graves crises da sua história, esse mesmo povo pode orgulhar-se de ter um primeiro ministro que, sacrificando o seu salário e o salário dos seus ministros, põe à frente de tudo, a felicidade e o futuro  de todo os gregos.

             Quando o exemplo vem de cima, é mais fácil explicar  sacrifícios,  aos que estão por baixo.  

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub