Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

O 1º Rally da Eurocidade vai contar com a participação de 92 carros e desenvolver-se por um percurso de 236,11 Kms, pelos concelhos de Valença e Tui, em 7 e 8 de novembro.

Sexta-feira, 7 de novembro, decorrerão as verificações técnicas e administrativas. Sábado, 8 de novembro, a prova arranca com a primeira manga a sair do lugar de Gondim, na freguesia valenciana de Cerdal, às 8h11 (PT) e a segunda manga às 10h45 (PT). Uma prova que se desenvolve por 15 Km's com passagem por Mosteiró, Taião, Gandra e termina em Quebrada, na freguesia valenciana de Sanfins. O segundo troço de competição, em Valença, sairá da zona da Ponte do Manco, em Friestas, atravessa esta freguesia, entra em Verdoejo e percorre a estrada do Emparcelamento, por Ganfei até terminar na Urgeira, em Valença, com a primeira manga a arrancar às 8h42 (PT) e a segunda manga às 11h16 (PT).

Durante a tarde de sábado é a vez de os montes de Tui acolherem dois circuitos e mais quatro mangas com saída às 15h13, 15h56, 17h54 e 18h37.

Uma prova que vai proporcionar grandes emoções e muita adrenalina, testando a perícia e a velocidade dos pilotos em troços panorâmicos sempre para o vale do rio Minho.

As provas serão cronometradas e fazem parte das provas oficiais do Campeonato Galego de Rallys.

Valença e Tui serão o palco das grandes emoções do Campeonato Galego de Rally's, uma competição em asfalto organizada, todos os anos, pela Federación Galega de Automobilismo desde 1979. Uma prova para os amantes ao automobilismo que, ano após ano, atrai até ao Noroeste Peninsular grandes equipas e pilotos.

A organização da prova é da Escuderia Dona Urraca e conta com o apoio da Câmara Municipal de Valença, Ayuntamiento de Tui e meio empresarial da região.

--------------------------------

A Câmara de Valença aprovou o Orçamento de 17,7 milhões de euros para 2015, a submeter à próxima Assembleia Municipal, que decorrerá no mês de novembro. Este é um Orçamento que pretende ser fator de dinamização e projeção de Valença, no contexto da euro-região, e dar resposta às necessidades da população, de modo a garantir o bem estar da comunidade.

A educação é uma das grandes apostas para 2015, onde se destaca a conclusão do Centro de Inovação e Logística e os vários programas deste setor, no sentido de preparar e qualificar os jovens valencianos para o futuro.

A conclusão da requalificação da Fortaleza, a requalificação da Cidade Nova – IIª Fase, a requalificação da Piscina Municipal, a intervenção na Quinta de Sanfins, a conservação da rede viária das freguesias e o projeto de ligação da Cidade ao Rio Minho, são algumas das grandes intervenções que se programam para o próximo ano. Investimentos que pretendem proporcionar mais qualidade urbana e atrair o turismo

Para 2015 Valença continua a aposta na sua afirmação regional, projetando a dinâmica da Eurocidade e a candidatura a Património da Humanidade. Fatores reforçados com uma crescente aproximação ao rio Minho e a aposta no turismo verde / sustentável, com o objetivo de atrair novos nichos turísticos e mais residentes.

A gestão rigorosa dos últimos anos e atual equilíbrio das contas públicas municipais, permite a Valença apresentar um Orçamento focado nas pessoas e nas famílias, com elevada responsabilidade social. A Câmara Municipal vai abdicar de metade dos 5% do I.R.S. respeitante ao Município de Valença, a favor das famílias, manter as taxas mais baixas do I.M.I. e avançar na redução do I.M.I. nos prédios requalificados e para habitação dentro da Fortaleza. Fatores a que acresce a oferta de manuais escolares até ao 6º ano, bem como o aumento das bolsas de estudo e os vários programas de emergência social.

Para o Presidente da Câmara, Jorge Mendes,”Queremos ser um concelho com qualidade de vida, feito por todos, onde o bem-estar comum seja uma realidade objetiva. Pretendemos uma Câmara e motor do desenvolvimento social, cultural e económico. Queremos a Fortaleza reconhecida como Património da Humanidade. Queremos atrair empresas e investidores para o nosso território, por forma a criarmos mais empregos, fixar novos residentes e atrair mais turistas e visitantes”.

---------------------------------------

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub