Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

JUDAS FOI ENFORCADO AO MEIO DIA.     

                  

Tal como manda a tradição o Judas foi enforcado ao meio dia no Largo do Cruzeiro, na forca colocada junta da centenária Mesa de Pedra e vai ser queimado após a leitura do testamento esta noite, após as celebrações religiosas que ocorrem na igreja paroquial.

Em Afife tem sido tradição o Judas ser colocado na forca ao bater o meio-dia no relógio da torre da igreja, só que como se está na altura da semana Santa o relógio não faz soar as horas no sino.

Este ano acontece que  a tradição parece ter acompanhado a crise que se vive e o Judas apareceu esquelético, sem roupa e sem o saco dos trinta dinheiros, porque diz, que o governo levou-lhe o dinheiro, a roupa em impostos e nem sequer  há dinheiro para comprar fósforos para ser queimado, ou neste caso para ser queimado o seu esqueleto.

Foi certamente uma maneira de se poder galhofar  com a crise em tempo desta e de mostrar como o povo está a ficar com tanta austeridade.

O Judas a queimar, vai ser colocado na forca mais logo à noite e foi feito pelos utentes do Centro de Dia da freguesia, que sempre colaboram nestas tradições, enquanto que a leitura do testamento, é sempre ponto esperado.

na próxima edição vamos contar, o que foi a queima do Judas de Afife.

 

 

NOTA:

Uma vez mais notou-se a ação do habitual grupo de energúmenos que actua à sombra na tentativa de destruir as tradições da nossa freguesia  em mais um ato condenável, não resistiram assim a roubar o esqueleto do Judas que havia sido colocado na forca  junto da Mesa do Cruzeiro, como a noticia em cima o documenta.

Acontece  que ao meio da tarde, os heróis do costume resolveram uma vez mais ser protagonistas pela negativa desta tradição e retiraram da forca aquilo que poderia ser  um pólo de atracão durante a tarde no lugar do Cruzeiro.

Acima de tudo esta situação  é ainda mais grave e lamentável, já que a ideia de apresentar  um Judas em jeito de esqueleto e com uma critica à atual situação do País, partiu e foi executada por um grupo de jovens, que se identificam com as suas origens e que ficaram decepcionados quando se aperceberam que haviam roubado o boneco.

Será que em Afife esta e outras tradições não podem ter a continuidade que todos desejam, será que uma minoria pode dar azo à sua prepotente e cobarde  valentia de serem os protagonistas da parte negative que envergonham a freguesia e colocam as nossa tradições num patamar inferior.

Senão vejamos a projeção que tem  a queima do Judas e outras tradições, em Viana do Castelo, Ponte de Lima, Mazarefes e muitas outras, porque nestas esta espécie de gente é banida da civilização e reduzem-se à sua insignificante ignorância.

Estas situações contribuem para que os mais novos não se sintam capazes de continuar uma tradição, que nunca conheceu  tal desmanda.

A situação passa um pouco pelos pais, que na altura certa, não incutiram nos filhos o interesse pelas seculares tradições da freguesia.

Esperemos que num futuro estas situações não  acabem mesmo com a própria tradição, ou tradições, mas pior que isso, não se esteja contribuir para situações que venham a causar  mesmo ondas de violência, com situações que possam a ser dramáticas.

 

 

 

30-03-13

ANI

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub