Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

Caminha aprova orçamento “verdadeiro, vivo e vitaminado” marcado por uma poupança de 2,8 milhões de euros no espaço de um anoO Executivo aprovo, por maioria, as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2015. Marcado pelo rigor e pela transparência, situando-se nos 21 milhões de euros, este é o orçamento do triplo "V", como o classificou o presidente, Miguel Alves, ou seja, é um orçamento verdadeiro, vivo e vitaminado. No próximo ano, este Executivo vai implementar soluções para os problemas e desajustes políticos e orçamentais criados por decisões do passado, nomeadamente a acumulação de compromissos por processos perdidos em Tribunal, mas os constrangimentos não impedem o investimento e uma aposta estratégica que corresponde ao projeto político sufragado em setembro de 2013. Determinante neste orçamento é também a poupança de 2,8 milhões de euros realizada entre setembro de 2013 e setembro deste ano (em comparação com igual período anterior).

Na introdução aos documentos, Miguel Alves explica o significado dos três "V", começando pela transparência com que enfrenta os problemas, sem escamotear a situação real: "Verdadeiro (porque não esconde as dificuldades, prevê uma receita realista e acomoda os montantes das dívidas, incluindo mais de 1 milhão de euros em processos perdidos em Tribunal, porque segue as indicações da auditoria realizada às contas e as diretrizes das entidades reguladoras).

O segundo "V" traduz a não acomodação deste Executivo às dificuldades e Miguel Alves garante que este é um orçamento "Vivo (porque aposta na mobilização da cidadania através dos processos participativos, na descida de impostos que liberta as famílias, dinamiza a economia com obra, eventos e apoio direto às instituições e às pessoas em dificuldades e apela à sustentabilidade dos nossos recursos)".

Por último é um orçamento "Vitaminado (porque aposta num investimento superior em 20% ao ano anterior, porque incrementa a despesa, logo a aposta, nas áreas da educação, cultura e desporto e prepara a chegada do quadro comunitário Portugal 20/20".

Definido como "peça de uma estratégia global" e "roteiro financeiro de concretização de um projeto político", a margem de manobra não deixa de ser influenciada pelo passado, apesar da gestão rigorosa realizada no último ano, que permitiu gastar menos 2,8 milhões de euros em relação à prática anterior: "as Opções do Plano são mais do que um exercício estanque confinado a um ano civil, são o reflexo de outros exercícios, transportam em si todas as decisões tomadas em anos anteriores e as suas consequências e apresentam-se como partes ou, pelo menos, como pistas, das escolhas definidas para o futuro".

Assim, como se lê no documento, a primeira prioridade é a de enfrentar e resolver o desequilíbrio das contas municipais (recorde-se que o exercício líquido de 2013 foi negativo em quase 1 milhão de euros), acomodando os compromissos assumidos no passado que não podem ser revogados nem negociados.

Sem artificialismos ou maquilhagem contabilística, os documentos previsionais agora aprovados apresentam uma previsão de despesa (a que corresponde a mesma previsão de receita) de 21.041.663 euros, o que configura uma subida de cerca de 4% relativamente ao ano.

Apesar do esforço de contenção e do corte de gorduras em praticamente todas as áreas, há uma subida da despesa que é explicada por diversos fatores, com preponderância para os compromissos anteriores (custo das ações judiciais transitadas em julgado durante o ano de 2014) e a contribuição prevista para o Fundo de Apoio Municipal criado pelo Governo central.

Aposta na cultura, desporto e educação

Assume-se a aposta nas áreas da cultura, desporto e educação, reforçam-se as transferências para as freguesias e acautelam-se as obras em execução enquadradas ainda no QREN que agora termina. De registar o aumento do investimento a realizar no concelho em mais de 20% relativamente ao exercício de 2014.

Miguel Alves afirma, que "com contas sãs, é possível vitaminar o concelho e percorrer um caminho de afirmação de uma economia sã", por isso este orçamento respeita as premissas de "mais emprego, mais diálogo e melhor futuro" e reforça "a estratégia do Município assente em cinco eixos estratégicos que, fundidos, correspondem a uma visão de desenvolvimento, modernidade e coesão do nosso concelho. Cinco eixos que se vão afirmando ao longo do trajeto percorrido que encontram clara sinalização neste documento previsional".

Recorde-se que esses eixos correspondem ao crescimento e desenvolvimento do concelho; solidariedade, bem-estar e coesão social; espaço público qualificado; política cultural de qualidade e de efeito persistente, no desporto como fator de bem-estar e motor económico e consolidação de um ambiente sustentável.

Uma gestão amiga das famílias e das empresas

Apesar das dificuldades, o Executivo reforça, neste documento, o que tem sido uma gestão amiga das famílias e das empresas, marcada também pelo desagravamento fiscal. De destacar as duas descidas da taxa de IMI em menos de 10 meses, a redução do preço da fatura da água através da ação sobre a taxa de resíduos, a descida da taxa variável de IRS, a promoção de ações de redução de preços na ligação ao saneamento, etc.

De destacar ainda a componente de investimento prevista e a aposta em obras tão estruturantes como a nova biblioteca municipal, a reabilitação do Mosteiro de São João d'Arga, a ecovia do Rio Minho em Seixas e Lanhelas, a ecovia que liga Caminha a Esposende, áreas de apoio à praia da Foz do Minho e áreas de apoio ao campo do Âncora Praia e praia junto da duna dos Caldeirões, alargamento do saneamento e das redes de escoamento de águas pluviais, o alargamento da rede municipal de percursos pedestres (apoiando ainda a construção civil e seus satélites mas também as empresas que beneficiam da incrementação do turismo, da valorização da cultura e da divulgação das potencialidades do concelho no lazer e desporto.

A finalizar, Miguel Alves alerta: "precisamos que mais famílias venham viver para o nosso concelho, precisamos de estancar a emigração, de manter a descida dos números de desemprego que se foram verificando a partir do meio do ano de 2014, precisamos de afirmar a presença do concelho de Caminha em órgãos como a Associação Nacional de Municípios, o Conselho Regional do Norte, da CIM, da Polis Litoral Norte, da Adriminho e outras"

-----------------------------------------------------------------------------

Caminha e Vila Praia de Âncora vão acolher Feira de Tradições de NatalEm dezembro, Caminha e Vila Praia de Âncora vão acolher a Feira de Tradições de Natal. Dar a conhecer as tradições natalícias e potenciar a economia local são os objetivos do certame. A participação certame é gratuita e estende-se aos artesãos de todo o território nacional. As inscrições vão decorrer de 3 a 15 de novembro.

Em Caminha, a Feira de Tradições de Natal vai decorrer no Largo Calouste Gulbenkian, nos dias 13 e 14 de dezembro. Em Vila Praia de Âncora, terá lugar na Praça da República, nos dias 20 e 21 de dezembro.

Para além da valorização do artesanato e dos produtos locais, este evento pretende ser um polo de atração turística, capaz de atrair novos públicos ao concelho.

Na Feira de Tradições de Natal podem participar artesãos residentes e não residentes do concelho de Caminha. Os interessados podem formalizar as respetivas propostas de inscrição até ao dia 15 de novembro, através do correio eletrónico cultura@cm-caminha.pt; podem ser entregues na receção do Município ou remetidas por correio para Município de Caminha/Serviços Culturais/Largo Calouste Gulbenkian/4910-113 Caminha

--------------------------------------------------------------------

Caminha vai acolher o Encontro de Cinema e Cultura das Margens do Rio Minho, designado de “Vêm aí os Galegos!”Caminha vai dar a conhecer um dos mais prestigiados festivais de cinema espanhol: o Festival de Cans. Nos dias 7 e 8 de novembro, o Teatro Valadares vai servir de palco a um novo projeto, o Encontro de Cinema e Cultura das Margens do Rio Minho, designado de "Vêm aí os Galegos!". O objetivo é dar a conhecer na vila de Caminha um festival peculiar, que nasceu na aldeia de Cans (Galiza) e que se tornou uma referência em Espanha. O certame conta com a presença de Alfonso Pato, Alfonso Zarauza, Ricardo de Barreiro e Federico Pérez.

Organizado pela OG&ASSOCIADOS, pelo Festival de Cans e pela Câmara Municipal de Caminha, o Encontro de Cinema e Cultura das Margens do Rio Minho, designado "Vêm aí os Galegos!" conta com a colaboração da Locus Cinemae - Associação de Cinema de Caminha.

Este certame volta a juntar as duas margens do Rio Minho, agora nas vertentes cinema e cultura. Para a organização, trazer um festival de referência a Caminha, poderá ser o mote para a criação de um festival de cinema no concelho, com enfoque no cinema e audiovisual das duas margens do rio Minho.

O Festival de Cans reúne as melhores curtas-metragens galegas. Mas é muito mais que isso. Este festival inclui: estreias documentais e longas-metragens, concurso de videoclip, colóquios com cineastas, apresentações audiovisuais, concertos e "altas doses de naturalidade, diversão e agroglamour".

Assim, durantes os dois dias, o "Vêm aí os Galegos!" vai proporcionar momentos muito diferentes: workshops, projeção de um filme que é sucesso de bilheteira em Espanha, projeção dos prémios dos vencedores da edição de 2014 do Festival de Cans e um concerto de música ao vivo com Victor Coyote e a portuguesa Rita Braga. Alfonso Pato, fundador do Festival de Cans; bem como os principais atores e realizador do filme "Encallados" marcarão presença no certame.

No dia 7, o Encontro de Cinema e Cultura das Margens do Rio Minho começa às 14h00, com o workshop educacional "Como construir um Festival de Cinema" e projeção do documentário "10 anos de Cans", com a presença de Alfonso Pato, diretor/fundador do Festival de Cans, júri de festivais e colunista do El País, e de Patrick Esteves, professor da ETAP/audiovisuais. Às 22h00, terá lugar a projeção do filme "Encallados", de Alfonso Zarauza (Ano 2014 - 70 min), seguida de um colóquio com o realizador e respetivos atores: Alfonso Zarauza, Ricardo de Barreiro e Federico Pérez. Estas atividades são gratuitas. Contudo, para participar no workshop educacional é necessário proceder a uma reserva através do email ogassociados1@gamil.com ou T 916250633.

No dia 8, o certame tem início às 17h00, com a projeção dos prémios dos vencedores do Festival de Cans 2014. A entrada é gratuita.

Às 22h00, o Teatro Valadares vai acolher o concerto com Victor Coyote. O artista vai apresentar ao vivo o novo álbum "Titulado", acompanhado pela portuguesa Rita Braga. A entrada tem um custo de 8 euros. Os bilhetes podem ser adquiridos no próprio dia, no local do concerto, ou através do T. 916 250 633. O certame encerra às 00h00, com a projeção de "Videoclips Musicais", uma seleção especial do Festival de Cans, no After Eight, galeria bar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub