Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

AFIFE DIGIT@L jornal on-line de Afife

NOTICIAS LOCAIS E REGIONAIS ACTUALIZADAS SEMANALMENTE AOS SÁBADOS ÀS 21h30 ........ e-mail: afifenoticias@sapo.pt

A Câmara Municipal de Viana do Castelo aprovou, em reunião de executivo, uma proposta para uma intervenção urgente no combate da vespa velutina, exigindo uma clarificação urgente do Governo de quem deve coordenar e quais os meios a afetar para combater a praga, atendendo à dimensão preocupante que está a tomar na região norte.

No documento aprovado ontem, é solicitado à Ministra da Agricultura que seja implementada uma estratégia nacional e uma ação concertada das diversas entidades, clarificando as competências e criando uma equipa de intervenção que permita combater esta praga que está a por em causa a apicultura e a saúde pública.

Este pedido surge na sequência das ocorrências no concelho em 2011, registadas pela APIMIL (Associação Apícola Entre Minho e Lima), e que se alastraram a outros concelhos, havendo casos nos concelhos limítrofes e em toda região norte. Por haver, desde logo, o conhecimento dos danos que provoca, a Proteção Civil Municipal entrou no terreno, em 2012, destruindo prontamente dezenas de ninhos sinalizados.

Em 2013, a atribuição dessa tarefa deixou de ser clara uma vez que, se por um lado, o Plano de Ação da autoria da Direção Geral de Alimentação e Veterinária sobre a vespa velutina prevê que compete aos serviços de Proteção Civil acionar os meios necessários à destruição dos ninhos, por outro lado, em Dezembro de 2013, a Autoridade Nacional de Proteção Civil emitiu um comunicado declinando toda a responsabilidade nesta matéria atribuindo-a, nesse mesmo documento, à Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV).

No entanto, da DGAV chegam denúncias de novos ninhos, juntamente com a informação reiterada de que “…mais informo que a destruição dos ninhos não é da competência da DGAV”. Perante isto, a autarquia solicita que as medidas de combate a esta praga sejam rapidamente esclarecidas e concertadas a nível nacional.

A Vespa Velutina “nigrithorax” ou vespa asiática é uma espécie de vespa originária da China, predadora de outras vespas e abelhas. É uma das pragas da colmeia, capaz de dizimar completamente um enxame em poucos dias. Constitui, por isso, uma grande ameaça aos apiários e à produção de mel na região. De acordo com as informações existentes, cada ninho pode albergar até 2000 vespas e 150 fundadoras de novas colónias que, no ano seguinte, poderão vir a criar pelo menos 6 novos ninhos, o que motiva uma propagação muito considerável.

----------------------------------------------------------

Requalificados armazéns de aprestos da Ribeira de Viana do Castelo

Os armazéns de aprestos dos pescadores da doca de pesca da cidade foram requalificados no âmbito de um projeto de recuperação, valorização e proteção do património natural, histórico e arquitetónico, de âmbito local. Trata-se de um investimento de 149.554,50 euros para qualificar o espaço e contribuir para a competitividade dos profissionais de pesca.

Em causa está um conjunto de edifícios divididos em três quarteirões na doca da cidade, no coração da ribeira, e que são a base de funcionamento da atividade piscatória da comunidade e que estavam degradados, prejudicando não apenas o bom funcionamento da atividade piscatória mas, também, a qualificação do próprio espaço.

A intervenção pretende ainda proporcionar uma melhoria significativa das condições de trabalho em terra ao oferecer um espaço com condições adequadas de uso partilhado por parte dos profissionais da pesca e requalificar uma zona degradada com potencial para o desenvolvimento de atividades económicas relacionadas com o setor das pescas (restauração, mercado de pescado, produtos tradicionais, apoio à náutica de recreio e desportos náuticos).

O projeto concentrou-se no tratamento de coberturas, rebocos, pinturas e algumas caixilharias de vão e portas, aproveitando-se para substituir as mais degradadas, sendo que a Câmara Municipal colmatou a operação com a requalificação daquela zona piscatória, através da remodelação das fachadas e da recuperação das coberturas dos armazéns de aprestos, com vista a proporcionar uma melhoria significativa das condições de trabalho em terra e condições adequadas de uso partilhado por parte dos profissionais da pesca.

A intervenção pretende, assim, o reforço da competitividade dos profissionais de pescas e decorre em articulação com as obras de qualificação do espaço envolvente à localização destes armazéns (ao nível da Polis Litoral Norte), pelo que a obra contribui para a dignificação da zona, indo de encontro ao objetivo preconizado com a iniciativa “Aldeias de Mar”, de valorização do património e de criação de uma Rede de Aldeias / Núcleos do Mar no Litoral Norte, com potencial de atratividade turística, e desenvolvimento de atividades económicas, ligadas à restauração, venda de pescado, entre outras.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub